Redação Pragmatismo
Compartilhar
Saúde 11/Feb/2014 às 15:46
27
Comentários

PSDB e DEM preferem tirar médicos do Brasil e levá-los a Miami

Usar o caso de Ramona Rodriguez para criar uma nova onda desfavorável ao programa Mais Médicos demonstra insensibilidade com a necessidade de um grande número de brasileiros

ramona rodrigues ronaldo caiado cuba
Ramona Rodrigues e Ronaldo Caiado (Agência Câmara)

Blog da Helena Sthephanowitz

Vamos esclarecer alguns pontos. Os médicos cubanos que estão no Brasil pelo programa Mais Médicos têm vínculo como funcionários públicos do governo de Cuba e, se há milhares deles que já serviram em mais de sessenta países e não pediram asilo, é porque a grande maioria tem compromissos sinceros com sua nação.

É preciso entender também que, ao viverem em um regime socialista, criado por uma revolução popular, estas pessoas geralmente têm convicções diferentes das que estamos acostumados a ver e têm valores que a maioria dos indivíduos de uma sociedade francamente competitiva como a capitalista costuma não ter, como fraternidade e igualdade.

E sim, acredite, cubanos se engajam mais em projetos coletivos de nação do que em projetos individuais. A própria relação com o dinheiro costuma ser diferente. Se os salários podem ser – e são – bem mais baixos se comparados a economias de mercado como a nossa, o trabalhador que vive em Cuba tem subsídios para alimentos, moradia, total gratuidade na saúde e educação de qualidade, o que equivale a remuneração indireta na forma de benefícios.

Por outro lado, numa economia de mercado, os valores de aluguel, de prestação de casa própria, plano de saúde, escolas e supermercado exigem e impõem que os trabalhadores sejam remunerados com salários muito maiores, evidentemente.

Não se discute aqui se é melhor ou pior. Apenas é preciso entender que o cidadão ou a cidadã de Cuba simplesmente pensa diferente.

Contudo, parlamentares do PSDB e do DEM – como Ronaldo Caiado (DEM-GO), Domingos Sávio (PSDB-MG), Jutahy Junior (PSDB-BA) e outros – estão agindo para sabotar o Mais Médicos, explorando um caso individual para tentar criar todo tipo de dificuldade e inviabilizar o programa de saúde pública. E para isso usam uma lógica que não deveria ser aplicada aqui.

Vamos ao caso. Se a médica Ramona Matos Rodriguez, assim como uma minoria, diga-se bem pequena, de outros médicos cubanos resolveu “desertar”, se desligar do Mais Médicos pensando em ganhar mais dinheiro em Miami, é uma escolha individual dela, um direito que lhe assiste, embora seja difícil acreditar que ela não soubesse que seu ganho líquido seria bem menor que o dos colegas brasileiros e que a maior parte iria para o governo cubano.

Que ela se utilize das leis brasileiras para pedir refúgio provisório no Brasil até conseguir asilo nos Estados Unidos também faz parte. O que ela não pode é agir em desacordo com as leis brasileiras, especialmente com apoio de parlamentares brasileiros.

Mas Caiado e seus colegas de oposição, sejam parlamentares, sejam de associações médicas, estão induzindo Ramona a violar o estatuto do estrangeiro quando a colocam para difamar e conspirar contra todo o programa Mais Médicos, indo além de sua decisão pessoal. Essa conduta é passível de expulsão do país.

Na prática, a manobra pode acabar tirando alguns médicos do povo brasileiro e levá-los para Miami. Se trabalharem por lá, o povo de Miami ficará agradecido, mas será que os nobres deputados se perguntam como ficarão cidades como Pacajás e as outras que podem padecer sem médico para a atenção básica?

Ou seja, usar o pedido de asilo à embaixada dos Estados Unidos pela médica Ramona Rodriguez para criar uma nova onda de reportagens desfavoráveis ao programa de saúde popular desconsidera as necessidades e o sofrimento de um imenso número de brasileiros, tomando como princípio que o mais importante é prejudicar o governo federal.

Outro desastre oposicionista é a recente declaração do senador Aécio Neves (PSDB-MG), que afirmou que, se eleito presidente, iria romper o contrato com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), que traz os médicos cubanos, para contratá-los como os demais médicos avulsos de outros países.

São muito poucos os médicos cubanos que aceitam “desertar”, como propõe Aécio. E mesmo os pouquíssimos casos isolados, como o de Ramona, têm mais atração pelos Estados Unidos do que pelo Brasil, onde, inclusive, foram hostilizados por parte da classe médica. Na prática, a proposta de Aécio mataria Mais Médicos, sem que houvesse uma solução que suprisse as carências do setor no país, deixando o povo brasileiro na mão.

A oposição usa Ramona acreditando que Dilma Rousseff perderia votos. Mas com essa postura de fazer uma guerra fria contra Cuba e contra o Mais Médicos, deixando o paciente brasileiro à própria sorte, só sobrará ao PSDB e o DEM os eleitores fanáticos anti-Cuba, fãs da revista Veja. Assim, essa oposição é a que a presidenta pediu a Deus.

Para encerrar: se só há um país no mundo com capacidade de oferecer (bons) médicos rapidamente e este país tem suas regras, nós, que precisamos de médicos, não estamos em posição de impor condições que dizem respeito aos assuntos internos deste país. Como se diz no jargão popular, é pegar ou largar.

Recomendados para você

Comentários

  1. Pereira Postado em 11/Feb/2014 às 15:58

    "Mas Caiado e seus colegas de oposição, sejam parlamentares, sejam de associações médicas, estão induzindo Ramona a violar o estatuto do estrangeiro quando a colocam para difamar e conspirar contra todo o programa Mais Médicos, indo além de sua decisão pessoal. Essa conduta é passível de expulsão do país." Ué ?? Agora não se pode mais criticar o governo ??? Temos uma ditadura no Brasil e não me avisaram ?

    • hb cwb Postado em 11/Feb/2014 às 18:32

      Leia o texto com atenção e sem intuito de maldade, a resposta asua pergunta está lá, exatamente por não ser uma ditadura que existem leis e devem ser cumpridas (a violar o estatuto do estrangeiro). Leia antes o estatuto do estrangeiro.

    • Roberto Postado em 11/Feb/2014 às 18:38

      Se você prestou atenção, como estrangeiro ele não pode criticar o governo brasileiro. Vou eu pros Estados Unidos criticar Obama... Vou ser preso e torturado, acusado de terrorismo.

  2. Pereira Postado em 11/Feb/2014 às 16:00

    "É preciso entender também que, ao viverem em um regime socialista, criado por uma revolução popular, estas pessoas geralmente têm convicções diferentes das que estamos acostumados a ver e têm valores que a maioria dos indivíduos de uma sociedade francamente competitiva como a capitalista costuma não ter, como fraternidade e igualdade." Fraternidade em Cuba ???? Por acaso os Homossexuais têm direito la na ilha da magia ??? ou a ditadura militar proíbe a pederastia ?

    • hb cwb Postado em 11/Feb/2014 às 18:38

      Pereira. Você ja fo ipara Cuba e conhece seus costumes, ou para variar é + uma ilação maldosa por não ter argumentos reais?

  3. Caio Postado em 11/Feb/2014 às 16:10

    Esses dois partidos só cavam, se a população não fosse tão alienada, não conseguiam 1 cargo.

  4. nogueira Postado em 11/Feb/2014 às 16:18

    essa ramona é ridícula junto com o dem, incluindo o pentelho do ronaldo caiado

  5. Rodrigo Postado em 11/Feb/2014 às 16:23

    A esquerda é que tem de de envergonhar de fazer, neste caso, o contrário do que prega. A esquerda está montando palanque para Caiado ao tentar negar a realidade de cidadãos cubanos, médicos, sendo discriminados e explorados, ao ganhar um décimo do que recebem os médicos de nacionalidades outras. Em vez de reconhecerem a violação de direitos humanos e trabalhistas, não, passam a demonizar quem denuncia o esquema violador da Declaração dos direitos humanos, Convenção Interamericana de Direitos Humanos, bem como normas da Organização Internacional do Trabalho (aguardem o quiprocó que vai ser, caso o Brasil seja acionado internacionalmente pela prática discriminatória e lesiva). O mesmo se deu quando os jornalistas da Caros Amigos, face ao desrespeito ao posso salarial, registro em CTPS e adimplemento de FGTS e INSS. Fizeram greve e foram sumariamente demitidos, ao que o Sr. Sakamoto questionou quem eles pensam que são, para exercerem o direito de greve, em vez de contribuírem com a causa. O próximo passo será qual? Importar trabalhadores chineses e aqui explorá-los? Creio que esta é a hora, sim, de reconhecer o absurdo, a violação a direitos humanos e trabalhistas, com o pagamento correto, sem discriminação, em vez de ficar-se a dar holofotes e palanque para Caiado. Direitos humanos e trabalhistas são irrenunciáveis, prezados. Digam não ao comportamento contraditório, à defesa meramente retórica, enquanto oportuno for, dois direitos humanos e trabalhistas.

    • hb cwb Postado em 11/Feb/2014 às 18:41

      Falida? em que mundo você vive, no da lua? kkkkkkk

    • Thiago Teixeira Postado em 12/Feb/2014 às 11:35

      FHC e Serra tem.

    • Rodrigo Postado em 12/Feb/2014 às 12:20

      Thiago, ao menos no meu caso, quando critico a esquerda teimosa (ou seja, a parcela que acha que vale tudo para estar no poder, mesmo violar o estatuto e ideais de fundação de um partido), o que objetivo é conclamar mais cidadãos brasileiros (não apenas os eleitores) a cobrar a correção. Assim, justificar o erro atual com o erro antigo somente traz à mente o adágio: "errar é humano (em que pese não estarmos falando de simples "erros"), mas persistir no erro é burrice". Já se sabe qual é o "erro" (o crime, a improbidade, a imoralidade etc.), tanto que votou-se pela mudança. Então, que haja a mudança, que haja, mais, a cobrança do eleitorado, a fim de que não fiquemos eternamente a tornar ao estado de coisas pretérito, à corrupção pretérita, ao crime, à lesão ao erário, à imoralidade pretéritos. Então, se Serra e FHC fizeram errado e foram devidamente criticados, o papel da esquerda é ser diferente, mas não reiterar uma conduta que afirma errada e, após, justificar: "FHC fez, assim como Itamar, Collor, Sarney, militares, Dom Pedro, Mem de Sá, Nero, fizeram, então eu quero, posso e vou fazer, pois agora é minha vez!". Quem critica e conclama à mudança, logicamente, não está elogiando o erro pretérito (o crime, a improbidade, a imoralidade etc.). Ou você, ao "chamar na chincha" um colega engenheiro, um mestre de obras, um pedreiro, que de forma mirabolante inventem de cortar uma viga, usar areia na construção, vai aceitar como resposta "mas aquele pessoal no Rio fez, cortou a viga; mas Sérgio Naya fez, usou areia"?

    • Thiago Teixeira Postado em 12/Feb/2014 às 13:37

      Você já escreveu esse texto uma vez. Lembro bem e refleti muito. Ladrão tem na esquerda, direita, república e monarquia, democracia e ditadura. Mas a esquerda não está falida, está desunida. Uma, rendeu-se ao CENTRO para chegar no poder, as outras criticam, estão de fora do governo e só geram material de campanha aos oportunistas que querem voltar ao poder.

    • Pereira Postado em 12/Feb/2014 às 14:10

      Bem diz a Bíblia : Reinos cujo Deus não é o senhor, são divididos entre si.

    • Andrea Postado em 13/Feb/2014 às 11:50

      Rodrigo virei sua fã. Por favor escreva mais, debata mais. Sinto por vezes falta de coerência e argumentos construtivos, muitos perdem-se sob a cortina de fumaça do fundamentalismo partidário e ideológico, enterrando completamente a razão e o uso do bom-senso.

  6. Murilo Postado em 11/Feb/2014 às 16:25

    Como sempre, jogadas políticas tentando deteriorar a imagem do outro, e vice-versa com os partidos. São ações para se chegar ao poder e o possuir cada vez mais. e logo depois só os beneficiamentos.

  7. Thiago Teixeira Postado em 11/Feb/2014 às 16:41

    Essa traíra ainda está aqui no Brasil? Produzindo material eleitoral os revoltadinhos com ascensão do Brasil como o Pereira e esse Rodrigo na vida, no mínimo.

    • Rodrigo Postado em 11/Feb/2014 às 19:15

      Thiago, você é da área de engenharia. Eu sou da jurídica e conheço as consequências da discriminação e violação de normas internacionais de direitos humanos e trabalhistas. Apenas uma dica, no caso de você ser sócio de empresa que forneça, além de serviços técnicos (projetos, por exemplo), mão de obra: consulte um Advogado e peça a ele uma consultoria acerca das obrigações trabalhistas e previdenciárias, bem como consequências do inadimplemento das mesmas. Já tive clientes "teimosos", do tipo "eu faço como eu quero / esse cara chegou aqui e era um pobre coitado, tem de aceitar o que eu quero pagar", até mesmo amigos que, ao final, viram uma fatura bem cara a ser paga (especialmente por multas estabelecidas em convenção coletiva. A Justiça do Trabalho não tolera abusos. Falo com conhecimento de causa e com conhecimento das decisões dos tribunais, muito pesadas, por sinal. Não bastasse, multas do Ministério do Trabalho. Deixe eu te dar um exemplo. Um cliente meu era pedreiro, mas registrado como servente e, dispensado, ofereceram rescisão no valor de R$ 1500 (mais ou menos). Eu, analisando o caso, vendo a discriminação salarial, inadimplemento de obrigações como registro correto em carteira, lanche e outras obrigações estabelecidas em convenção coletiva, bem como diferença salarial devida, vi a conta, em sentença, mantida no Tribunal, aumentar para dezesseis mil "e uns quebrados" - e aí, vale a pena violar direitos humanos e trabalhistas, ou o barato sai muito caro? No mais, prezado, estou muito feliz com a evolução do país, o que não me permite fechar os olhos a absurdos como o ora ocorridos. Requerer correção, ética, comportamento probo e respeito às leis, principalmente coerência, é dever do eleitor e não se confundem com "revoltinha". Em tempo, qual sua opinião acerca da situação dos jornalistas da Caros Amigos? Fiquei curioso.

      • Thiago Teixeira Postado em 12/Feb/2014 às 11:34

        Eu já participei de mais de 20 audiências trabalhistas. Perdi todas. Porquê? Pelo motivo do júri trabalhista brasileiro ter uma interpretação única como a sua. Quem disse que seu cliente era pedreiro? Ele. A palavra de um engenheiro para um juiz trabalhista, na minha experiência, não vale nada. Fui acusado de "obrigar" trabalhado a exercer excesso de carga de trabalho, sendo que com os mesmo propúnhamos premiação caso concluíssem as atividades. Adiantou eu explicar isso para o juiz? Não, o que vale é apenas a opinião do "trabalhador". E eles sabem disso. A justiça do trabalho formou um exercido de morféticos, vagabundos que dia e após dia estão falindo as construtoras, tornando as obras caras e reduzindo absurdamente a produtividade. Hoje, completo 12 meses sem nenhum processo trabalhista, porquê? Peão chega de viagem (comprei passagem antecipada e fiz reembolso imediato mesmo o cara não trazendo nota, já fui na justiça por isso e levei vária surras dos juízes na vara de Campinas-SP) alojamento limpo e nada de beliches, contrato o cara, e dia seguinte ele pede para ser desligado. Quebra de contrato. Antigamente eu mandava o cara cassar sapo, o mesmo ficava sentado na frente de serviço, eu enchia o cidadão de advertência, ameaçava encher o cara de porrada se continuasse e abrir as marmitas e jogar no chão e metia uma justa causa. Resultado, encontravam juristas espertos e que dominam a lei como você (mérito da sua profissão), eu perdia, lógico, pois além disso o cara tossia na frente do juiz e levava mais uma verba de insalubridade, o juiz nem prestava atenção no meu depoimento pois na cabeça dele, e na sua se passa: Mais um engenheiro metido a mandão, vamos dar uma lição nele e mostrar quem manda. Hoje eu simplesmente faço a demissão, pago a todas as despesas e ainda colocamos uma verba a mais caso eles perderem a passagem (pois vendem na rodoviária e ficam te ligando com o cara do sindicado ao lado exigindo outra). Resumindo Rodrigo, você juristas mandão no Brasil, fabricaram uma geração de "NÓ CEGOS" na classe trabalhadora, algo irreversível. Hoje servente entra na minha sala, me faz ameaças, tenho que ficar calado e onde vou buscar auxílio? Já descarreguei carreta de cimento com demais encarregados pois não tinha ajudante na obra, e os demais se recusaram ajudar alegando Desvio de Função, outra MERDA que a justiça inventou. E ai? Quer que expresso mais a minha opinião sobre lei trabalhistas, juiz trabalhista e gente sem vergonha que coloca o seu empregador na justiça por falta de caráter? Quanto os Caros Amigos nada contra, me referi a grande mídia golpista que está aloprando estas imagens de maneira mais audaz.

      • Rodrigo Postado em 12/Feb/2014 às 12:43

        Thiago sei que a faculdade de engenharia é muito completa, contemplando em sua grade matérias jurídicas e mesmo da administração. Então, a manutenção de arquivo em que haja comprovante de entrega de EPIs devidamente homologados e certificados; de entrega de lanches/refeições, conforme a determinação do sindicato (bem como a comprovar o cumprimento das demais obrigações da convenção coletiva respectiva); de advertências devidas aos que se mostrem desidiosos, devidamente documentadas e com testemunhas (com toda minha sinceridade, dificilmente uma justa causa é revertida quando a documentação está em dia, mas, claro, toda regra comporta exceção). Os que "levam fumo" em ações trabalhistas são os que procedem de forma temerária, por vezes querendo ajudar e deixando passar esta ou aquela situação (seja em favor do empregado, seja em favor da empresa), em sua maioria. Sei que há exceções e não estou te chamando de desorganizado, mas apenas lembrando que a Justiça do Trabalho inverte o ônus da prova para o empregador e, quanto mais documentos você tiver, quanto mais registrada, documentada for a situação de fato, melhor. Há juízes que tendam mais a um lado? Claro. Assim como ao outro - já vi decisões de juiz a afirmar que a pessoa teve um acidente de trabalho, mas o trabalhador não teria culpa, pois ele não poderia advinhar que o acidente ocorreria. Em outro caso, um empregado viajava em horário proibido pela empresa, com o carro desta (a testemunha dele confirmou), quando sofreu acidente e morreu - em 1ª instância conseguimos demonstrar que o empregado assumiu o risco e causou a própria morte, sem culpa da empresa, mas o Tribunal entendeu que um motorista exerce atividade de risco, que é pressionado, então teria que indenizar a família e pagar pensão ao filho dele, recém nascido, até os 18 anos. Como disse em outro post, há o empregado mau intencionado, bem como há o empregador. E há, dos dois lados, também pessoas bem intencionadas. Você, pelo pouco que pude acompanhar, é uma pessoa que acredita no valor do trabalho e te elogio por isso. Acredita que o trabalho muda a vida do ser humano, leva a uma condição melhor e tem muita disposição para fazer tudo o que achar necessário, estimulando os empregados outros (a exemplo da roupa suja de barro, do saco de cimento carregado e todo o mais que você faz, além de sua função); disse que receberia o rapaz amarrado ao poste e daria uma ferramenta na mão dele e o poria para trabalhar, ou seja, parabéns para você, sem ironias. Há, pois, distorções, como em qualquer atividade na qual seja inserida o homem, como intermediador ou competente para decidir. Mas a precaução ajuda muito. Já quanto ao meu cliente, ele disse que era pedreiro, a testemunha o disse (e cobro que não minta, falando apenas o que viu, sabe e ouviu, pois, do contrário se "embanana" todo e o juiz, que não é menino, percebe a mentira), bem como a testemunha da empresa confirmou que um pedreiro morreu e ele foi posto no lugar. Mas que estava apenas fazendo um teste (um teste que durou quase um ano, até a dispensa dele?). P.S.: desculpe insistir, mas você defendeu o direito de greve dos jornalistas da caros amigos (que não tinham fgts e inss recolhidos e depositados, bem como respeito ao piso salarial e registro em carteira) que, insatisfeitos, fizeram greve e foram sumariamente demitidos?

      • Thiago Teixeira Postado em 12/Feb/2014 às 13:34

        Faço tudo isso que você falou: EPI´s, documentação assinada, comprovante que o funcionário recebe alimentação, passagens, remédios, etc... Não adianta, o juiz sempre dá a causa para o trabalhador. Não estou criticando os colaboradores, eles são oportunistas da situação, e sim esse lado tendencioso da Justiça. Quanto ao pedreio há muita diferença. Acompanhar um concreto e dar uma alisada no final, tem cara que se acha profissional, e não é verdade. Um verdadeiro pedreiro sabe alinhar uma parede, dar acabamento, comanda uns 2 ou três serventes a exercer uma atividade ... tem servente que pega um colher e já se acha Pedreiro. Não sei, não conheço o seu caso e não posso dar opinião, Apenas citei um ponto: Quem disse que ele é pedreiro? Quanto a empregar pessoas sou um dos ÚNICOS da minha empresa que contrata ex-presidiário (a), e nunca tive problemas sérios. Uma pessoa que tenta uma ressocialização no trabalho sente-se valorizado, basta uma simples palavra (poxa cara, porque não tinha conhecido você antes, agora todas as obras você seguirá a gente!) que pode fazer a diferença. No caso do rapaz da Rachel, aqui não seria diferente, quem sabe ele não se encontraria numa outra função a não ser o crime? Agora esse assunto da Caros amigos ... não gosto e não pratico injustiça, o que foi combinado e o que é de direito a pessoa tem que receber.

  8. Carlos Postado em 11/Feb/2014 às 18:44

    Li o primeiro paragrafo e nem vou perder tempo de ler o resto. Não fogem porque as famílias ficam reféns em Cuba sob ameaças de um "governo" que se tornou corrupto, tanto quanto o de Fulgêncio Batista. Contra o qual os revolucionários lutaram.

  9. Ana Maria Postado em 11/Feb/2014 às 19:27

    Resumidamente: 1. O Brasil não merecia uma esquerda tão burra e medíocre! 2. O "pretenso" candidato tucano não tem a menor chance; coitado! 3. O povo brasileiro não gosta de traidores. A dra. deveria ser enviada à Cuba imediatamente.

  10. Fernando Postado em 11/Feb/2014 às 21:38

    Texto escrito de maneira superficial, tendenciosa e incrivelmente de baixa qualidade, não serve nem pra propaganda política...

  11. Paulo Accorsi Junior Postado em 11/Feb/2014 às 21:41

    Eu conheço um médico cubano que pediu asilo na Colômbia e hoje está em Miami. Não adianta meus caros......os cães ladram e a caravana passa. Hoje este cirurgião geral, que viveu em trincheiras em Angola e costurava abdomens abertos de soldados em trincheiras com intestinos pra fora,, está num hospital trabalhando como subordinado de novatos a quem ensina tudo e....naturalmente ganhando 4 ou 5 vezes menos do que estes novatos. /Esta vivendo nos EUA e as suas aspirações de consumo se tornaram as aspirações de consumo de um americano. Como ele deve se sentir nos EUA? Eu acho que os que quisessem exilar-se deveriam fazê-lo mas não sem pagar ao governo de Cuba a formação médica que lhes foi dada. Esse papo é coisa de filho de gente que têm recurso para pagar boa boa formação básica para que seus filhos tenham mais base e, portanto, mais facilidade pra entrar numa universidade pública, cujos custos de formação serão pagos por nós contribuintes. Filho de pobre entra também mas é exceção. Estatisticamente não é a regra. Estatisticamente o que acontece é isso: universidade de qualidade acaba sendo coisa pra quem poderia pagar por ensino superior. Que venham os médicos cubanos...e perguntem à população que é por eles assistida, o que acham disso. Essa oposição é oposição de quem tem privilégio de estar online.

  12. Hélio Postado em 11/Feb/2014 às 22:39

    Trabalhista ou não trabalhista vocês são todos uns otários, uns babacas !Vamos votar no Francisco, ele é argentino e é um santinho !Vão se lascar !

  13. Bruno Postado em 11/Feb/2014 às 22:53

    Por que esse ataque à médica? Por que um cidadão de outra nacionalidade merece receber menos para exercer o mesmo tipo de atividade? O Partido dos Trabalhadores deveria defender os Trabalhadores, não importa se são cubanos, brasileiros ou portugueses. Ninguém deveria ter sua liberdade restringida neste país. Sou favorável à importação de mão de obra qualificada, mas não aceito que mão de obra escrava, ou em condições análogas à escravidão.

  14. jorge Postado em 12/Feb/2014 às 00:42

    Tanta gente inteligente !!!! tenho vergonha, coligações com ditaduras: será que somos realmente contra, que queremos ? ajudar ? apoiar? Qual o verdadeiro interesse do governo brasileiro? Voce já tentou saber? ou só acreditou? Ajudar governos ou ajudar pessoas ? Ajudar os médicos cubanos ou ajudar o governo de Cuba ? Pessoas são desprezíveis quando um estado querer !!!!!! Só espero que voce , voce mesmo !!!! SEJA ODIADO POR SEU PAIS , PORQUE TEM IDEAIS !!!!