Redação Pragmatismo
Compartilhar
Direita 06/Feb/2014 às 11:41
48
Comentários

Médica cubana que pediu ajuda ao DEM quer encontrar namorado em Miami

Apareceu a verdade: a Dra. Ramona montou uma farsa para encontrar o namorado em Miami

médica cubana DEM caiado
O obscuro caso da médica cubana Ramona Rodriguez (Divulgação)

A Dra. Ramona Matos Rodrigues tem o direito de querer viver com o namorado em Miami.

Isso é um problema dela com as autoridades de seu país e não nos cabe, a brasileiros, darmos palpite sobre as regras cubanas de emigração, que, atualmente, só restringem a saída de médicos, cientistas e militares. Os Estados Unidos restringem a entrada em seu país e que, volta e meia, vemos cenas dantescas de dezenas de “chicanos” mortos ocultos em vagões de trem para tentar entrar no “eldorado” americano e ninguém diz que, com isso, ferem a liberdade de ir e vir.

Mas a Dra. Ramona não tem o direito de ilaquear a boa-fé do povo brasileiro montando uma história farsesca sobre as razões de sua tentativa de fuga para Miami.

A Folha, hoje, revela o suficiente da história para que compreendamos que, como disse Janio de Freitas, esta história “vá dar rumba”.

A Dra. Ramona se aproveitou da simpatia que lhe teve uma senhora, prestadora de serviços ao “Mais Médicos” para encontrar acolhida em Brasília. Dizia sentir-se só e foi recebida por ela em sua casa, num rasgo de solidariedade.

Depois de um final de semana, como planejado, foi à embaixada americana pedir para ser “abduzida” àquele país, para surpresa da amiga que, então, disse que para isso sua casa não era abrigo.

Então a Dra. Ramona montou sua pequena farsa, com a ajuda providencial do deputado Caiado, que critica a “escravidão médica” de Cuba, mas é contra a abolição da escravatura “de peão” proposta na PEC do trabalho escravo.

Aí veio a cantilena sobre o “fui enganada”, etc, etc, etc…

A Dra. Ramona usou o congresso e a imprensa brasileira como palco e platéia de seu “teatro”, sem nenhum pudor.

E os usou porque sabe que, neste país, existe um sistema de comunicação que a transformaria em “heroína” quando é apenas uma pessoa que mente por seus interesses, em lugar de proclamar e lutar por seus direitos abertamente.

O que, no Brasil, ninguém duvida, poderia ter feito.

Mas a Dra. Ramona foi contratada por nosso país para atender doentes, não para se portar como uma transtornada – que seja, concedamos a generosa possibilidade – por um amor na Flórida que a leve a mentir na sede do parlamento, diante de toda a imprensa.

Porque, para esta fila de “vistos” americanos, tem muito brasileiro na frente dela, que sequer vai receber os gordos subsídios que o Governo americano dá aos médicos cubanos dispostos a expatriar-se.

Ao contrário, se pagassem metade do que paga o Mais Médicos, muitos médicos brasileiros estariam nessa fila, porque Miami. para eles, é lugar de gente.

Pacajás, no Pará, não.

Aliás, nada impediria o namorado da Dra. Ramona, se é tão grande este amor, vir para cá.

Talvez o que o impeça seja, apenas, Miami.

Mas isso é um problema privado do casal.

E esse é o pecado imperdoável da Dra. Ramona: transformar os seus quereres pessoais em um caso político em país alheio.

OBS: Aspas para o jornalista Paulo Nogueira: “O mais provável é que a médica cubana tenha visto no Mais Médicos uma forma de sair de Cuba e se instalar nos Estados Unidos. O caso de Ramona não é nem mais e nem menos que isso: um caso. Num universo de 7 400 médicos importados, você haverá de encontrar histórias de insatisfação, arrependimento, oportunismo etc. O que importa é que muitos brasileiros desvalidos – nossos compatriotas invisíveis – ganharam com o Mais Médicos.”

OBS1. Desde ontem, no início da tarde, havia essa informação. Como não havia confirmação, não publicamos. Correr o risco da mentira era agir sem dignidade. Coisa que a Dra. Ramona não fez com a opinião pública brasileira.

Fernando Brito, Tijolaço Edição: Pragmatismo

Recomendados para você

Comentários

  1. Guilherme Postado em 06/Feb/2014 às 12:13

    Alguém sabe q fim levaram aqueles pugilistas cubanos q tb pediram asilo durando o Pan do Rio?

    • Marceu Moraes Postado em 06/Feb/2014 às 14:20

      Após ficarem presos em cuba, viltaram a lutar e numa dessas lutas, na França, fugiram e se refugiaram lá. ..

    • Alexandre Pasche Postado em 06/Feb/2014 às 14:29

      Os dois fugiram para a Alemanha, em 2009, se não me engano, e profissionalizaram-se.

  2. Carlos Postado em 06/Feb/2014 às 12:17

    Como ela pode querer fugir de cuba? E inventar um rolo tão grande para isto? Será que ela não percebe que a revolução requer estes sacrifícios? É difícil entender como esses cubanos querem fugir da ilha. O povo realmente não sabe o que é melhor para ele e tem que ser o estado a impor o que é bom para a população. Por isso que é proibido fugir da ilha, por isso que é obrigatório a todos pagar o SUS, por isso que todos devem usar cinto de segurança, não podem buscar maconha de um fornecedor confiável, não podem fazer a loucura de ingerir álcool dias antes de completar uma certa idade...

    • Lucas Postado em 06/Feb/2014 às 12:48

      Adolf Hitler diria o mesmo.

      • bernardo Postado em 06/Feb/2014 às 13:23

        Meu caro, Adolf Hitler era de extrema direita e não da esquerda e suas idéias nada tem a ver com socialismo, comunismo ou capitalismo.

      • Carlos Prado Postado em 06/Feb/2014 às 14:32

        Bernardo, extrema-direita? O que é direita? O nazismo pode não ser marxismo - até porque para Hitler o marxismo era coisa de judeu e o ódio dele por judeus não era brincadeira - mas era socialismo. Um socialismo nacionalista, onde não se cria na ideia de uma luta entre classes obrigatória, mas que as classes poderiam cooperar entre si para o beneficio da nação, e por conseguinte de todos. Não sei se os nacionais-socialistas chegavam a ter essa ideia de estado semelhante aos marxistas, onde o estado ficaria tão grande e cuidaria de todas as áreas possíveis que chegaria um ponto onde tudo seria estado e não mais faria sentido falar em estado. É o ponto onde o socialismo viraria comunismo e "não haveria estado", pois tudo é parte de um estrutura que um foi estado. Mas os nacionais-socialistas criam na união de todos, não só o proletário para criar essa sociedade justa. E assim como Marx e muitos outros socialistas criam Hitler e seus nacionais-socialistas também criam que alguns seres humanos eram superiores aos outros. Se Marx teorizou que as "raças inferiores" deveriam sumir no processo revolucionário, permitindo que a sociedade igualitária surgisse, Hitler colocou em prática. Chamar de extrema-direita um cara que queria criar uma "sociedade superior" à força? Ou que queria subordinar todos os meios de produção aos seus objetivos (tudo bem que ele não queria tomar posse, cada um com sua propriedade. Mas é sua só no papel, que a use do jeito que ele quer!)? O que é direita e onde se caracteriza essa direita no governo de Hitler e dos outros nacionais-socialistas(como Mussolini)?

    • Zé Augusto Postado em 06/Feb/2014 às 13:28

      Mas Stalin diria isso...

      • Carlos Postado em 06/Feb/2014 às 14:48

        Stalin era de extrema-direita, amigo. Não vê como ele beneficiava a elite, que tinha monopólio no suprimento de ração e tinham acesso a sérvios de melhor qualidade do que os oferecidos ao povo? Não vê como ele matava as pessoas julgadas inferiores? Os campos de trabalho forçado? Os confiscos de terra e alimentos? As guerras imperialistas?

    • Ricardo Postado em 06/Feb/2014 às 13:46

      "Por isso que é proibido fugir da ilha" o termo fugir já implica que não tinha liberdade de ir e vir...

  3. Jota Postado em 06/Feb/2014 às 12:23

    Conheço um pugilista que foi p olimpiadas da china com a equipe técnica de vôlei e aproveitou para fugir do regime. O mesmo encontra-se no Brasil . Sei disso p q é meu professor de boxe.

  4. Roger Costa Postado em 06/Feb/2014 às 12:30

    Boa matéria, não duvido. Por amor alguns fazem loucura, quem não fez loucuras por um amor. Num extremo até matam por amor. Neste caso é mais uma loucura que tem suas consequências. Alguns comentários nem merecem réplica de tão estúpidos.

  5. Leandro Postado em 06/Feb/2014 às 12:38

    Eu saquei que era armação quando na notícia ela disse que foi enganada sobre o salário, não sabia que os outros profissionais de outros países ganhariam mais... Como assim? Fidel contou isso pra ela, e enviou ela pro Brasil achando que ela não ia descobrir? Oh! Fidel! Que ingênuo é você!

  6. João Postado em 06/Feb/2014 às 13:02

    Ideologias a parte, ela como indivíduo, como ser humano não teria esse direito? De ir e vir? Onde está o princípio da dignidade humana? Que seja por este ou aquele motivo, não interessa, se ela deseja seguir outro caminho não alinhado com a cartilha do seu Pais, paciência. Ela como ser humano acima de tudo merece respeito e a possibilidade de fazer suas escolhas e seguir seu caminho. Nós brasileiros, temos liberdade de expressão, dentro das possibilidades individuais viajar entre outras coisas. Por que ela como um ser humano não pode a opção da escolha. Não sou contra o regime cubano, tem seus acertos e seus erros, entretanto defendo o pleno direito de qualquer ser humano ter a opção de escolha.

  7. gloria Postado em 06/Feb/2014 às 13:03

    Que coisa confusa para meu entendimento de brasileira usuária doa saúde publica brasileira!

  8. Bruna Postado em 06/Feb/2014 às 13:25

    Nada a ver pré julgar os médicos brasileiros como feito acima, como se todos pensassem que Miami é lugar de gente e o Brasil não. O jornalista autor do texto por acaso mora ou pretende se mudar de forma vitalícia pra Pacajás?

  9. Henrique Melchiori Postado em 06/Feb/2014 às 14:15

    Os estrategistas do DEM estão pulando e soltando rojões de alegria, com esta oportunidade de ouro de ressuscitar um partido morto e dar um cuspe ( ou pelo menos tentar ) na cara do PT. Uma injeção de adrenalina num cadáver-partido.

  10. Thiago Teixeira Postado em 06/Feb/2014 às 14:16

    Foto PERFEITA!!!!!!!!!!!!!!! A lado esquerdo toda a munição: A mídia golpista de pensamento único. Ainda no lado esquerdo uma mala vermelha, tenho certeza que nem é dela, simbolizando que veio de mala e cunha de Cuba. Do lado direito, a constituição. Ainda no lado direito uma sacola de shppping com compras, ou seja, saiu do "lixo" e está desfrutando a liberdade de consumo. Ao fundo o partido do bem da Direita conservadora e no centro .... a Traira.

    • Imparcial Postado em 06/Feb/2014 às 16:04

      Isso aí, por ela querer fazer o que ela bem entender ela é "trairá" Vamos fuzila-la!!! Assim que nós da esquerda resolvemos os problemas de quem não concorda conosco!!!

      • Thiago Teixeira Postado em 06/Feb/2014 às 17:09

        O que foi combinado?

      • Carlos Postado em 08/Feb/2014 às 01:30

        Fuzilamento! E há isto de combinar em um regime perfeito? Essa coisa de contratos e combinação um tem que levar vantagem enquanto o outro tem sua mais-valia retirada. É desigualdade acontecendo. Tem essa de combinado não.

  11. Adriana Postado em 06/Feb/2014 às 14:35

    Como pode uma pessoa insana tem o poder da palavra e da escrita .? A sua opinião , é a sua opinião e devia ser guardada para vc apenas . Já escrevi e apaguei aqui , diversas coisas que gostaria de falar para quem escreveu esta matéria , mas acho que os leitores não merecem ver , como não mereciam ler esse tipo de coisa ! Meu deus !! Perdoe sua ignorância !!

  12. Antonio Carlos Cunha Postado em 06/Feb/2014 às 14:41

    Nada explica ela receber apenas 400 dólares por mês. Achei a matéria forçada. Ela é apenas a primeira, qual desculpa irão encontrar para os próximos que tentarem fugir?

  13. Thiago Teixeira Postado em 06/Feb/2014 às 14:51

    Ontem no Jornal da Globo me lembro perfeitamente desta imagem, só tinha o Jornal O Globo no cabide, prova concreta que a mídia está casada com o DEM pois eles organizam o cenário das entrevistas. A Globo manda nos partidos de oposição.

  14. Leila Postado em 06/Feb/2014 às 15:25

    Independentemente dos motivos desta senhora uma coisa e certa, e que ainda se tem de dar explicações, porque dos 10 mil de salario $600 são pro governo de cuba e só $400 pro medico???? Porque os outros estrangeiros recebem na integre este valor????

    • Thiago Teixeira Postado em 06/Feb/2014 às 17:26

      Gosto de bater na mesma tecla: O que foi combinado? Aceitou? Trabalhe e não fica de ZOIO no salário do colega do lado. Não interessa o que o governo de cuba acertou com os Médicos, isto não é problema nosso.

      • Rodrigo Postado em 06/Feb/2014 às 17:46

        É que nem alguns bolivianos dizem: pouco me importa como os carros que compro são roubados no Brasil. O problema é deles.

      • Thiago Teixeira Postado em 06/Feb/2014 às 21:56

        Então o doente lá me meio do Xingu que está sendo atendido por um Médico caribenho está cometendo um crime? É conivente? Não entendi a sua colocação ...

      • Rodrigo Postado em 07/Feb/2014 às 12:54

        O doente lá no meio do Xingu, não. Ele, que não tem esclarecimento sobre a exploração, não possui culpa e apenas quer a melhoria de sua saúde, vez que, concordo, antes não havia médicos (mas não olvidemos que razões para tanto são dificuldades de acesso, falta de escolas, serviços básicos de qualidade, transporte etc. - falta de infraestrutura afasta qualquer profissional que queira ali se instalar e levar sua família, talvez por isso o cubano seja proibido de deixar a localidade, bem como proibido de para lá levar sua família). Já quem fala abertamente "você, pra mim, é problema seu! se não aguenta, por que veio?", este sim está se esquecendo de todos os direitos humanos e trabalhistas positivados na Constituição, em Normas Internacionais e mesmo pela OIT; em que pese o "mas ele aceitou!", os direitos são irrenunciáveis.

      • Thiago Teixeira Postado em 07/Feb/2014 às 22:08

        Eu trabalho no meio do Mato Grosso e minha família está em São Paulo. Existe pessoas que trabalham longe de casa para garantir o sustendo da família sabia? Aqui tem Engenheiros, Veterinários, Professores, Contadores, Agrônomos a rodo e porque só os Médicos querem ser estrela? São 110 Km de estrada de terra para chegar na cidade que estou, então o médico vem só se tiver clube de golf?

      • Rodrigo Postado em 08/Feb/2014 às 17:21

        Interessante você se omitir sobre a resposta à sua questão: 'Já quem fala abertamente "você, pra mim, é problema seu! se não aguenta, por que veio?", este sim está se esquecendo de todos os direitos humanos e trabalhistas positivados na Constituição, em Normas Internacionais e mesmo pela OIT; em que pese o "mas ele aceitou!", os direitos [constitucionalmente assegurados que são] são irrenunciáveis'. No mais, falou certo: tem gente que trabalha para, depois, voltar pra sua família. Pessoas que vão concluir uma obra, concluir um trabalho, um projeto, uma pós-graduação, um serviço médico ou odontológico militar; não falamos, pois, de uma situação a ser prolongada no tempo, indefinidamente. Não falamos de quem desenvolve um trabalho contínuo, como um professor, que seguirá na mesma escola sem estrutura. De um médico, que seguirá na mesma unidade de saúde (quando há), sem as mínimas condições de atendimento, seja pela precariedade estrutural do prédio, seja pela falta de medicamentos (remédios, luvas, bisturi etc. - veja a disponibilidade de aparelhos de ultrassom e mamógrafos na região norte e nordeste, isso para não falar em remédios e equipamentos para rádio e quimioterapia), a levar à seguida perda de pacientes; o dentista, com cadeiras, compressores e demais materiais em falta, estragados ou em péssimas condições de higiene (autoclave é lenda); seja ao advogado, que tem de viajar milhares de quilômetros de barco, de carro tracionado, para chegar ao tribunal (já viu a estrutura do TRF-1, com sede em Brasília, mas que atende a todo o norte-nordeste e centro-oeste? Imagine a "facilidade" que há para um advogado em comunidade carente no Acre, por exemplo). O médico, pois, não quer clube de golf, prezado. Os médicos que conheço chegam bem tarde em casa, todos os dias, podendo gozar de lazer nas férias (em que pese a imagem de um mar de rosas, que temos). Apenas não quer "trabalhar" em local no qual não poderá oferecer solução aos seus pacientes, bem como à sua família. Por isso, disse estrutural o problema. Falar que são um bando de mauricinhos e esquecer da realidade estrutural de tais locais, é fácil. Moro no interior da BA e viajo a localidades próximas, rurais, vendo, quiçá, algo próximo do que você vê. Se aqui já há alguma dificuldade a clientes, sendo marcado um dia para atendimento, imagine quem viaja dias de barco, quem se sujeita à quebra de carros tracionados, ao regime de chuvas, para poder transpor estradas. Mas, se quiser quiser continuar a dizer que todos os demais são um bando de engomadinhos, tudo bem. Fique à vontade para olvidar a falta de estrutura de nosso país, sendo mais fácil culpar o profissional do que cobrar efetivamente o político (nem falo mais em votar direito, porque as opções não são das melhores e já estão acostumadas a fazer do jeito que quiserem, pois o povo não reclama).

      • Thiago Teixeira Postado em 09/Feb/2014 às 20:58

        Você está pregando que todo o Brasil seja composta por cidades tipo Metrópole Nacional. Pois bem, vamos a uma "metrópole nacional". São Paulo. Lá no Capão Redondo, Jardim Ângela, tem mamógrafos? Tem Autoclave? Mas pode acreditar que existe um Centro de Saúde, local de atendimento primário. Quando precisa de um atendimento mais específico eles não são transferidos? "Ah ... mas é perto" mas são transferidos. Não queria que Castelo dos Sonhos no meio do Pará tenha um equipamento de ressonância magnética que é inviável, pelo menos o primeiro atendimento precisa ter, é esse serviço que está sendo requisitado aos médicos e não transplante de cérebro. O primeiro passo é montar o espaço físico, adquirir equipamentos e na sequência o médico. Não sei como é na medicina, vou falar na minha área. Quando começa uma obra, o primeiro profissional que chega é o engenheiro (meu caso), este vai avaliar a situação e começar a aquisição de recursos e contratação de pessoal, e até o final da obra ele fará de tudo para manter o funcionamento pleno das atividades. Ou o médico não pode ou não deve fazer uma solicitação de luvas e gases? Ele não assume integralmente a unidade de saúde? Ou ele chega as 10 da manhã, faz suas consultas e some sem se preocupar se tem sangue, soro (sei lá como funciona) e tudo mais para manter a unidade em pleno funcionamento? Se for desse jeito, é compreensível o profissional reclamar de falta de recurso. Se faltou material hospitalar é porque não solicitaram em tempo hábil, duvido que o estado não tenha dinheiro ou não queira comprar. Médicos também são responsáveis pela decadência da Saúde sim, as coisa só vão melhorar quando estes assumirem por completo as unidades que trabalham. Digo isso pois aqui na cidade onde estamos temos uma profissional e unidade de saúde diferenciada. São 5 mil habitantes, tem um pequeno Hospital e agora um posto de saúde, (eu fiz o projeto voluntariamente a pedido da médica). Ela chega no hospital cedo, cobra o prefeito, cobra recursos, os funcionários murmuram nos corredores "Cuidado, a médica ta ai, deixa essa sala limpinha se não já viu né?". As coisas só dão certo assim, tem que ter um pai pra criança, chegar num local e esperar tudo perfeitinho em pleno funcionamento ... típico do mauricinho mimado pela vó, fica ai na zona de conforto mesmo.

      • Rodrigo Postado em 10/Feb/2014 às 05:42

        Tá, agora saía do setor privado, pois falo do público, hospitais e unidades de saúde de prefeituras, estaduais. Busque o diretor de uma dessas unidades e depois me conte sobre a celeridade com a qual são atendidos os pedidos - quando o são -, bem como sobre o procedimento licitatório. Visite uma unidade e pergunte se, muitas vezes, médicos e enfermeiros não precisam eles mesmos providenciar itens diários e sem expectativa de ressarcimento. Veja sobre hospitais prontos e abandonados. Falo com sinceridade, prezado, a realidade da saúde pública no interior não é a maravilha da propaganda política, nem da obra de engenharia entregue. Veja "in loco" - já percebi que você é interessado, valoriza o trabalho e a seriedade, então sei que perceberá a realidade da saúde pública.

      • Thiago Teixeira Postado em 10/Feb/2014 às 10:13

        Não disse que o setor público está mil maravilhas, muito pelo contrário. Quero dizer que para trabalhar com o estado é preciso planejamento. Existe até NBA, cursos específicos para gerenciamento de setores públicos. Processos são morosos, tem o tribunal de contas em cima do processo licitatório, medições dos fornecedores são complexos e desestimula o as empresas privadas na continuidade do fornecimento se não houver um esclarecimento prévio ... tenho pouca experiência governamental, mas convivo muito com a máquina municipal e estadual, ando pelos corredores e entendo que se o chefe da unidade interessada em recurso não se antecipar, ficará na mão.

  15. Pereira Postado em 06/Feb/2014 às 15:37

    O Señor Fidel !!! fica com 90 % do salário dela ..acho que ela não sabia disso, por isso se sentiu enganada. Esse pessoal camarda da revolução bolchevista atéia vermelha "não gosta de dinheiro"

    • Imparcial Postado em 06/Feb/2014 às 16:06

      Por favor meu caro, não coloque os ateus no meio disso aí...

      • Pereira Postado em 06/Feb/2014 às 17:43

        Tanto faz ...ateus são meio leso das idéias mesmo .... criticam os crentes por pedirem dinheiro,mas suas associações na primeira oportunidade, mandam a conta corrente para uma "doação" dos menbros ...como aquela associação de ateus do gordinho que participou do program do pedro bial. entrei no site e a primeira coisa que vi foi uma continha para depósito, para "ajudar" a entidade.

  16. marcos Postado em 06/Feb/2014 às 15:37

    o governo deve é investir mais na educação brasileira para termos mais profissionais comprometidos com a população e evitar ter que importar profissionais de outros países .

  17. Julio Postado em 06/Feb/2014 às 16:14

    Gostaria de saber se realmente o governo cubano é quem recebe o pagamento e repassa apenas mil reais dos 10 mil que são pagos pelo governo brasileiro. Alguém pode me confirmar?

  18. Rodrigo Postado em 06/Feb/2014 às 16:24

    Ótimo! E aos demais médicos cubanos, que queiram ver suas famílias, "comofas"? Vai haver a discriminação se for uma mulher querendo ver seu amado? Mas não houve esperneio quanto a Manuela D'avila, quando ela defendeu Cardozo? Quais razões a esquerda permite? E quanto a pagar a eles um décimo do salário dos demais médicos, de nacionalidades outras? E quanto aos jornalistas da Caros Amigos, que não tinham respeitado piso salarial, depósito/recolhimento de FGTS e INSS e que, ao fazer greve, foram sumariamente demitidos? O próximo passo é importar trabalhadores chineses, para explorarem-nos tal qual a China comunista o faz? Ao fim, vale tudo para desviar o olhar do incauto da exploração. Em verdade, agora, são cinco mil e um cubanos que já desertaram de programas discriminatórios.

  19. Eduardo Postado em 06/Feb/2014 às 16:50

    Qual o problema em querer encontrar com o namorado?

  20. aNDERSON Postado em 06/Feb/2014 às 19:59

    JÁ COMEÇARAM A CAMPANHA MIDIÁTICA DE DESMORALIZAÇÃO DA CUBANA... TÍPICO DAS DITADURAS. AGORA VÃO DIZER QUE ELA É UMA TRAIDORA, CRIMINOSA E TAL... QUE VERGONHA DESSE GOVERNO... E DO NOSSO. E A CONDIÇÃO ANÁLOGA À DE ESCRAVO, ONDE ESTÁ AGORA? PARA LEMBRAR, SEGUE O CONCEITO: O prof. José Cláudio Monteiro de BRITO FILHO (2004)[2] apresenta de forma clara a seguinte definição: “Trabalho em condições análogas à condição de escravo como o exercício do trabalho humano em que há restrição, em qualquer forma, à liberdade de trabalhadores, e/ou quando não são respeitados os direitos mínimos para resguardo do trabalhador”.

  21. Elias Postado em 07/Feb/2014 às 01:25

    Armação, é uma vitima de uma ditadura, merece fugir daquilo lá, e merece ajuda do governo para isso.

  22. Jose Postado em 07/Feb/2014 às 16:19

    Materia tendenciosa.. com certeza alguem pagou (governo, PT..) para sair com uma historia destas... Nao importa o motivo (e sabemos que ha MUITOS motivos para pessoas que moram aonde nao ha liberdade queirao faze-lo), ela tem o direito de pedir asilo. Agora, estranho querer fazer isso pra ficar com namorado, se ela tem filha medica e familia em Cuba nao acham??? O motivo creio que eh maior.. acredito nela... em se sentir enganada e querer pular fora... pensem bem.. no pais dela ( e me parece mais e mais no nosso tb..), noticias sao colocadas pelo governo, que basicamente diz o que quer, e o que eles dizem para voce sempre eh "a verdade".... Quer outro exemplo? Olho como a Russia (pais ex-comunista) esta lidando com os problemas da olimpiada de inverno de Sochi.... O governo "sempre" tem razao para os desavisados que acreditam... E sobre a discussao direita-esquerda colocada aqui, cabe dizer que o PT NAO EH DE ESQUERDA... Andar de primeira classe eh coisa de burgues, e "NAO DE ESQUERDA", pagar jantar de 20 mil eh coisa de burgues, e "NAO DE ESQUERDA", dar carteirada para furar fila e nao ser revistada pela policia (como a D. MArta fez, para viajar de primiera classe) eh coisa de burgues, e "NAO DE ESQUERDA".. O PT eh de esquerda soh para os semi-analfabetos que nao sabem nem o que isso quer dizer.... Fatos sao fatos....

    • Thiago Teixeira Postado em 08/Feb/2014 às 08:39

      Matéria tendenciosa? Quantas pessoas acessam esse site? E quantas pessoas assistem os tendenciosos pagos pelo DEM/PSDB? Globo, SBT, BAND, Cultura, Rede TV, Folha, Estadão, Jornal da Tarde, CBN, iG, UOL, Revista Veja ... quer mais mídia de pensamento único contra o governo?

      • ademar Postado em 09/Feb/2014 às 12:33

        Thiago seus comentários são impressionantes, pérolas.....

      • Pereira Postado em 11/Feb/2014 às 17:05

        Que tipo de mídia você consome então ????

  23. ademar Postado em 09/Feb/2014 às 12:33

    Quanta polemica por uma situação relativamente simples, a médica quer desertar do Regime de Cuba, encontrar e viver com o namorado, esbarrou com o político oportunista, que viu no episódio a chance de tirar vantagem. Ela está exercendo seu direito, a legislação brasileira não permite a extradição dela para Cuba, se ela conseguir tirar i visto para os EUA ninguém poderá impedi-la. Quanto a remuneração dos médicos cubanos, já há investigação do ministério publico e do Tribunal Superior do Trabalho questionando a forma de pagamento aos médicos, o fato de o Governo Cubano reter parte do salário dos médicos fere as legislação trabalhista brasileira, não importa como o Regime Cubano trata a relação de trabalho com seus cidadãos, no território brasileiro é preciso que se cumpra a legislação vigente aqui, e o Governo Brasileiro é conivente e responsável por esta ilegalidade.