Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 12/Nov/2013 às 17:26
78
Comentários

Neonazista descobre ao vivo em programa de TV que é 14% negro

Líder de movimento de supremacia branca não gostou da notícia que recebeu, ao vivo, em um programa de TV. O resultado de DNA que apontou 14% de traços negros gerou risos descontrolados na plateia e o deboche da apresentadora. Assista abaixo

craig cobb neonazista branco
Craig Cobb, supremacista branco, descobre que é 14% negro (reprodução)

Um supremacista branco que lidera uma iniciativa para transformar a cidade do Estado americano de Dakota do Norte em um “enclave branco” não gostou muito de uma notícia que recebeu ontem, ao vivo, em um programa de TV.

Craig Cobb era um dos convidados de um talk show britânico quando soube que ele não é 100% branco. Um teste de DNA achou 14% de traços da África Subsaariana.

Quando a apresentadora começou a ler o resultado, e falou que Cobb era “86% europeu”, a outra convidada, que era negra, começou a rir descontroladamente.

Leia também

Trisha Goddard, a apresentadora, seguiu lendo o resultado do teste. Para espanto do supremacista, ele ouviu ser 14% negro. “Espera um pouco”, disse ele. Como resposta, recebeu um “você tem um pouco de negro dentro de você!”.

Enquanto a convidada continuava se matando de rir, Trisha começou a brincar com Cobb. Ela levantou da sua cadeira e disse: “Hey, Brou”, e fechou o punho para tentar cumprimentá-lo. A plateia aplaudiu de pé. Enquanto isso, a outra convidada tentava se recuperar do acesso de gargalhadas.

Assista ao vídeo abaixo:

com Huffington Post

Recomendados para você

Comentários

  1. EDSON PAES Postado em 12/Nov/2013 às 17:46

    MUITA DROGA DESTRUIU O ÚNICO NEURONIO QUE CADA UM TINHA.

  2. Zatara Postado em 12/Nov/2013 às 17:47

    Como ele se enquadraria no sistema de cotas brasileiro?

    • gilberto maraslis Postado em 12/Nov/2013 às 21:36

      Como Branco, mesmo no censo brasileiro, já que no Brasil a etnia branca ou negra é considerada pelo fenótipo cor de pele ao invés da totalidade do genótipo.

      • Jorge Garcéz Postado em 13/Nov/2013 às 13:28

        Na verdade, a compatibilidade étnica se dá pela autodeclaração, e não pelo fenótipo. Outra coisa: para ser admitido no sistema de cotas, ele até poderia se declarar como negro, mas teria de passar por entrevistas para comprovar sua identificação com a negritude e seu pertencimento à mesma.

    • Jorge Postado em 12/Nov/2013 às 21:50

      Muito simples: Branco! É auto-identificação....

      • José Ferreira Postado em 12/Nov/2013 às 22:12

        Ele se identifica como branco, então ele é branco. Se ele dizer que é mulato, então é mulato, e poderá entrar pelas cotas.

  3. MArcos Garcia Neto Postado em 12/Nov/2013 às 18:37

    Pois é, imaginem no brasil. Quem no nosso país não tem ascendência africana e européia? Daí vem a turminha do barulho do PT querer me falar em "cotas raciais". Mais para cotas racistas. As únicas ações afirmativas justas são sócio-econômicas, não adianta...

    • Jorge Postado em 12/Nov/2013 às 19:10

      Vai para a puta que te pariu!

      • Mayumi Postado em 12/Nov/2013 às 20:15

        coitado vc deve ser um verme ignorante

    • José Ruiz Postado em 12/Nov/2013 às 19:19

      sei, mas desses com ascendência africana e européia quantos foram escravizados?? Você fala essas coisas porque é burro ou é ignorante mesmo?? Sim, porque como é possível você tentar ignorar a escravidão? Ou você acha que isso não é nada na vida de uma pessoa?

      • Michelle Postado em 12/Nov/2013 às 20:04

        José Ruiz, E a escravidão durou até o final do séc. XIX. Já foi, isso é página virada. Ok, foi uma atrocidade cometida contra índios e negros, mas já passou. Quem vive de passado é museu e álbum de fotografia. A escravidão nunca será esquecida, mas ficar batendo nessa mesma tecla é cansativo e improdutivo. A cota racial tem um quê de racismo pq passa a impressão que negros e índios não tem capacidade de passar em um vestibular sem ter uma ajudinha, sendo que eles tem capacidade. Basta ficar firme nos estudos e se esforçar pra passar, como qualquer pessoa faz.

      • Carlos Postado em 12/Nov/2013 às 20:12

        @José Ruiz, não li em ponto algum ser negada a escravidão!! E puxa vida, chamar alguém de burro é um excelente argumento... muito inteligente! O sistema de cotas raciais é de fato algo tão ridículo que chega a ser engraçado. Mais uma forma de dominar as massas! De nada adianta... Mas as massas preferem acreditar que com um pouco de esmolas vão resolver o problema social do pais. Investir em educação ninguém quer... e por mais que se invista, estudar também ninguém quer! E antes que você venha me defecar, sou descendente de negro+índio, vindo de família pobre e graduado por uma universidade federal, com irmão também graduado em universidade federal e concluindo o mestrado em outra federal... Resumindo, massa de manobra adora esmola... tal qual você! Att

      • Caio Postado em 12/Nov/2013 às 20:19

        Michelle, sua colocação ignora o cotidiano dos negros. Escravidão foi página virada nos livros da escola. O preconceito existe devido à escravidão e os negros são colocados de lado. As cotas são necessárias para ajudar os negros a superarem as consequências do preconceito. Vou sugerir que você, provavelmente branca, vá para o Bronx (em NY) ou para Joanesburgo. Neste momento você saberá o que é ser vista e tratada com preconceito. Será uma lição de vida para você.

      • Gabriel Barros Postado em 12/Nov/2013 às 20:29

        Michelle muito ignorante da sua parte, bloqueou toda a mensagem que o José transmitiu aos que leram. Entendo o que você, quer e espera, realmente seria muito bom se conseguíssemos "virar a página". Contudo não é de forma tão simples como você põe, não é criticando posições como a que o José expõe que isso será atingindo. Todavia, não te culpo, alguém tão simplório como você provavelmente se tornou a cidadã que nosso sistema governamental criou, uma infeliz caso de efeito colateral. Alienada, que se pensa estudiosa, mas não o é, pois qualquer real estudioso ver através desse problema. Podem até chegar a diferentes soluções, porém encontram o mesmo problema. Já você é uma simples tecnicista que sequer consegue notar isso, vive dentro e para o sistema sem reparar que o que você sabe é justo o que é necessário para realizar um processo de rotina, mera máquina. Um estudioso, que se esforça aprende ao seu redor, sendo sensível a natureza, contexto, sociedade e etc... Veja bem, não toquei na questão discutida propositalmente, não me critique por isso, pois ficará ainda mais vergonhoso para você. Agora, por favor, se recolha ao seu insignificante poder de contribuição, já que mais ajuda quem não atrapalha.

      • Gustavo Postado em 12/Nov/2013 às 20:53

        Na verdade, respondo à Michelle. A escravidão, constitucionalmente, pode ter saído no final do séc. XIX, mas é um crime contra a humanidade afirmar que isso é página virada. Os reflexos de mais de 300 anos de escravos africanos e índios (até o ponto que se extinguiram quase que por completo) são claramente visíveis nas distribuições de renda, oportunidades de vida, empregos (principalmente de alto escalão). Ou você, por acaso, vê ricos como 50% branco, 50% preto? Não, não é assim. Há uma dívida do mundo, mas nesse caso, principalmente do Estado dessa nação, para com os negros e seus descendentes. Não significa que não há outras dívidas. Mas esse passo dado é um pequeno de um grande avanço na sociedade. "Quem vive de passado é museu." O presente é consequência do que já aconteceu. Logo, o passado é presente, marcando as características sociais que temos hoje em dia.

      • Jefferson Postado em 12/Nov/2013 às 21:01

        Eu sou negro, estudei em escola pública, estudo em universidade federal e não precisei de "cota". Chupa!

      • In Fact Postado em 12/Nov/2013 às 21:05

        Cara, não é por nada não, mas vc não sabe muito sobre história. A própria África mandava seus escravos, já existia escravidão na África, era uma tirania. Escravizavam o próprio povo. Esse papo não cola, existe racismo ? Muito !!! E como existe !!! Mas vamos parar com essa mania de vítima, de blá blá blá de escravidão. O povo judeu (Hebreus) foi muito escravizado há anos luz antes de se falar em escravidão na época das navegações etc...

      • infernapo Postado em 12/Nov/2013 às 21:44

        A escravidão foi horrível e fez com que o racismo contra essa população cresce-se e tomasse raízes hediondas. Mais por favor cara o país precisa de gente capaz e não se ele é branco, preto, vermelho, amarelo ou sei lá de que cor. Costas está fazendo com que pessoas tenham vantagens e os "brancos" que poderiam ser capazes podem perder sua vaga para "negros" que tiraram nota menor mais tiveram a cota para poder entrar. Na verdade essa cota diz claramente que o "índio" e o "negro" são inferiores e precisam de ajuda para poder passar. Se eles querem passar passem por sua dedicação e esforço. Apesar de que tudo nesse país e uma palhaçada ¬¬. O melhor no governo ate agora foi um jogador de futebol (cara ele tá levando a serio mesmo o trabalho dele), um palhaço que renunciou (fez bem pois um palhaço tem o dever de divertir a população e não de fazer a população de palhaço) e um juiz "negro". Botei entre parênteses pois a cor não define se você é bom ou ruim apenas define sua origem e sua cultura. Existem muitos que vieram de uma escola publica e estão aí lutando em altos cargos e ganhando salários ótimos independente da cor dele.... Claro que em algumas áreas pessoas são favorecidas. Se você quer favorecer a eles então melhore a educação e acesso a cultura. Educação não vem só da escola vem de casa e do meio ambiente em que vive.

      • Diego Postado em 13/Nov/2013 às 09:25

        Na minha humilde opinião, os menos abastados precisam sim, de ajuda, e também não sou cego, enxergo que a maioria da população pobre é negra. Também não tem como negar que é uma herança da pobreza deixada no fim da escravidão. O que não pode ser aceito são essas cotas raciais, que não resolvem problema nenhum. Na verdade vemos pessoas se beneficiando das cotas, sem ao menos precisar, enquanto os mais pobres continuam do lado de fora. Educação de qualidade criaria uma sociedade competitiva, e colocaria fim de uma vez por todas às sequelas deixadas pela escravidão, dando oportunidade igual para todos. Esse sistema de cotas é tapar o sol com uma peneira. Quem é pobre continua pobre e sem estudar (em maioria), e assim o sistema continua caminhando da forma que querem os que estão no topo da pirâmide.

      • Claudio Argolo Postado em 13/Nov/2013 às 17:36

        Rei, como essa Michelle é burra! Analfabetismo político level master.

    • Mira Postado em 12/Nov/2013 às 19:30

      burro cara, vc é burro.

      • Fabricio Postado em 12/Nov/2013 às 19:58

        Infelizmente, sim, infelizmente as cotas SOCIAIS devem ser a escolha, pois é o método mais justo possível. A verdadeira solução é não termos cotas, mas para isso devemos ter um sistema educacional completo e totalmente abrangente. Mas, como os governos são muito preguiçosos para tal, vai dando uma "empurradinha"..

    • Camilla Ferreira Paulino Postado em 12/Nov/2013 às 19:47

      [tenho pele branca] Nossa, com certeza o fato de eu ter ascendência africana me faz passar pelos mesmos preconceitos que alguém com pele negra passa. Ah, faça-me o favor, Marcos Garcia! Pare de pensar com ódio e faça O TESTE DO PESCOÇO!!! Se não sabe o que é, procure ler o artigo aqui desse mesmo site sobre. Acredito apenas que você seja uma pessoa sem instrução, que não debate o tema, por isso está proferindo a asneira de falar que é por causa do PT que as cotas raciias estão aí, e como se isso fosse algum crime. Crime é uma pessoa ser destratada por ser negro! Crime é um negro viver estatisticamente menos que um branco pelo simples fato de a violência atingi-lo com mais frequência! Triste é em uma entrevista de emprego os brancos levarem vantagem por serem brancos! Triste é olhar para as escolas particulares e ver que a maioria é composta por brancos, enquanto aos negros cabe a somente a função de faxineiros...Coincidência, caro Marcos? Ou racismo velado e instituído? Você acredita que negros e brancos têm as mesmas oportunidades aqui no Brasil? Pelos céus, reflita, pense, olhe seu mundo para além de sua bolha...

    • pauloribeirojunior Postado em 12/Nov/2013 às 19:57

      putz, mas tu é uma anta, o que alhos tem a ver com bugalhos......vc é um verdadeiro coxinha....

    • Marcos Formentin Postado em 12/Nov/2013 às 20:12

      Brow, tenho ascendência européia, nem por isso nasci rico, pelo contrario, os italianos chegaram aqui e se fuderam legal. Você não deve ter estudado historia direito.

      • Rodrigo Postado em 14/Nov/2013 às 11:22

        Mas não chegaram como escravos no último país a abolir a escravidão. Mas nunca alguém boicotou ou tolheu direitos civis dos italianos por causa da cor da pele deles. Não houvera leis que praticamente proibiam italianos de terem terras devido a cor da pele deles dizer que não eram "cidadãos de bem". O funil pra eles sempre fora muito menos estreito.

    • Ana Carvalho Postado em 12/Nov/2013 às 20:47

      São duas coisas bem diferentes. A cota tem a ver com a falta de oportunidades e com a desigualdade e com a importância de construirmos os caminhos para uma sociedade mais justa e igualitária. O fato de um neonazista não gostar de se descobrir negro tem a ver com a ideologia do sujeito que se acha superior porque se considera supremacia branca embora isso independa dele ser rico ou pobre ou ter oportunidades ou não. Ele é só de outra estirpe, provavelmente que não é a sua Marcos, já que todos os brasileiros, como você falou, tem sangue negro. Mas nem todos os brasileiros que possuem algum percentual de afrodescendencia podem se considerar discriminados. Ai se alguém é desonesto e usa o direito indevidamente não é culpa do PT, provavelmente é do caráter da pessoa. É bom pensar para saber a quem culpar sobre o que.

    • lipo Postado em 12/Nov/2013 às 20:59

      Cale - se.nao cabe ao pt implamtar cotas ou n.animal.vai estudar.daqui a pouco vcs tao dizendo que o calor q faz no brasil é culpa do pt

    • Felipe Postado em 12/Nov/2013 às 21:24

      Quanta superficialidade num comentário só. O branco é muito hipócrita mesmo, só reclama de racismo quando o atinge. Já diria a máxima: "o que o homem branco odeia em hitler não é o fato da humilhação e da atrocidade em si, mas sim pelo fato de ele ter aplicado políticas neocoloniais na europa em pleno século XX". Marcos, tu estás precisando de uma volta pela cidade, pelos subúrbios e pela favela, sair desse teu conforto burguês e então verás a "igualdade" étnica-social.

      • Pedro Postado em 12/Nov/2013 às 21:42

        Felipe, me disculpe, mas isso também não é preconceito? Ou o preconceito só ocorre quando você atribui alguma característica negativa à uma raça inteira, se o acusador for branco? Sou branco e não me considero hipócrita. E nem racista.

    • joão só Postado em 13/Nov/2013 às 12:50

      discurso furado e anti científico ,cômodo ,análise superficial do racismo brasileiro ,só se combate o racismo quando se assume o mesmo e é o que o estado brasileiro esta fazendo o resto é balela.

    • marcilio leão Postado em 13/Nov/2013 às 17:10

      Os petistas inventaram esse problema que a miscigenação estava e continua resolvendo.... tudo pra fazer média e demagogia! Não uma única lei segregacionista nesse país e a condição social de pobreza, mais predominante em relação a tez negra, cada vez mais diminui em virtude da miscigenação mas não será resolvida NUNCA sem a educação básica de qualidade - esse é o verdadeiro motivo da pobreza "negra", não o preconceito! , que por sinal existe até entre as tribos africanas e gerou genocídios em Ruanda entre tutsi e hutus. Essa turma que defende cotas pra negros são todos imbecis!, eu também sou negro e não quero cotas, não quero atestado oficial de inferioridade!

      • Rodrigo Postado em 14/Nov/2013 às 11:25

        Mas na África estes genocídios são apoiados por corporações empresariais e governos ocidentais para obter matéria-prima barata. Apoiaram Uganda no Congo para obter o Coltan barato. Quanto à miscigenação aqui, se o "resultado" for pele negra, o funil aperta mais. E você falando em educação de qualidade, comece por si, que não conseguiu coadunar sintaxe e sintagma neste seu texto que parece mais um espasmo.

    • Gabriel Postado em 10/Mar/2014 às 17:12

      Cotas=Atestado de burrice.

  4. Thiago Teixeira Postado em 12/Nov/2013 às 18:38

    Desde a República Romana a 100 anos antes de cristo, existiu uma globalização forte de povos vencidos de guerra se deslocando por toda a república. Muitos fugiram, compraram a sua liberdade e na atual Europa tinha muitos africanos no norte (egípcios, etc.) e subsaarianos (negros) dispersos. É muito provável uma família alemã tradicional ter algum DNA africano.

  5. Franklin Weise Postado em 12/Nov/2013 às 19:13

    Com esta porcentagem, seria como se ele tivesse um bisavô negro (na verdade, no meu exemplo seria 12,5% de sangue negro, então o caso do supremacista aí provavelmente é um pouco mais complexo, mas é só para dar uma idéia).

    • Gabriel Barros Postado em 12/Nov/2013 às 20:36

      Concordo que simplificando poderíamos dizer que ele tem um bisavô (ou bisavó) afrodescendente e que todos os outros seriam "100% puros". Mas como o colega T.Teixeira citou é uma questão muito mais complexa. É, na verdade, quase improvável esse cenário acima, já que sendo ele um Neonazista, saberia de uma influência ainda tão recente. Neste caso, é mais provável afirmar que o grupo populacional afrodescendente que se moveu para a região foi literalmente absorvido ali mesmo deixando uma média de 12% de influencia em todo o povo regional. É claro que para saber o indice de influencia e a media por região se faz necessário um estudo voltado para isso, com um grupo grande e variado de pessoas.

  6. Camila Postado em 12/Nov/2013 às 20:05

    começou o mimimi das cotas ... oooo meu pai!!!! aguenta essa gente!!!

  7. rozilda Postado em 12/Nov/2013 às 20:17

    Agora ele será 14% discriminado. Coitado!!!!

  8. Gabis Postado em 12/Nov/2013 às 20:18

    Talvez ele continue sendo 100% branco.. tem que saber de qual família é essa descendência pq a maioria da população da África Subsariana é branca..principalmente as antigas que são imigrantes da europa... e que não tinham se misturado com os da raça negra ainda(algumas nunca se misturaram). Divide se a África em 2 partes: Subariana e Negra (Qualquer wikipedia dirá isso) área da Africa subsariaa é muito rica, enquanto a Africa Negra ainda é pobre. A supremacia branca vem do termo Raça Ariana...que se dizem os primeiros seres humanos nobres da terra...do leste e sul da Europa... A Alemanha recebia tipo um bullying antigamente por seu povo não fazer parte dessa raça e serem atrasados. Dps que o Hitler assumiu o poder ele disse que seu povo era ariano sim...e começou a atacar os bullynadores :) mas continua sendo todo mundo igual do mesmo jeito hehe

    • Juarez Silva (Manaus) Postado em 13/Nov/2013 às 03:25

      Quanta besteira moça... a África para baixo do Saara é predominantemente preta (e acima agrega pretos e "arabeizados") , o pais mais rico do continente africano é a África do Sul (com população mais de 90% preta), as antigas tribos germânicas (também chamadas arianas e das quais os alemães sempre fizeram parte) eram "bárbaros" que invadiram, dominaram e dizimaram as civilizações (pretas) que existiam na região da atual índia, Hitler apenas quis resgatar a ideia de povo guerreiro e conquistador (a cruz suástica por exemplo, tem a ver com a invasão ariana da índia, 1500 AC, e não adianta vir com textos revisionistas negando a teoria da invasão ariana, basta ler o antiquíssimo primeiro livro dos Vedas, a base da cultura indiana, para ver lá a história todo), enfim , melhor ler direito as informações e escolher boas fontes... Wikipédia quebra o galho, mas admite muito lixo que qualquer um põe e fica lá até que uma alma iluminada se disponha a questionar e forçar a exclusão ou correção.

    • Nina Postado em 13/Nov/2013 às 07:47

      Mas no vídeo diz claramente que são 14% de DNA originários da África Subsaariana

    • Nina Postado em 13/Nov/2013 às 07:50

      Peraí, acho q vc se enganou. A África Subsaariana é embaixo do Saara - Moçambique, Angola, Chade, Cabo Verde blá blá blá, todos de origem negra. A África acima do Saara que é a África Branca.

  9. Renata Postado em 12/Nov/2013 às 20:37

    Aqui vai o pulo do gato pra quem insiste nesse mimimi ridículo de 'aaah mas todo mundo tem um pouco de negro mimimi cotas raciais mimimi" Existe uma diferença óbvia, gritante e inegável entre ter uma herança genética negra e ter caracteristicas fisicas negras. E aqui vai a razão: querido, você pode ter genética negra, mas o policial só vai te parar na blitz se você tiver aparência negra. O segurança no shopping só te segue se você é fisicamente negro. A vendedora da loja de luxo só te ignora e te distrata se você tiver pele negra. Então não, amor, seu tataravô negro não te faz negra.

    • José Ferreira Postado em 12/Nov/2013 às 22:23

      La vai esse "mimimi". Se a questão é a tal "divida" em relação à escravidão, então quem tem tataravô negro também pode ser incluído pela tais cotas, visto que é o principal argumento dos defensores desse tipo de separação. Agora se for para "verificar as características negras", aí é o nazismo invertido, pois teria que se criar um "tribunal" para definir pelos traços quem pode entrar ou não em algum lugar pelo regime de cotas.

    • marcilio leão Postado em 13/Nov/2013 às 17:30

      e você vai resolver o preconceito do policial, da vendedora, do shopping com cotas? larga de ser burra! ou você quer que negros vivam de benesses públicas eternamente, enquanto tiver no Brasil um policial preconceituoso e uma atendente estúpida?

      • Rodrigo Postado em 14/Nov/2013 às 11:28

        Você não "resolve" o preconceito, como não se pode resolver sua "demofobia" e covardia em ser machão de teclado. mas você ataca as consequências do preconceito e de quebra, faça com que as consequências somáticas dele atinjam somente a saúde mental, estomacal e cardíaca quem tem necessidade de vir escrever como você escreveu, leãozinho.

    • marcilio leão Postado em 13/Nov/2013 às 17:45

      As cotas, para Renata, não são propriamente para negro mas para quem APARENTA ser negro!, logo dois irmãos, um "branco" e outro "negro" não fazem, igualmente, jus às cotas. Só tem direito o que "aparenta" ser negro!, deduz-se que a ascendência, a escravidão, a condição social, não é determinante - é uma desculpa!. o que as cotas pretendem (o PT), é na verdade, penalizar quem não aparenta ser o que é! ja que todos somos, em algum grau, negros.

      • Rodrigo Postado em 14/Nov/2013 às 11:30

        Que é porque uma pessoa descendente de negros, mas de fenótipo branco, nunca sofreu racismo aqui. O funil nunca apertou mais para ele.

  10. João Postado em 12/Nov/2013 às 21:13

    Você está certíssimo, Gustavo.

  11. CAMILA BOTELHO SCHUCK Postado em 12/Nov/2013 às 21:15

    BOA RENATA!!!

  12. leonardo Postado em 12/Nov/2013 às 21:15

    E somente os negros e os homosexuais sofrem preconceito no Brasil? E se me xingarem de branquelo azedo, vou ser obrigado a agradecer ao "elogio"?

    • Thiago Teixeira Postado em 12/Nov/2013 às 21:20

      "E se me xingarem", acaba de confessar que nunca sofreu preconceito racial. Então meu caro, fique na sua e curta a sua "branquitude" , você nem imagina o que é ser discriminado pela aparência.

      • José Ferreira Postado em 12/Nov/2013 às 22:25

        O Leonardo nunca deve ter sido xingado, mas eu vi brancos serem chamados de "parede de hospital" e quase foram processados por injuria racial.

      • José Ferreira Postado em 12/Nov/2013 às 22:50

        Esclarecendo: Os que quase foram processados foram os que xingaram.

      • Anti-cotas Postado em 13/Nov/2013 às 08:42

        Thiago, vc já cometeu racismo. Obrigado, vc acabou de nos mostrar que é tão racista quanto os "branquelos" que vc tanto critica. Valeu, seu RACISTA HIPÓCRITA!!!

      • eu daqui Postado em 05/Dec/2014 às 12:24

        Repare que ele se refere a caucásicos como "arianos". Nem sabe o que é ariano e nem o que é branco e nem o que é raça.

  13. Felipe Postado em 12/Nov/2013 às 21:27

    Neonazista? Isto é mumianazista! Este senhor é mais velho que Hamurábi (física e ideologicamente).

  14. renato Postado em 12/Nov/2013 às 23:34

    Bom, vocês já disseram tudo, não sobrou nada para mim. Nem uma cota sequer.

  15. Juarez Silva (Manaus) Postado em 13/Nov/2013 às 03:00

    E lá vamos nós de novo... rediscutir o já discutido e tentar convencer os maus perdedores e entendedores de conceitos que tem "evidência solar" 1- A Genética já superou a questão de diversas raças humanas, não há nem nunca de fato houveram, isso foi um erro crasso e apenas motivo para "justificar" a exploração de homens por outros homens. 2- A discussão sobre "raça" se dá enquanto construção social..., não dá para simplesmente virar as costas para séculos de vilipêndio baseado em um erro pseudocientífico e a desigualdade prática e persistente provocada pela distinção e discriminação provocados pela ideia de diferentes raças. 3- Políticas Afirmativas, tenham o recorte que tiverem, não tem nada a ver com "capacidade" mas sim com OPORTUNIDADE. 4- No Brasil o preconceito e consequente discriminação é predominante pela MARCA (aparência) não pela origem, logo, atingem a negros que PARECEM NEGROS na razão direta da marca (quanto mais visível a descendência africana, mais preconceito, quanto menos visível, menor preconceito), de nada interessa o GENÓTIPO, mas sim o FENÓTIPO. 5- Apesar de em tese um afrodescendente "branco" possuir também um histórico familiar em algum ponto prejudicado pela história da escravidão e do racismo e ser também beneficiário natural de Ação Afirmativa, ele já se libertou (talvez a gerações passadas) da carga do preconceito e discriminação racial, sendo mais coerente que em utilizando AA as utilize pelo recorte meramente social e não sócio-racial. 6- A História dos imigrantes europeus e asiáticos, com a dos traficados africanos só tem em comum um navio que atravessou o Atlântico... no demais (desde as condições de pré-embarque e viagem) nada tem em comum... prova disso são as condições gerais dos descendentes de um grupo e de outro... 7- Esse fato do white power só serve para indicar que as ideias de superioridade e de "pureza" branca, tem como base a crença mentiras e ignorância, bem feito para a arrogância supremacista dele :-).

  16. Paulo Postado em 13/Nov/2013 às 06:04

    Acho engraçado ver as pessoas defendendo com paixão e completa ignorância as cotas raciais. Mas esquecem que entre a espécie homo sapiens sapiens, sequer temos diferenciação, exceto uns com mais outros com menos pigmentação na pele, pura diferença de melanina, fora isso, temos organismos fisiologicamente completamente iguais. Vejo outros defendendo que, "o homem branco europeu escravizou o meu antepassado negro africano", só se esquecem que, antes do homem branco europeu ir lá buscar o negro africano para lhe servir de escravo, OUTRO NEGRO AFRICANO o havia escravizado, vendendo-o para o homem branco europeu. Sim seus ignorantes, completos desconhecedores de história e da "cultura" que tanto defendem e nada conhecem, era EXTREMAMENTE COMUM e prática USUAL entre as tribos africanas se escravizar, o europeu não caçava escravos na África, ele os comprava, então não me venham com esse papo de que o homem branco oprimiu o homem negro e o escravizou, o negro que chegou aqui no Brasil via navio escravagista, JÁ ERA ESCRAVO DE OUTRO NEGRO. No mais, o que acham de procurarmos por algum parente criminoso em sua árvore genealógica e fazermos você pagar pelos crimes que ele cometeu? Bizarro o que eu acabei de falar não é? Mas é exatamente isso o que as cotas raciais, que além de serem completamente segregadoras e racistas são, a condenação dos descendentes de brancos europeus, pelos crimes cometidos por seus ancestrais.

    • Luciana Coelho Postado em 13/Nov/2013 às 16:29

      Pelamordedeus. Li todos os comentários e o mais idiota é esse aí em cima do Paulo. Pigmentação, melanina, negros escravos de negros que foram comprados pelos inocentes europeus... e o pior: as cotas raciais são a condenação dos descendentes dos brancos europeus pelos crimes dos ancestrais... mas daonde? Leia o parágrafo anterior escrito pelo negro Juarez Silva. Mas leia devagar para poder entender.

      • José Ferreira Postado em 13/Nov/2013 às 16:51

        Ele é suspeito, pois quer uma vaga no Estado sem estudar. O que o Paulo disse se confirma nos livros de História. Sou historiador e sei disso.

      • Rodrigo Postado em 14/Nov/2013 às 11:35

        Não importa se havia escravidão em Roma, Congo ou entre incas. Não temos gerência sobre estas terras, mas sobre aqui. E as consequências da escravidão no Brasil incorrem sobre o Brasil. O Brasil foi o que mais tardou para aboli-la e mesmo depois criou diversos mecanismos para impedir a integração cidadã negra, desde a Lei de Terras, por exemplo, afora o racismo na vida material em que pela cor da pele se excluía pessoas. Além da violência dirigida contra pessoas de fenótipo negro. Vocês, Paulo, Ferreira, etc., recorrem a ad hoc's demais para racionalizar seus racismos. Pra quem ama a desigualdade e injustiça social, dói ver as segmentações expostas, querem brincar de "deixa disso".

  17. Neto Postado em 13/Nov/2013 às 07:11

    Queridos seres humanos, a cota nunca foi racial e sim social. É NECESSÁRIO ter estudado em colégio público. Quanto a cor da pele ainda que você seja albino ( ausencia de melanina ), pode se considerar negro no momento da inscrição. Esta questão foi levantada por pessoas que são contra a reparação histórica, concordo que esta reparação de veria ser feita pela base com colégios melhores dando condição aos mais pobres chegarem a faculdade. Contudo devido ao poder econômico esta luta sempre será desigual pois estudo vai além do colégio. Vale dizer que sou negro, pobre e não necessitei de cotas para entrar na faculdade por duas vezes, até por não existir ainda quando prestei vestibular. Contudo vejo a necessidade de tal ato reparatório por um determinado período para ajudar a balança social a chegar mais próxima do equilíbrio.

    • Luciana Coelho Postado em 13/Nov/2013 às 16:39

      Entendeu Paulo? Essa do Neto está bem fácil de se entender. A questão é a oportunidade que tem uma criança pobre de cursar uma universidade.

  18. Alex Postado em 13/Nov/2013 às 08:08

    Caraca, ri muito agora......rsrs.... A apresentadora fala no final:"Hey brô!"...kkkkkkkkk

  19. juniperos Postado em 13/Nov/2013 às 08:58

    Humanização e igualdade, as palavras que fazem nossos políticos se coçarem, puxando suas cordinhas manipulando a vida do brasileiro pobre, que não consegue ganhar um Nobel de ciência, por que esta com a barriga roncando, os dentes doendo, sem ler direito, obrigado a votar e sustentar o sistema com imposto de 1/3 sobre tudo, enquanto assiste tv gritando: GOOOOLLL, O BRASIL É EXA..., quer dizer, gou o braziu e eza, como costumam escrever nos banheiros de firmas exploradoras sob a torcida de sindicatos comprados.

    • Luciana Coelho Postado em 13/Nov/2013 às 16:42

      juniperos: direita raivosa que não admite que os pobres saiam da extrema miséria. Pague os seus impostos e cale essa sua boca rica.

      • Juniperos Postado em 14/Nov/2013 às 07:38

        Quase ri! Meu corpo é infestado de dor e doença e do meu salario nada sobra, a não ser as obrigações de voto e imposto. Rico? Se não fosse por um rio onde se pesca e sopas a base de brotos de bambu, eu não estaria aqui hohe.´E tive sorte: minha esposa vem de origem verdadeiramente humilde... a questão, você entendeu alguma coisa do que eu disse? Compre o que nossos politicos vendem com os rotulos que as emissoras acham mais bonito, e você nunca achará o que é seu por direito. Você visita asilos? Orfanatos?tem algum amigo que não saiba interpretar mesmo um texto? Sabe onde eu moro?Dou uma pista o correio não vem aqui nunca!

  20. Henrique Pacheco Postado em 13/Nov/2013 às 12:45

    ... Esse programa me parece fake. Porque um racista iria atravessa todo o oceano para participar de um programa onde "possui negros"(começando pela apresentadora)?

  21. Alex Wie Postado em 13/Nov/2013 às 15:17

    Porco racista, se ferrou, meu Dna, raça brasileira com muito orgulho, tem tudo, posso me declarar branco, negro, indio e amarelo. Se ferrou hipócrita, falou brou.

  22. Adalberto Postado em 13/Nov/2013 às 17:53

    Seria muito interessante um teste desses aqui com os "neosubnutridos" de alguns estados do sul. Descobririam que são 90% negão.

  23. Leonardo Postado em 14/Nov/2013 às 02:47

    É um testa de ferro ele tem um crânio muito grande, deve ter ancestral negro por outro lado, crânios africanos se repetem na África, não tem uma maneira possível de separar totalmente a origem africana do ser humano e ainda tem outra coisa a vida certamente surgiu no rio Congo, a questão não é essa, a questão é que a mulher africana não pode se miscigenar, não tem esse direito, ou fica impedida, e daí que os tiranos não vão fornecer a inseminação, todas formas de vida tem sua Makkah no rio Congo, se ele pudesse ser visto há 10 mil anos seria melhor de se ver do que qualquer maravilha da natureza ou humana, que pena !!!!

  24. Leonardo Postado em 14/Nov/2013 às 02:55

    Mas as raças humanas tem padrões que não se encaixam um no outro, nem mesmo na África existe homogeneidade, e mesmo que se misture todas as raças o produto será estranhamente algo próximo de tudo mas alguns genes serão manifestados e outros não, a pior consequencia real da mistura desordenada é a perda total dos genes recessivos, ou seja, vai se criar raças de brutamontes, porque no homem da caverna eles eram raros, ou seja, é o ser humano que deve escolher em seus filhos habilidades apropriadas que os pais possuam como habilidade para a música e assim abrir horizontes, e sair dessa mediocridade, a reprodução hoje visa sobrevivência e não bem-estar pensem nisso !!!!!

  25. Luciano Postado em 15/Nov/2013 às 16:47

    Tem certeza que esse cara é néonazista?

  26. Ari Kailash Postado em 17/Nov/2013 às 17:39

    Racismo e homofobia andam de maos dadas. Boa prova disso e Feliciano. A luta por justiça se faz mais forte quando minorias raciais e sexuais juntan fuerzas.

  27. eu daqui Postado em 05/Dec/2014 às 12:22

    E daí que ele seja 14 ou 140% negro? Não faz diferença se o fenótipo é caucásico.