Redação Pragmatismo
Compartilhar
Religião 25/Oct/2013 às 11:17
10
Comentários

Evangélicos terão fundo de pensão bilionário

Evangélicos terão fundo de pensão bilionário com dinheiro de 170 mil fiéis. Meta é arrecadar R$ 1,1 bilhão ao longo de seis anos e atrair participantes de todas as faixas salariais, com aportes mensais a partir de R$ 50

evangélicos dinheiro fundo pensão bilionário
Evangélicos terão fundo de pensão bilionário com dinheiro de 170 mil fiéis (Reprodução)

Evangélicos de diferentes denominações terão, em breve, um fundo de pensão só para eles. A ideia é atrair 170 mil segurados de todas as faixas salariais, desde que tenham algum vínculo com a religião. Batizado de BemPrev, o produto deve passar a funcionar no início de 2014.

“Nossa meta é acumular um patrimônio de R$ 10 milhões no primeiro ano e evoluir para R$ 1,1 bilhão ao longo de seis anos”, explica João Rodarte, diretor-presidente da Rodarte Nogueira, empresa responsável pelo desenvolvimento técnico do fundo.

Leia também

Se a previsão de Rodarte se confirmar, o BemPrev poderá ser o maior fundo de pensão do País em número de participantes ativos. Atualmente, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp) divulgados em junho, o fundo com maior número de participantes ativos é o Postalis (dos funcionários dos Correios), com 112.275 pessoas. Em seguida vem a Previ (ligado aos funcionários do Banco do Brasil), o maior do País em recursos administrados e o segundo em participantes ativos, com 101.531 associados.

A partir de R$ 50 por mês, qualquer fiel ou pastor ligado à igreja poderá planejar sua aposentadoria por meio do plano de previdência complementar fechado, que cobrará taxa de administração de 1% sobre o patrimônio acumulado, e será isento de custo de carregamento.

“Queremos estender o plano ao trabalhador de baixa renda, e não apenas os que recebem acima do teto, como ocorre em outros produtos de previdência fechada”, afirma Rodarte.

A meta de reunir 170 mil participantes soa ousada. Mas o número corresponde a apenas 0,4% do total de evangélicos no País – que somava 42,3 milhões de pessoas, ou 22,2% da população, segundo o ultimo Censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2010. O IBGE registrou um aumento de 61% no número de evangélicos entre 2000 e 2010.

Criado pela Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e no Exterior, o fundo ainda está em fase de captação de parceiros e aguarda autorização da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), vinculada ao Ministério da Previdência, para começar a operar. A autarquia tem 35 dias para avaliar a documentação apresentada pelos gestores na última sexta-feira (4). Nesse período, a Previc poderá pedir informações e modificações a BemPrev e terá outros 35 dias para dar a palavra final. A previsão é que a aprovação ocorra até janeiro, que a operação comece em março de 2014 e encerre seu primeiro ano com 12 mil associados.

O produto contará com três parcerias estratégicas: banco de varejo, responsável pela arrecadação e cobrança dos aportes; seguradora, que canalizará os benefícios de invalidez e morte aos segurados; bancos de investimentos, que farão a gestão dos recursos.

Os interessados deverão ser filiados à Ordem dos Ministros ou a uma entidade que congrega a comunidade evangélica, mas não será preciso comprovar o vínculo, segundo Rodarte. “A princípio, partiremos da premissa de que a pessoa está usando de boa fé”, finaliza.

A previsão é que nos próximos meses uma equipe de 2 mil vendedores comece a procurar interessados no fundo de pensão em igrejas evangélicas de todo o País.

Taís Laporta, IG

Recomendados para você

Comentários

  1. renato Postado em 25/Oct/2013 às 15:08

    Então tá, então!

  2. Haroldo Toto Postado em 25/Oct/2013 às 20:04

    Oh my God!! Já frequentei igreja evangélica. Deus me livre de fazer negócio com eles!!

  3. Thiago Teixeira Postado em 25/Oct/2013 às 21:59

    Eu sigo Jesus e gosto de suas parábolas. Leio a Bíblia e sou temente a Deus. Mas não consigo conviver com "evangélicos", católicos ou frequentar igreja ... é normal isso?

    • Eduardo Postado em 26/Oct/2013 às 10:47

      meu amigo estou numa dúvida danada também, as pessoas que militam dentro das igrejas, sela ela qual for estão confundindo tudo, misturando o mundano com o divino e isto tá me fazendo chegar a mesma conclusão do amigo. E isto não é coisa do demonio não é coisa de interesses pessoais de pessoas que deveriam ser lideres espirituais e não financeiros ou politicios.

    • Juniperos Postado em 28/Oct/2013 às 14:05

      Mais que normal. As chances de você realmente se aproximar de Deus são maiores, quando deixar de lado a vestimenta religiosa dos dogmas políticos-religiosos. Caso esteja preocupado com isso, não tema: pois Deus (nem Jesus) criou religião alguma, tampouco são eles feito de papel que tudo aceita, e de inúmeras maneiras alterado pode ser. Não compre problemas inventados por terceiros, para depois comprar deles a solução. Pois toda criação é obra de Deus e ele fez o homem para o bem e para o amor, não para se postar ou se amaldiçoar. A evolução do homem é de grande interesse de Deus, e mais: para ter com ele sua amizade, e sabedoria, sequer bíblia é necessário, pois ele é infinito, e no finito jamais caberá o infinito, logo ele sempre será “mais”, e procura-lo com seus olhos e segui-lo com suas pernas mesmo que elas tenham sido tiradas de ti, é o verdadeiro milagre que nos templos não se concretiza, pois esta é a enfermidade lá não é bem-vinda, já que teatro nenhum pode curar. Continue, pois Deus e muitos humanos semelhantes a ti estão contigo!

    • Wagner Souza Postado em 29/Oct/2013 às 12:52

      Super normal nao se deixar ser enganado pelos mercadores da fe alheia!

  4. Haroldo Toto Postado em 25/Oct/2013 às 22:47

    Quando morava em Belém-Pa., início da década de 2000, tinha um plano de saúde lá chamado CODEB e era administrado por evangélicos. O plano era quase viral. Deram um cano milionário em Deus e em Belém inteira.

    • Eduardo Postado em 26/Oct/2013 às 10:53

      Constroi-se verdadeiros palácios, agora vão construir castelos de areia e depois, oh, vai ser igual a muitos que já passaram pelo Brasil, fiz um tal de SPAR paguei por 10 anos quando começou a data do retorno por parte dele vieram com a conversa que iria receber 0,89 devido as conversões e atualizaçoes.... ou seja fiquei no prejuizo pois nem advogado quis pegar a causa alegando ser impossivel solução... Agora no caso acima, convencimento eles sabem fazer, vão fazer o bolo sonhado rapidinho....agora se vai ser repartido para todos no futuro só Deus saberá....

  5. Rodrigo Postado em 28/Oct/2013 às 00:32

    Sim e daí? O PT interessou e vai querer indicar o presidente para esse fundo de pensão?

  6. Adalberto Postado em 24/Nov/2013 às 12:03

    Quero ver onde estará esse didin, quando forem resgatar o benefício. Aguardem...