Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 22/Oct/2013 às 15:36
9
Comentários

Dilma pede desculpas a médico cubano hostilizado no Brasil

Durante cerimônia que oficializa o Mais Médicos, presidente Dilma pediu "imensas desculpas" a Juan Delgado, médico cubano hostilizado por médicos brasileiros

dilma médico cubano juan delgado
Presidente Dilma Rousseff e o médico cubano Juan Delgado (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Durante cerimônia que sancionou, nesta manhã, a lei que institui o Mais Médicos, a presidente Dilma Rousseff afirmou que este é um dos programais mais importantes de seu governo. A cerimônia, que ocorreu no Palácio do Planalto, teve a presença de autoridades e centenas de médicos que participam da iniciativa.

Dilma pediu “imensas desculpas” ao médico cubano Juan Delgado, que foi xingado e vaiado por médicos brasileiros no Ceará, numa cena que ela classificou de “imenso constrangimento”. A presidente cumprimentou o profissional antes de todos no início de seu discurso e agradeceu, em seguida, aos médicos brasileiros e estrangeiros, “centro do Mais Médicos”.

Leia também

A presidente respondeu ao elogio do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmando que a criação do Mais Médicos “não é ato de coragem, é dever”. Para Padilha, a iniciativa do governo federal foi um “ato de coragem da presidente Dilma”.

Dilma anunciou ainda que, até o final do ano, 23 milhões de brasileiros estarão sendo atendidos através do Mais Médicos, e até abril de 2014, “teremos cerca de 13 mil médicos participando do programa”. “Mais médicos são menos doenças. Essa é a equação matemática que precisa ser feita”, afirmou a presidente.

Padilha: “Mais Médicos é o começo de uma profunda mudança”

De acordo com o ministro da Saúde, “o programa Mais Médicos é o começo de uma profunda mudança na saúde do nosso País”. Padilha anunciou que 13 mil pessoas receberam medicamentos de médicos da iniciativa neste primeiro mês de atendimento por meio do program Farmácia Popular. Segundo ele, os profissionais já realizaram mais de 300 mil consultas neste último mês.

Na cerimônia, uma cena emocionante. Os médicos e as autoridades brasileira fizeram um desagravo a Juan Delgado, que foi alvo de uma imagem que envergonhou o Brasil no Ceará.

“Dr. Juan, os que te ofenderam não representam nem o espírito do povo brasileiro, nem dos médicos brasileiros”, disse Padilha ao médico de 49 anos, que levantou de seu lugar e foi aplaudido por todas os presentes e pela presidente Dilma Rousseff.

Em seu discurso, Padilha disse ser “estranho” quem diz que o programa é eleitoreiro, uma vez que foi um “pedido que partiu de prefeitos de todos os partidos”. “Estranho quem diz que o Mais Médicos é eleitoreiro. Não perceberam que a solicitação de médicos partiu de prefeitos de todos os partidos”, disse.

O programa, disse Padilha, “vai ajudar a mudar uma certa mentalidade de que saúde só se faz dentro de hospital de alta complexidade. Vai mudar a mentalidade de que medicina só é acessível para uma parcela da população”.

(Vídeo)

Brasil 247

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 22/Oct/2013 às 15:49

    Muito bonita e representativa essa imagem. Dilma dá um tabefe de primeira nos colunistas golpista e na elite CRM de olhos azuis. Quem iria imaginar a 30 anos atrás um homem negro (independente da nacionalidade), médico, em solenidade com uma presidenta. Nunca aconteceria num governo reacionário.

  2. renato Postado em 22/Oct/2013 às 20:17

    Linda minha presidenta. Ponto Final.

  3. Juniperos Postado em 22/Oct/2013 às 20:53

    parabéns tanto ao medico que teve bom senso e não se abalou com um comportamento imundo de quem deveria ser limpo em tudo, nossos médicos. parabéns também a nossa presidenta, que fez o que é simples e certo, porém impossível para muitos presidentes e e ex presidentes desse pais: pedir desculpas de forma sóbria e respeitável. Por favor médicos de Cuba, precisamos da ajuda de vocês. Os nossos estão nos abandonando.

    • José Ferreira Postado em 22/Oct/2013 às 23:32

      Só pelo "Presidenta" já dá para ver que é puxa-saco da Dilmão.

      • Juniperos Postado em 23/Oct/2013 às 07:19

        Que nada, ja usava esse termo antes dela ser eleita. (Você deve pergunatr: "como? por que?". Tenho muitas suspeitas e divirjo muito quanto a "coisas de Dilma". (Dilmão! Nyahahah)

      • Thiago Teixeira Postado em 23/Oct/2013 às 13:32

        Qual é o termo correto? Filha da Puta? Safada? Perua do PT? Se fosse do PSDB? Seria presidenta? Juíza, ministra, diretora, delegada, secretária, prefeita, vereadora, deputada, senadora, governadora vão passar a ser chamadas de quê?

      • José Ferreira Postado em 23/Oct/2013 às 16:52

        O presidente = A presidente; O dentista = A dentista; O piloto = A piloto; O governador = A governadora. Simples assim.

  4. renato Postado em 22/Oct/2013 às 21:54

    Parabens PRAGMATISMO

  5. luiz carlos ubaldo Postado em 28/Oct/2013 às 16:39

    Eu já sabia que quando o pt ascendece ao poder ia ficar ruim de tirar, não porque somos os escolhidos por Deus, mesmo porque o homem lá em cima é pai de todos, até dessa turma elitizada que tem horror a pobre, o fato é que eles, esses playboizinhos são muito ruim de serviço, são burgueses que só comem o que o povo que tanto desprezam prantam, são parias, parasitas inutéis, incopetentes, deixem a mulher trabalhar!