Luis Soares
Colunista
Racismo não 23/Apr/2013 às 12:44
36
Comentários

Joaquim Barbosa – banheiros luxuosos não são para negros

Colunista compreende que é de conotação racista a cobertura da mídia no que envolve os ‘banheiros de luxo’ de Joaquim Barbosa. “O ministro tem a minha solidariedade contra o racismo, base da suposta denúncia dos banheiros de luxo”, afirma

Por Fátima Oliveira, em Jornal O Tempo Edição: Pragmatismo Politico

Depois que o dr. Joaquim Barbosa foi sagrado ministro do STF, não escrevi sobre ele. Reconheço seus méritos intelectuais, conquistados com sacrifícios impensáveis. No concernente à moralidade e à ética, ele não deveria estar lá. Os motivos, relatarei abaixo.

Na aventada imoralidade dos banheiros de luxo (“STF gasta R$ 90 mil em reforma para Joaquim Barbosa”, Andreza Matais e Rubens Valente, FSP, 20.4.2012), vou defendê-lo. Entendo que a base do achincalhamento é de cunho racista. A mensagem subliminar é que é interditado a uma pessoa negra atender às suas necessidades fisiológicas em banheiros decentes – negros não devem sair do tempo do penico de latão (para a aristocracia, era de porcelana) -, já que dizem que “negro, quando não caga na entrada, caga na saída”. Dispensa banheiro.

joaquim barbosa banheiros de luxo

Interdição racista: banheiros luxuosos não são para negros. (STF estaria gastando R$ 90 mil para reformar banheiros de Joaquim Barbosa)

O governo federal mantém habitações funcionais. Posso discordar da regalia, mas ela é legal. Cuidar, com dinheiro público, para que não se deteriorem, é dever do governo. Quando a ministra Ellen Grace instalou uma hidromassagem, a mídia tentou dar faniquitos. Ela, tranquilamente, disse: “É claro que vou colocar uma banheira lá. E tem de ser paga com dinheiro público porque ela vai estar num apartamento público”. Assunto encerrado. Era 2005, e a reforma do apartamento custou R$ 133 mil.

O estopim curto do ministro JB, sobre reforma similar e mais barata, sete anos depois, explodiu ao ser perguntado, por Felipe Recondo, do Estadão. Perdendo a compostura, o chamou de “palhaço” e mandou que fosse chafurdar no lixo. O Estadão silenciou, mas a FSP, em 20.4.2013, estampou: “STF gasta R$ 90 mil em reforma para Joaquim Barbosa”.

Para JB? Ora, me compre um bode! O assunto caiu na web, e muita gente insuspeita caiu na armadilha racista. Contraditoriamente, os dois jornais elevaram JB à posição de Deus no julgamento do mensalão, mas ele ter direito de usar banheiros de luxo é inaceitável!

Leia também

Na indicação de JB ao STF, eu e umas três feministas negras fomos contra nas “listas raciais”. Primeiro, ele bateu na esposa, à época, funcionária do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher, inclusive com registro de BO no DF. Lula soube e manteve o nome, argumentando que a ex-esposa enviara carta inocentando-o, com o mesmo teor dito à imprensa, que “apanhou de meia”: “Na verdade, houve uma agressão mútua. Isso aconteceu num dia de ânimos acirrados. Somos amigos até hoje” (Enfim, um negro chega lá, Veja, 14.4.2003).

Lula foi cúmplice, corroborando o dito pelo saudoso poeta negro Arnaldo Xavier: “O único espaço de cumplicidade efetiva existente entre o homem negro e o homem branco é o machismo”. Exigíamos que JB declarasse arrependimento. Ele e Lula não deram a menor pelota pras ziquiziras das feministas!

O segundo motivo: sou testemunha dos ânimos violentos do ministro. Em Santiago do Chile, na Preparatória Latino-americana de Durban (2000), JB, por motivo fútil, partiu pra cima do hoje jurista e ex-secretário de Justiça do Estado de São Paulo Hédio Silva Jr.

Quem foi pro sopapo foi JB, o outro se defendeu. Imaginem como fiquei tentando separá-los! Um espetáculo deprimente visto por várias negras brasileiras. Ali, soube que JB havia batido em sua mulher. Ali, selei a opinião do destempero dele, portanto, achei a sua indicação para o STF inadequada.

Não tenho motivos para louvá-lo, pois compactuar com violência de gênero e índole violenta fere meus princípios, mas ele tem a minha solidariedade contra o racismo, base da suposta denúncia dos banheiros de luxo.

Posts relacionados

Comentários

  1. filho da razão e ciência Postado em 23/Apr/2013 às 13:32

    Penico de latão é uma coisa bizarra... Mas Banheiro de 90.000... Não tem um meio termo ?...

    • LudoFinal Postado em 13/May/2014 às 15:51

      Realmente...

  2. Conrado Postado em 23/Apr/2013 às 13:45

    Se o apartamento é público, vou dormir nele quando for visitar Brasília.

  3. Mariane Postado em 23/Apr/2013 às 15:01

    quem sabe oJB desiste da reforma e manda esse dinheiro ser aplicado na Educação.....já ajuda um pouco

  4. maurício Postado em 23/Apr/2013 às 15:08

    Vamos ser racionais e práticos, uma reforma de 90 mil em um banheiro para um Ministro do STF é um bom dinheiro, mas nem tanto assim.

  5. Kel Postado em 23/Apr/2013 às 15:11

    A questão não é racial, e nem porque ele é ministro. A questão é gastar noventa mil num banheiro, assim como gastar 133 mil numa reforma de apartamento. A verba existe e deve ser usada, afinal as moradias são públicas e precisam de manutenção, além de estarem adequadas as necessidades dos seus moradores. A questão é que se deve ter bom senso quanto aos valores utilizados nas reformas, porque se trata de um imóvel público, para uso pessoal sim, mas para finalidades profissionais. Logo vão se construir castelos e dizer que a questão de nos sentirmos ofendidos com uma reforma e de banheiro, ou uma instalação de banheira, que vale mais que uma casa popular, é algo além do motivo que se é: o abuso no uso do dinheiro público. Como me parece ser a justificativa no caso do banheiro. Noventa mil é muita grana para quatro banheiros.

  6. Rafael Postado em 23/Apr/2013 às 15:16

    Me desculpe,mas discordo com o que ela escreveu,não tem nada haver com a cor da pele,e sim com a quantia,ninguém vê problema em ele ter um banheiro luxoso de 90 mil r$,desde que não seja com o dinheiro do contribuinte.

  7. Ale Postado em 23/Apr/2013 às 15:19

    E vale repetir: nem tudo que é legal, é moral. Essa turma vive fazendo reformas em apartamentos pra lá de suntuosos. Até seria passível de viverem em moradia funcional se a mesma fosse simples. Sem contar o bando de outras regalias que tem às custas da população. Lembro bem do episódio com a E. Gracinha, o que achei um disparate. Não quero pagar a Jacuzzi alheia e acho contraditório uma pessoa da área da justiça considerar esse tipo de ato muito normal, afinal a lei autoriza. Não é justo o povo pagar terno, reformas e mais outros benefícios absurdos aos altos escalões do setor público. É imoral!

  8. elis Postado em 23/Apr/2013 às 15:20

    R$90.000,00, é mais ou menos um custo de uma moradia "inteira" e digna pra uma família. Fico com vergonha, qdo vejo os custos das obras públicas,e sabemos que pode-se fazer tão bom, ou as vezes melhor, gastando-se bem menos. Mais fazer o que né, o dinheiro é público mesmo. Concordo com o Conrado, já que o apto é público, vou dormir lá qdo for a Brasilia.

  9. Carlos R. Corio Postado em 23/Apr/2013 às 15:26

    Postei tudo que tinha e podia contra esse gasto e em momento algum pensei em racismo e no meu entender NÃO tem, mas ficou ostensível que também pode ser interpretado como tal. É opcional. Seja ele branquelo, china ou afrodescendente, o valor de duas pequenas casas talvez mobiliadas para fazer xixi e cocô, pra quem abriu a boca pra vomitar tantos impropérios, é no mínimo indecente. Pensei apenas que o "paladino" da justiça por questões de ordem moral, tal coisa não aceitasse para mais uma grande obra sua, agora a ser feita em grande estilo.

  10. fabiana Postado em 23/Apr/2013 às 15:28

    Também fiquei alguns minutos tentando assimilar essa ideia, de uma reforma tão cara e absurda, ainda que conheço um pouco sobre o assunto, não sei se foi em tom de racismo ou de " pra falar em moral, tem que colocar moral", no sentido , muito caro essa reforma, mas ao mesmo tempo em que coloco em duvida até mesmo meu espanto, me pergunto: " e os outros, será que também não estão esbanjando dinheiro publico?" ...e esse dinheiro , de cada um , será que não ajudaria em algum local , para servir melhor a sociedade?...os três poderes, estão tão desmoralizados , que até , em trocar um cano na residencia , tá ficando duvidosa! triste , mas é realidade!

  11. Lyndy Luca Postado em 23/Apr/2013 às 15:43

    E fui uma das pessoas que compartilhou a matéria. Não porque ele é negro! Eu sempre fui a primeira pessoa a lutar em favor dos nossos irmãos negros, só acho uma sacanagem gastarem tanto dinheiro nosso em luxos, enquanto o povo passa as mais variadas privações, falta de dignidade recorrentes, inclusive, que isso é uma afronta! Seja para ele, seja para quem for! O dinheiro é do povo, tem de ser gasto em benefício do povo, e não para luxos de gente que é paga a peso de diamante (já nem mais é a peso de ouro!)! Foi exclusivamente por esse motivo que compartilhei, mais nenhum outro.

  12. fqs Postado em 23/Apr/2013 às 15:54

    +1 pro comentário da fabiana! Fica a dica pra galera do site testar um esquema assim, pra realçar comentários, que de um tempo pra cá tem sido um modelo de blogagem e fórum que mais do que complementa o artigo. Importar dar vozes a quem talvez possa ser representante da opinião dos leitores, numa democracia funcional no caso. Claro, tem que ser testado. Adoraria colaborar.

    • Moderação Postado em 23/Apr/2013 às 17:35

      Fqs, a nova estrutura do site, que ficará pronta dentro dos próximos 30 dias, contará com essa funcionalidade. Obrigado por sugerir.

  13. Chapolin Postado em 23/Apr/2013 às 16:06

    Nem tudo que é legal é moral.. simples assim. É no mínimo estranho esbravejar quanto ao desperdício de dinheiro público é viver às custas do estado, seja JB ou qualquer outro ente público.

  14. Marcos. Postado em 23/Apr/2013 às 16:41

    Primeiro banheiros de R$ 90.000,00, hoje sopapo na esposa, e amanhã? Não se esqueçam que JB abriu a defesa no STF para os envolvidos e condenados no "mensalão". Tudo o que for possível ser feito para desmoralizar JB será feito, há interesses políticos nessas noticias todas.

  15. Jacqueline Postado em 23/Apr/2013 às 17:08

    Não entendi !!!! qnd li a notícia,nem lembrei s o cara era pteto,branco,amarelo,ou roxo...Até agora estou surpresa c/ a o q acabo d ler ??? Como assim ?? Porq o Joaquim é negro eu tenho q achar normal seu WC d 90.000 ???? Seja a cor q fosse eu iria ficar chocada c/ esse acinte !! S o banheiro fosse da casa dele Ok !Gastasse td o salário delle,mas um apt funcional !!?? Esse é o Brasil....E tem gent q acha q s ele fosse branco acharíamos normal...essa sim é uma Preconceituosa do Cacete !!!

  16. elias Postado em 23/Apr/2013 às 17:42

    o cara se diz o exemplo da moral nacional,inclusive com apoio da midia ,não pode e não deve agir como os que condena pois se torna um igual,portanto sr barbosa ,ja que a imprensa sua amiga quer lhe fazer heroi o sr precisa fazer suas lambanças mais escondidas para que seus amigos das redações não sejam obrigados a divulgar seus maus feitos,outra coisa não venha me falar de racismo em uma questão apenas moral que a tão pouco tempo o sr era o paladino.

  17. Rodrigo Postado em 23/Apr/2013 às 17:49

    Inicialmente, consideremos: 1- Trata-se, pois, de apartamento funcional a ser ocupado pelo Ministro, mas não apartamento que é de sua propriedade, nem que passará a sê-lo. Ocupa em razão do cargo, unicamente; 2- O apartamento é bem público; 3- Há quanto tempo o apartamento encontrava-se em uso ou desocupado? Quais suas condições? 4- Concordo, todavia, com fala do Ministro (e de qualquer pessoa razoável), em momentos anteriores, quando disse ser defensor de redução de gastos, o que deve prevalecer no caso em análise. Após, questionemos: 1- Quem elabora o rol de ítens da licitação é o Ministro? Ele discriminou cada ítem, algum dos mesmos ou todos? É sua assessoria? É setor do STF? Houve ingerência do Ministro? 2- Caso negativa a resposta à questão acima, o fato de ser ele o Presidente o torna responsável por alegados desvios funcionais, execessos, abusos e crimes, durante sua gestão? Caso positiva a resposta à primeira questão, nada a opor quanto ao questionamento do valor dos ítens, necessidade de averiguação e sanções eventualmente cabíveis. Sempre é exposta a situação de deterioração de apartamentos funcionais, mas concordo que a reforma deve levar em questão um misto de critérios (preço e qualidade), posto estarmos lidando com dinheiro público. Já na hipótese de termos por verdadeira a segunda questão, certo é termos de rever posicionamentos contraditórios quanto a Fleury (v.g. Carandiru), FHC (v.g. alegado mensalão tucano e alegada compra de votos em prol da reeleição, que devem ser investigados e receber a sanção eventualmente cabível) e Lula (v.g. mensalão, mesmo porque Zé Dirceu sempre bradou aos 4 ventos que Lula sabia de tudo o que acontecia no governo - http://movimentobrasildeverdade.com/wp-content/uploads/2012/10/580264_520340764646159_342863385_n.jpg).

  18. Cacique Postado em 23/Apr/2013 às 23:35

    Acho que tá na hora de parar com o complexo de vira-lata. 90 mil dividido por 4 banheiros, 22,5 mil por banheiro. Apartamento funcional de luxo para uma das maiores autoridades do país. Quando ele sair, o apartamento vai ser ocupado por outra autoridade, pois é público. É luxo, mas não é um luxo absurdo.

  19. Oscar Postado em 24/Apr/2013 às 00:11

    Essa fátima oliveira é uma imbecil: está misturando alhos com bugalhos! Nem é preciso fazer comentários!

  20. Rosana Postado em 24/Apr/2013 às 02:31

    Não vejo assim, por racismo, mas sim pela sua austeridade, rigor com os gastos públicos. Só isso. A ministra que gastou mais, para mim é normal sua atitude, pelo fato dela não ficar se gabando de baluarte de bom exemplo, justiça, principalmente em se tratando de dinheiro público.

  21. Expedito Da Silva Moreira Postado em 24/Apr/2013 às 09:46

    Esse aí nunca me enganou!!!!u!!!!

  22. luiggi Postado em 24/Apr/2013 às 10:48

    Que infelicidade a desta colunista em querer torcer o assunto pelo viés do racismo. Não tem nada a ver. A questão é que um apartamento funcional medir mais de 500 metros quadrados e gastar-se 90 mil reais para a reforma de banheiros é um descalabro, uma afronta. Se estes senhores são servidores públicos, então que se adequem às condições oferecidas pelo Estado ou então que saiam, mas ficar gastando dinheiro à toa com luxos que não saem de seus bolsos nada tem de racistas. Isto se chama, em bom Português, de roubalheira e disto o país está infectado mortalmente porque dos mais humildes aos mais abastados todos estão acostumados com a gastança das "cortes" que sobrevivem neste Brasil, mesmo depois de mais de 100 anos de república.

  23. Fabiana Postado em 25/Apr/2013 às 07:07

    Não acho que seja racismo. Esse banheiro é, no mínimo, contraditório.

  24. Hugo Cruz Postado em 25/Apr/2013 às 09:23

    Em momento algum havia pensado em racismo, acho que você ou está muito bem informada das bases e motivos dos jornais (o que nem todos do povo estão e / ou entenderão a "piada interna") ou você está doente nessa guerra contra um racismo que nao necessariamente está presente (neste caso).

  25. Eson Postado em 26/Apr/2013 às 13:20

    Complicado, porém viável, nada de outro mundo. Color de Mello: Usou e abusou do dinheiro público e ningúem reclamou, digo: A imprensa safada que temos. FHC: Detonou o dinheiro público. Nossa mídia racista, bandida, nem ligou. Helen gastou 133.000,00. Não pubilcaram nada contra. Cachorrada dos nossos meios de comunicação. Racismo velado. O dona da Casa grande não poderia querer um penico de lata, devemos copiar o melhor, colocar um de louça.(da Europa) Muitos escravos fizeram suas economias, compravam suas alforrias e às vezes um penico de "loiça". Todos, sem exceção, alguma vez na vida, cagou na entrada e na saída, na moita, na estrada, etc. O Sistema Capitalista é assim mesmo. A maioria sem nada e a minoria com TUDO. Queremos imitar, copiar tudo, menos a SABEDORIA. principalmente neste sistema misserável que vivemos. Deixe JB cagar num penico de louça. Na verdade, tem muita é com inveja do negão, aposto que todos fariam o mesmo. Essa polêmica boba dá até música de pagode. Vou cagar num pinico de lata, Vou cagar num pinico, de loiça, O importante é estar cagando, Quem não caga e nem come, está morto, Quem come e caga, vive, Não importa onde, até atrás da moita. Se for pra Brasília, vou cagar, onde? não sei. Se JB deixar, vou cagar em seu AP. Neste modelo de economia, para os pobres, é assim: Se correr o bicho pega, Se ficar o bicho come, Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão! Quem come guarda, arrota cacetete, oh, errei, come duas vezes.

  26. Thiago Teixeira Postado em 01/May/2013 às 16:19

    Um banheiro custar R$ 90.000,00, atendendo os padrões do Status de ministro (independe se o JB, Gilmar Mendes, Guido Mantega, etc) e utilizando os preços unitários praticados na cidade de Brasília para ser publicado em edital de concorrência pública não é dificil. Ainda mais se nesta panilha estive incluso o preço do projeto com ART, verba de mini canteiro, BDI de 28% para a construtora, boiler, sensor nas torneiras, já passa dos 50 conto.

  27. Pedro Postado em 11/May/2013 às 23:08

    Vejamos : 90.000,00 R$ (banheiro do ministro o stf) - divido por 1500,00 R$( um banheiro de cidadão comum) -iqual- a 60 . Então 01 (um) banheiro de bacana = 60 banheiro de um nõ bacana. É a Justiça é cega mesmo porque a balança da justiça neste caso não tá equilibrada.

  28. Fatima medeiros Postado em 31/May/2013 às 17:57

    Nao tem nada a ver com racismo, mais com a tao prezada austeridade de Joaquim babao, fala mal de todos sem limites, ridiculariza com todos , e justo que o critiquem com banheiro de maraja pago com dinheiro publico.

  29. Leon Postado em 04/Jun/2013 às 18:22

    Não é por nada, não. Mas a reforma de três banheiros muito bem equipados na minha casa, com água aquecida e tudo, azulejos de bom gosto, privadas de primeira linha, duchas higiênicas, etc. custou uns doze mil reais, com mão de obra e tudo, e a reforma da casa inteira custou 90 mil, há quatro anos... Eu não sou negro e não me importo com a cor da pele de ninguém. Mas, o que tem nesses banheiros de 90 mil ou 170 mil? São feitos de ouro?

  30. luzia martins Postado em 06/Jun/2013 às 23:54

    a reforma de um apartamento publico 90 mil é um absurdo, ai da para analisar como se gasta sem o minimo de criterio o dinheiro do povo, publico. será que numa reforma se fosse pago com o dinheiro dele gastaria 90mil para só um banheiro?esse brasil é uma lastima, quero outro planelta.

  31. Geovane Postado em 09/Jul/2013 às 14:30

    PORRA, MAS QUE MERDA DE MATÉRIA É ESSA??? ACHAR NATURAL GASTAR R$ 90.000,00 DO NOSSO DINHEIRO PARA REFORMAR UM BANHEIRO??? NÃO É POR SER NEGRO QUE NÃO MEREÇA GAGAR NUM LUGAR DIGNO, MAS VENHA VER ENTÃO O BANHEIRO DO PRÉDIO DO INCRA AQUI NO MATO GROSSO, NÃO TEM NEM A TAMPA DE PLÁSTICO, TEM QUE CAGAR EM PÉ!!! CADÊ ESTAS MERDAS DE PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS QUE TANTO GOSTAM DE FICAR ARROTANDO PELOS PALÁCIOS, COMO MORALIDADE, PROPORCIONALIDADE, IMPESSOALIDADE, ISONOMIA BLÁ BLÁ BLÁ? VÃO COLOCAQR ELES NA PRÁTICA!!!

  32. Rafael Postado em 24/Jul/2013 às 16:46

    A reforma do banheiro lá de casa custou, ao todo, R$ 12.000. Levando em conta que neste caso foram 4 banheiros, teriam-se gastos R$ 48.000. Como meu banheiro não chega a 2,5 m², é completamente viável que a "reforma de JB" custe R$ 90.000, a final, os banheiros reformados não são tão pequenos assim. Agora parem de discutir por besteira.

  33. justino Postado em 06/Aug/2013 às 14:58

    brasil é um pais corrupto,mas até quando ?

O e-mail não será publicado.