Redação Pragmatismo
Compartilhar
Exploração Trabalhador 10/May/2012 às 18:07
9
Comentários

Deputado ruralista afirma que pedaço de terra vale mais que a vida humana

Nelson Marquezelli foi repreendido por alguns de seus pares. “A dignidade dos seres humanos vale mais do que o patrimônio e as coisas móveis”. A bancada ruralista conseguiu novamente adiar a votação da PEC do Trabalho Escravo.

ruralista nelson marquezelli trabalho escravo

Deputado Nelson Marquezelli, da bancada ruralista, diz que sua propriedade vale mais que a vida de trabalhadores

O deputado federal Nelson Marquezelli (PTB-SP) afirmou hoje (9) que sua propriedade vale mais que a vida humana. Durante os debates sobre a Proposta de Emenda à Constituição 438, de 2001, a chamada PEC do Trabalho Escravo, Nelson afirmou ser inconcebível votar a matéria, que destina a reforma agrária a terra na qual seja flagrada a utilização de mão de obra escrava.

“Se eu, na minha propriedade, matar alguém, tenho direito a defesa. Se tiver bom advogado, não vou nem preso. Mas se der a um funcionário um trabalho que será visto como trabalho escravo, minha esposa e meus herdeiros vão ficar sem um imóvel. É uma penalidade muito maior do que tirar a vida de alguém. A espinha dorsal da Constituição brasileira é o direito à propriedade”, afirmou o deputado, considerando um “crime” a apreciação da PEC.

Marquezelli foi repreendido por alguns de seus pares. “A dignidade dos seres humanos vale mais do que o patrimônio e as coisas móveis”, lamentou Fabio Trad (PMDB-MS).

Leia mais

Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) acrescentou que a PEC do Trabalho Escravo está há quase oito anos aguardando por votação, mas ainda enfrenta este tipo de discurso. “Nossa escolha é dizermos se reconhecemos ou não a situação análoga ao trabalho escravo”, apontou. “O que está em discussão é dizer o que é correto fazer com a propriedade que tem em sua extensão de terra trabalhadores em situação análoga à escravidão.”

Rede Brasil Atual

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Jacques Chaban Postado em 10/May/2012 às 20:18

    Esse Ladrão Nelson Marquezelli, é ruralista somente para roubar para os empresários de agronegócio e receber propina. No Brasil, que tem uma Constituição notadamente Parlamentarista, e o regime é Presidencialista, propicia esse descalabro do Executivo ser chantageado pela sua Base de Apoio, pois se não tiver maioria no Legislativo, quer seja Câmara Municipal, Assembléia Legislativa ou Congresso Nacional, não governa um dia. Nisso se aproveita mercenários vagabundos como esse tal de Nelson Marquezelli, esse é apenas um Ladrão, não merece qualquer respeito, pois vive apenas de extorsão. Diferentemente do Sr. Ronaldo Caiado, que tem tradição no Campo, e está no Congresso para defender seus pares, mesmo representando o que há de mais atrasado no país, não concordo com ele em nada, mas merece algum respeito.

  2. Manoel Carlos de Sales Postado em 10/May/2012 às 20:19

    Pois, então. Só revestiu de criminosa verdade o discurso de uma prática crua. Sempre esse mesmo discurso: a Propriedade, sagrada na constituição; a Família, em primeiro lugar. "Vamos esquecer isso de "raças"; somos um povo mestiço". No Brasil, a própria História afirma ser a prática a verdade dessa mentalidade que o "nobre" parlamentar expressou. Não menos que em muitos outros países, esta continua sendo a terra da sacanagem. PEC do Trabalho Escravo...Nunca se precisou tanto do Socialismo.

  3. Alonso Pepo Postado em 10/May/2012 às 20:21

    Não generalizando é claro, mas tinha que ser representante do Estado de São Paulo.

  4. Leonardo Costa Postado em 10/May/2012 às 20:49

    A vida tem que ter mais valor e não a dignidade humana menos enquanto a terra dele deveria valer mais. O problema do nosso país são os valores invertidos e pessoas como ele são uma clara demonstração disso.

  5. Tiago Rafael Diello Postado em 11/May/2012 às 14:07

    Esse tipo de pessoa envergonha o setor agropecuário. Se o empregador, seja ele rural ou não, estiver com seus empregados devidamente cadastrados e regularizados,conforme o regime legal vigente, com certeza não irá sofrer sansões previstas em lei. Se eu estou trabalhando dentro da lei posso ficar tranquilo mas quando estou errado aí sim tenho que ficar nervoso. Esse deputado demonstra claramente que em suas propriedades seus empregados trabalham de forma irregular. O que precisamos é que se crie leis que favoreçam a regularização dos trabalhadores da área rural, beneficiando o Agropecuarista que necessita de mão de obra, o trabalhador que terá seus direitos assegurados e o Brasil que pode tornar mais eficiente a sua produção agropecuária.

  6. Ana Quaiato Postado em 11/May/2012 às 22:42

    este é um bom sinal, adorei o que disse esse senhor respeitável! quanto mais pressionados, mais externarão a sua verdadeira essencia! é preciso que toda sociedade entenda o que significa esta democracia capenga, pela metade... e queira mais que tudo, e mais do que jamais quis, uma profunda Reforma Política. esse senhor, nos ajuda um bocado ao expor a realidade, ao tirar a maquiagem da ideologia dominante > divulguem isso o máximo que puderem!! este é um ótimo sinal, o de que estamos no caminho, que estamos apertando, vamos em frente!!!

  7. Malu B. Postado em 13/May/2012 às 22:38

    Mostra atua cara safado! vai mostra bem que a gente gosta!

  8. Victor Postado em 27/Jul/2012 às 10:17

    Ele só externou sem hipocrisia o que TODOS da bancada ruralista pensam.