Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Política 12/Jan/2012 às 03:01
0
Comentários

Pedófilos já são considerados 'portadores de deficiência' com direito à benefícios na Grécia

Pedófilos serão bonificados com uma indenização superior à que recebem pessoas que transplantaram órgãos

Pedofilia na Grécia

Pedofilia na Grécia

O governo grego reconheceu nesta semana pedófilos, exibicionistas e cleptomaníacos como categorias de deficiências reconhecidas pelo estado. A decisão gerou severas críticas nos grupos de pessoas portadoras de necessidades especiais, que classificaram a decisão como “incompreensível”.

“Pedófilos serão bonificados com uma indenização superior à que recebem pessoas que transplantaram órgãos”, lembrou a Confederação Nacional de Pessoas com Deficiência da Grécia (NCDP) ao manifestar seu descontentamento com a medida.

Segundo o Ministério do Trabalho da Grécia, essa inclusão teve por base questões de avaliação médica e será utilizada como um indicador para a concessão de assistência financeira. Piromaníacos, apostadores compulsivos, fetichistas e sadomasoquistas também já fazem parte da lista.

Leia também

Yiannis Vardakastanis, líder da NCDP, disse à Associated Press que “o que está acontecendo é incompreensível” e que “deve haver algum grande engano”. Ele não considera justo que “voyeurs tenham direito a 20 ou 30% do benefício a deficientes enquanto que diabéticos que consomem quatro ou cinco doses de insulina por dia recebam apenas 10%”.

Diversos benefícios para pessoas com deficiência já foram afetados com a série de medidas de austeridade implementadas por Atenas para combater sua crise financeira. Gastos com o sistema de bem-estar social foram severamente cortados para que o país pudesse receber empréstimos emergenciais do FMI e continuasse a integrar a zona do Euro.

Leia mais

Grupos de pessoas com deficiência vivem um rebaixamento em seu padrão de assistência médica. Em uma tentativa do governo grego de combater o abuso do sistema de bem-estar social, dezenas de milhares de deficientes terão que ser novamente periciados.

Opera Mundi

Recomendados para você

Comentários