Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Revista Veja 16/Dec/2011 às 17:34
3
Comentários

João Dias, o caluniador, volta para a cadeia... lugar de onde não devia ter saído

São realmente muito estranhos os acontecimentos que se sucedem com João Dias. Um sujeito agressivo e mentiroso

João Dias

João Dias, o caluniador

Já virou rotina. Novamente o policial militar João Dias, caluniador do ex-ministro Orlando Silva e herói da imprensa brasileira, foi parar atrás das grades. Foi nesta quinta-feira (15) e desta vez por tentar a força conversar com o governador Agnelo Queiróz (PT) e para isso invadir o Palácio do Buriti, sede do Governo do Distrito Federal.

Como das vezes anteriores, ficou poucas horas no 3º Batalhão da Polícia Militar e logo foi liberado, assim que chegaram seus advogados. É a segunda prisão do policial em apenas uma semana. Na quarta-feira anterior (7), foi preso por espancar duas mulheres e quebrar o dedo de um policial que fazia a segurança do mesmo Palácio do Buriti e que ele invadiu junto de dois capangas.

Além disso, naquele dia, Dias jogou no chão do Palácio 159 mil reais (ele alega que eram 200 mil e que sumiram 41 mil na confusão). Na ocasião, o policial passou a noite em uma ala especial no Complexo Penitenciário da Papuda, mas também foi liberado no outro dia.

Leia também

Na última prisão, o caluniador alegou que queria falar com Agnelo Queiróz para tomar satisfações do porque seu irmão, Luís Carlos Oliveira Ferreira, fora detido durante uma blitz da Polícia Militar na noite de quarta-feira (14). Na blitz de rotina da Polícia, o carro de Luís Carlos foi parado e nele encontrado R$ 5,4 mil e um revólver calibre 22.

Tudo muito estranho

É realmente muito estranho os acontecimentos que se sucedem com João Dias. Um sujeito desequilibrado, agressivo, caluniador, que agrediu duas mulheres, quebrou o dedo de um policial, joga milhares de reais na sede de um governo, tenta a força encontrar um governador fazendo ameaças, depois de preso volta para as ruas.

Leia mais

A sensação que fica a cada momento que João Dias reaparece e arma as suas confusões, que muita coisa ainda está para ser esclarecida em sua biografia, ou melhor, na sua ficha policial. Principalmente, os motivos que o levaram a virar herói da revista Veja e do restante da mídia, para assim prejudicar a imagem e a vida de um brasileiro honesto e dos melhores homens públicos da nação, o baiano Orlando Silva.

Por Keirison Lopes

Recomendados para você

Comentários

  1. BLOG DO PINTO Postado em 18/Dec/2011 às 19:26

    QUE ESTE JOÃO NÃO É FLOR QUE SE CHEIRA ESTA A MOSTRAR, NÃO SE ENTENDE É QUE ESTAS PESSOAS QUE HOJE ODEIA, SE ENVOLVERAM TANTO COM ELE NO PASSADO! SERÁ QUE ESTAS PESSOAS SÓ AGORA DESCOBRIRAM QUEM ELE É? COISA DE PT E PCdoB!!!!!!!!!