Redação Pragmatismo
Eleições 2022 24/Set/2021 às 10:23 COMENTÁRIOS
Eleições 2022

Ciro Gomes e Datena criticam pesquisas eleitorais após últimos levantamentos

Publicado em 24 Set, 2021 às 10h23

Incomodados com os resultados das últimas duas pesquisas eleitorais do Datafolha e do Ipec, Ciro e Datena reclamam: “querem matar a 3ª via”

Ciro Gomes Datena criticam pesquisas eleitorais últimos levantamentos
Ciro Gomes e Datena

Poder360

Dois dos pré-candidatos à presidência da República em 2022, Ciro Gomes (PDT) e José Luiz Datena (PSL), concordaram que há um movimento por parte dos líderes das pesquisas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), para tentar enfraquecer as tentativas da chamada “3ª via”.

José Luiz Datena entrevistou o pedetista no programa Manhã Bandeirantes desta quinta-feira (23).

Veja aqui a última pesquisa Datafolha e aqui a última pesquisa Ipec.

Eu tô querendo saber porque que eles tão querendo matar uma 3ª via num país que vai muito mal graças muito ao Lula e graças muito ao Bolsonaro”, disse Datena.

A elite inteira votou nessa aberração que é o Bolsonaro e agora eles tão tentando a mesma coisa: dizer que qualquer um presta menos nós, eu, você, e outros que tem uma raiz popular (…) Não temos rabo de palha, não temos rabo preso e estamos com vontade de entrar nisso para mudar”, disse Ciro Gomes.

Leia também: Ciro Gomes, o socialista de direita

Os 2 concordaram que a polarização entre Lula e Bolsonaro favorece ambos os lados. O candidato do PSL reclamou de pesquisas eleitorais que não o colocam como opção nos principais cenários.

Eu sou o candidato lançado pelo meu partido, o Doria não é. O Doria ainda tem que ganhar a convenção, ele tem que passar pelo Rodrigo Leite [Eduardo Leite], ele aparece em todos os cenários e em todas as pesquisas, eu não”, reclamou.

Datena disse que já é candidato pelo partido “que tem o maior fundo eleitoral” e que deveria aparecer “em todas as pesquisas”.

Ciro Gomes disse que as pesquisas são apenas “um retrato” e que a vida é um “filme”. “Vamos deixar o filme correr. Vamos apresentar nossas ideias, nossas propostas, nossa origem, nossa vida limpa, nosso compromisso popular verdadeiro”, declarou.

Paulo Guedes

Datena questionou o motivo de Paulo Guedes morar na Granja do Torto, residência oficial mantida pela Presidência, criticou falas do ministro e a política econômica do Ministério. “Então por que é que o nosso ministro continua ministro?”.

Ciro Gomes respondeu: “Por que o Paulo então ainda permanece? Tá todo mundo perdendo? Tá. Menos o sistema financeiro. Na pandemia, quando todo mundo se ferrou, o Brasil ganhou 18 novos bilionários na lista da Forbes”.

De acordo com o pedetista, a crise econômica foi iniciada pelos governos petistas e agravada pelo governo Bolsonaro, e o real problema está no modelo econômico. “Com esse modelo, todos pedem e só o setor financeiro e especulativo ganha”.

Bolsonaro na ONU

Ciro Gomes e Datena criticaram o discurso do presidente Jair Bolsonaro na Assembleia das Nações Unidas.

O candidato do PSL disse que o Brasil está isolado internacionalmente e que o presidente piora a situação. Ciro Gomes criticou mentiras de Bolsonaro: “Parecia que estava falando para o cercadinho [local onde recebe apoiadores no Palácio da Alvorada], porque mentiu de forma absolutamente desbravada”.

De acordo com o pedetista, as mentiras sobre a Amazônia, contrariam dados oficiais do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). “Todos na comunidade internacional têm [os dados]”.

Então é uma mentira chocante, grosseira e burra porque na verdade cai nos editoriais dos grandes órgãos de imprensa do mundo como uma expressão de uma mentira que é desmascarada pela tecnologia dos satélites”, disse. “Ele enxuta o nosso povo, empobrecido com as consequências da crise econômica e agravadas pela pandemia”.

O político do PDT também criticou as falas de Jair Bolsonaro direcionadas aos governadores e prefeitos.

É uma tradição diplomática do mundo inteiro, você não leva para os aforamentos internacionais uma briga interna, porque nenhuma nação projeta para as outras suas brigas domésticas. Vai o Bolsonaro no plenário das Nações Unidas, mentindo, insultar governadores e prefeitos, a quem nós devemos a atenuação da tragédia que nós sofremos”, disse Ciro Gomes.

Assista na íntegra

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

COMENTÁRIOS