Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 06/Jan/2021 às 12:15 COMENTÁRIOS
Mulheres violadas

Apesar de áudio, ator é inocentado de violência doméstica contra ex-companheira

Publicado em 06 Jan, 2021 às 12h15

Ator é inocentado em processo de violência doméstica movido por ex-mulher. Modelo revelou rotina de agressões que envolviam socos, tapas, asfixia e pedidos de desculpas ajoelhada. Áudio anexado ao processo foi minimizado por desembargador: "soa mais como bravata"

Jessica Aronis e João Gabriel Vasconcellos
Jessica Aronis e João Gabriel Vasconcellos

O ator João Gabriel Vasconcellos foi inocentado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) em um processo de violência doméstica movido pela ex-esposa. João estava sendo acusado de agredir a modelo Jessica Aronis. Nas redes sociais, o rapaz comemorou a decisão. “Nenhuma mentira persiste por muito tempo”, escreveu ele.

A informação sobre a sentença de Vasconcellos foi divulgada pelo jornalista Rogério Gentile, do UOL, nesta terça-feira (5). De acordo com a publicação, o desembargador Laerte Marrone absolveu o ator por falta de provas, já que não há testemunhas do momento em que teria ocorrido a agressão.

“Não se pode chegar a uma conclusão segura sobre qual teria sido o exato comportamento do réu”, disse o relator, mesmo admitindo a existência de “fundadas suspeitas”.

De acordo com o processo judicial, em uma das agressões Jessica relatou um momento vivido durante uma reunião da empresa da qual eles eram sócios. O ator teria gritado com a mulher, agarrado o braço dela e a conduzido à força até uma sala, em que a teria empurrado sobre uma mesa. Ainda segundo a acusação, João Gabriel só teria parado após um funcionário da empresa intervir e acionar a Polícia Militar.

Relacionamento abusivo

João Gabriel Vasconcellos e Jessica Aronis foram casados durante cinco anos. Em 2018, a modelo compartilhou em seu perfil no Instagram um relato de um relacionamento abusivo. A modelo disse ter sido submetida a situações humilhantes, que iam desde agressões verbais e físicas em público a tortura psicológica, que a fez desenvolver uma anorexia nervosa.

Um áudio (ouça abaixo) em que o artista ameaça atirar objetos em Jessica também foi anexado ao processo. Na época, Vasconcellos admitiu que a voz que aparece na gravação era sua, mas disse que a ameaça foi apenas uma “metáfora”.

Sobre o áudio, o desembargador considerou que, levando em conta o contexto de desgaste do relacionamento, a gravação, ainda “que grosseira e ofensiva”, soa mais como uma “bravata do que como uma efetiva promessa de mal à ofendida”.

“Ainda mais a se considerar que o ator disse que gostaria de atirar uma pedra, uma cama e um abajur contra a vítima o que parece não poder ser considerado, no contexto da causa, como uma ameaça séria”, diz a decisão judicial.

“Precisava me ajoelhar”

Em um texto publicado no Instagram, Jessica contou que era constantemente chamada de “burra” e “ignorante”, além de que precisava se ajoelhar e pedir desculpas ao ex-companheiro após qualquer discussão.

Segundo a modelo, durante seis anos ela foi agredida com tapas, socos, asfixia, chutes, empurrões, humilhações e puxões de cabelo.

No áudio divulgado, o ator a detona enquanto eles estão sozinhos: “Vamos trabalhar? Vamos trabalhar direito. Se é pra limpar o chão, limpa o chão direito. Se é pra fazer comida, faça comida direito!”. Em outro momento, ele ameaça: “Eu não quero tacar uma garrafa só na sua cabeça, eu quero tacar uma pedra na sua cara”.

A modelo ainda revela que os abusos teriam começado enquanto ela estava apaixonada por Vasconcellos. “Uma noite, em uma balada, ele me deu um tapa no rosto na frente de uma porção de gente”, disse, completando que foi aconselhada por uma amiga a deixar o namorado. “Mas eu não ouvia, estava completamente dominada. A submissão se deu aos poucos; quando vi, eu era empregada, motorista, e ainda assim ele dizia que nem pra dirigir eu servia”, lamenta.

João Gabriel Vasconcellos trabalhou na novela Chiquititas e na série O Negócio (2013-2018), da HBO.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

COMENTÁRIOS