Redação Pragmatismo
Notícias 27/Jul/2020 às 20:41 COMENTÁRIOS
Notícias

VÍDEO: homem destrói homenagem aos mortos de Brumadinho

Publicado em 27 Jul, 2020 às 20h41

Vídeo de homem destruindo homenagem a vítimas de Brumadinho choca familiares e internautas. Crime da Vale é o 2º maior desastre industrial do século e completou 1 ano e 6 meses no último sábado

homem mortos brumadinho

Um vídeo mostra um homem pisando e destruindo balões colocados para homenagear as vítimas do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (veja acima).

A homenagem foi feita neste sábado (25), quando a tragédia completou 1 ano e 6 meses. A atitude do homem provocou revolta na Associação dos Familiares das Vítimas de Brumadinho (Avabrum), responsável pelo tributo. De acordo com Josiane Melo, presidente da Avabrum, o homem não foi identificado.

Deixamos expostos lá no marco da entrada (de Brumadinho) para o familiar que quisesse levar para casa pudesse. Estão falando que ele é irmão de uma vítima. Nós achamos muito desrespeitoso com as outras famílias, mas não podemos afirmar nada”, afirmou Josiana.

Onze pessoas ainda estão desaparecidas desde o rompimento da barragem B1, da Mina do Córrego do Feijão. Até o momento, 259 vítimas foram identificadas pela Polícia Civil. As buscas foram suspensas, em março deste ano, por conta da pandemia de coronavírus.

A tragédia da Vale em Brumadinho (MG) é o maior acidente de trabalho da história do Brasil e o 2º desastre industrial mais mortífero do século 21 em todo o mundo.

Segundo o professor de direito do trabalho na Universidade de Guarulhos (UNG) Gleibe Pretti, o maior acidente registrado no Brasil até então tinha sido o desabamento de um galpão em Belo Horizonte — que deixou 69 mortos em 1971.

O caso ocorreu no dia 4 fevereiro de 1971, quando o teto de um pavilhão de exposições projetado por Oscar Niemeyer desabou, matando 69 pessoas e ferindo mais de cem.

Segundo os especialistas, o acidente ocorreu porque o então governador de Minas Gerais, Israel Pinheiro, queria inaugurar a obra antes do fim de seu mandato. O gestor ignorou os alertas de que o cimento ainda não tinha maturado e ordenou que fossem retiradas as escoras de sustentação da estrutura. Cerca de 10 toneladas de concreto armado desabaram por volta das 11h45, e até hoje há famílias sem indenização.

No mundo, o maior acidente industrial deste século foi o desabamento de um prédio que abrigava fábricas em Bangladesh, causando 1.127 mortes.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

COMENTÁRIOS