Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 15/Jan/2020 às 15:53 COMENTÁRIOS
Mulheres violadas

Cantor flagrado agredindo a esposa grávida debocha do caso e ri

Publicado em 15 Jan, 2020 às 15h53

Imagens confirmaram que cantor milionário agrediu a esposa grávida. Ele foi condenado a 18 dias em regime aberto e publicou um vídeo onde debocha da agressão e dá risada; após a repercussão, ele apagou o conteúdo

Victor Chaves

O cantor Victor Chaves, que ficou famoso e milionário com a dupla sertaneja Victor e Léo, é processado desde 2017 por espancar a própria esposa. O músico sempre negou as agressões.

Nesta semana, porém, as imagens das agressões foram divulgadas. As cenas são chocantes. Dentro do elevador, o cantor puxa a mulher grávida pelo cabelo, a joga no chão e a empurra com o pé.

Victor foi denunciado no mesmo dia pela ex-mulher, mas passou esses mais de dois anos impune. Agora, finalmente foi condenado. A sentença: 18 dias de prisão, que ele vai responder em liberdade.

O músico também terá de indenizar a esposa em R$ 50 mil. No entanto, os advogados de Victor já anunciaram que irão recorrer da decisão.

No ano passado, Victor gravou um vídeo no Youtube onde fazia piada com a acusação de agressão por parte da ex. No vídeo, ele faz uma entrevista com si mesmo. Ele diz: “Senhor Victor, a pergunta é o senhor joga futebol? Ele tem um ataque de riso e diz: jogo de vez em quando, mas não consigo acertar um chute”, e cai na risada.

Victor faz piada com os chutes que deu na esposa grávida. Ele ria das acusações e da justiça com a tranquilidade dos que sabem que não vão ser punidos. O tempo mostrou que ele estava certo.

O caso de Victor estimula a reflexão sobre o que acontece com tantos homens agressores no Brasil: nada. Após a repercussão negativa do vídeo, o cantor publicou um segundo vídeo “explicando” o caso e dizendo que houve má interpretação.

VÍDEO:

Ver essa foto no Instagram

O cantor sertanejo Victor Chaves, que fazia dupla com Léo, foi condenado por vias de fato, uma contravenção penal contra a mulher. Ele agrediu a esposa grávida e foi condenado a 18 dias de regime aberto. Ele também publicou um vídeo em seu canal no Youtube com uma "sátira" onde debocha da agressão e ri. Depois da óbvia repercussão negativa do vídeo ele ainda publicou um segundo vídeo "explicando" o caso e dizendo que houve má interpretação. O caso foi retomado depois das imagens que mostram Victor agredindo Poliana foram divulgadas ontem. Victor se tornou réu em 2017, depois de ser indiciado pela Polícia Civil de Minas Gerais por vias de fato, uma contravenção penal contra a mulher. Na época, Poliana Bagatini Chaves estava grávida do segundo filho do casal. Nosso repúdio à violência contra a mulher e ainda a toda a naturalização e a cultura misógina da ainda presente na sociedade. Enquanto a vítima sofre com as consequências da violência, o agressor tira sarro. Basta! #violenciacontraamulher #aculpanuncaédavitima

Uma publicação compartilhada por Mídia NINJA (@midianinja) em

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários