Redação Pragmatismo
Corrupção 20/Dez/2019 às 15:01 COMENTÁRIOS
Corrupção

Bolsonaro perde o controle após pergunta e ataca até mãe de jornalista

Publicado em 20 Dez, 2019 às 15h01

Vídeo: Descontrolado após pergunta, Jair Bolsonaro critica Witzel, chama jornalista de homossexual e ataca até mãe de repórter. "Para reagir assim, alguém está com medo, muito medo do que está por vir", comenta deputada

bolsonaro você tem cara de homossexual

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se pronunciou sobre a investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro que classifica o seu filho mais velho, o senador Flávio Bolsonaro, como chefe de uma organização criminosa que desviava dinheiro público.

“Pergunta para sua mãe os recibos que ela dá para seu pai”, argumentou o presidente.

Jair Bolsonaro ficou ainda mais descontrolado ao ser perguntado sobre as acusações de que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, era o comandante da ‘rachadinha’ no gabinete do então deputado estadual no Rio de Janeiro.

“Você tem uma cara de homossexual terrível, mas nem por isso eu acuso você de ser homossexual. Até porque não é crime”, disse o presidente para o repórter.

Segundo o MP, Queiroz recolhia parte do salário dos servidores e passava para Flávio, que utilizava móveis e uma loja de chocolates para ‘lavar’ o dinheiro.

Essa é a primeira vez que o presidente se pronuncia sobre o caso. Na noite desta quinta-feira 19, o ex-capitão havia dito que isso não era problema dele.

VÍDEO:

O descontrole do presidente repercutiu nas redes sociais. “Para reagir assim, alguém está com medo, muito medo do que está por vir”, observou a deputada Jandira Feghali.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

“Rapaz, isso é mesmo um presidente? Como é que cerca de 30% dos eleitores brasileiros ainda são capazes de passar pano para essa truculência corrupta e tosca?”, questionou um internauta.

Em vídeo postado em suas redes, Flávio negou que tenha cometido os crimes que estão sob investigação pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ). O filho 01 do presidente Bolsonaro se disse vítima de perseguição política e afirmou que as acusações são “atrocidades”.

VEJA TAMBÉM: Jair Bolsonaro suspeita de Sergio Moro em investigação sobre o filho Flávio

Recomendações

Comentários