Redação Pragmatismo
Lula 08/Nov/2019 às 18:23 COMENTÁRIOS
Lula

Jair Bolsonaro foge da imprensa após soltura de Lula

Publicado em 08 Nov, 2019 às 18h23

Jair Bolsonaro não compareceu a entrevista programada e evitou veículos de comunicação após a expedição da ordem de soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Lula beija a noiva Rosângela Silva durante discurso em Curitiba ao sair da prisão

O presidente Jair Bolsonaro não compareceu a entrevista programada e evitou os veículos de imprensa nesta sexta-feira (8), em Goiânia, após a expedição da ordem de soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT.

O presidente viajou a Goiânia para cerimônia de entrega de 214 ônibus escolares do Caminho da Escola. O programa federal foi lançado em 2007, quando o petista estava à frente do Palácio do Planalto.

Durante a cerimônia, minutos depois da decisão do juiz federal Danilo Pereira Junior ter sido expedida, um assessor do Palácio do Planalto se dirigiu ao presidente, na tribuna de honra, e mostrou a tela de seu celular a Bolsonaro. O presidente ouviu em silêncio e, após alguns minutos, cochichou ao ouvido do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que estava sentado ao seu lado.

Próximo a discursar, o presidente não tocou no assunto e, na sequência, deixou o local da solenidade, sem comparecer a entrevista de imprensa programada anteriormente. A saída de Bolsonaro surpreendeu até mesmo a sua equipe de comunicação.

Pronunciamento

Lula, por sua vez, fez um pronunciamento ao sair da prisão. “580 dias gritaram aqui: ‘bom dia, Lula, boa tarde, Lula, boa noite, Lula. Não importa se estivesse chovendo, que estivesse 40 graus, que estivesse zero grau. Todo santo dia, vocês eram o alimento da democracia”, afirmou o ex-presidente a uma multidão que o aguardava.

Na sequência, criticou MPF (Ministério Público Federal) e PF. “Trabalharam para tentar criminalizar a esquerda, o PT, o Lula. E eu não poderia ir embora daqui sem poder cumprimentar vocês”.

“Eu quero que vocês saibam que além de continuar lutando para melhorar a vida do povo brasileiro eu quero dizer o que o lado mentiroso da PF, do MPF, além do Moro e do TRF-4, tem que saber: eles não prenderam um homem, eles tentaram matar uma ideia, mas uma ideia não de mata. Se existe uma quadrilha e um monte de mafioso nesse país essa maracutaia que eles fizeram para tentar, liderado pela Rede Globo de Televisão, que o PT e o Lula eram criminosos”, criticou.

“Saio daqui sem ódio. Aos 74 anos, meu coração só tem espaço para o amor, porque o amor vai vencer nesse país. Eles têm que saber que o nordestino, que nasceu em Garanhuns (PE), que passou fome e que veio para São Paulo e não morreu de fome até os 74 anos de idade, não tem nada que me vença”, afirmou.

“Eu saio daqui, quero que vocês saibam, que saio com o maior sentimento de agradecimento que um ser humano pode ter pelo outro. É o que tenho por vocês. Não tenho mágoa dos policiais federais, dos carcereiros, de ninguém”, complementou.

Lula disse, também, que assistiu pela televisão, por meio de jornais, os dados do IBGE que apontam que “o Brasil não melhorou. Piorou. O povo está trabalhando de Uber, de bicicleta para entregar pizza. Está trabalhando sem o menor respeito”, em crítica referente ao governo Bolsonaro.

O primeiro discurso de Lula livre:

Soltura de Lula

A liberdade de Lula foi determinada pelo juiz substituto da 12ª vara de Curitiba, Danilo Pereira Jr., na tarde desta sexta-feira (8). A decisão veio após o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) que decidiu na noite de ontem pela inconstitucionalidade da prisão em segunda instância.

Lula ficou encarcerado na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba durante 580 dias (1 ano e 7 meses). O petista cumpria pena no processo da Operação Lava Jato referente ao tríplex do Guarujá (SP), no qual foi condenado pelo ex-juiz Sergio Moro.

A defesa de Lula disse que agora espera a “nulidade de todo o processo, com o reconhecimento da suspeição do ex-juiz Sérgio Moro”.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários