Redação Pragmatismo
Corrupção 01/Nov/2019 às 13:41 COMENTÁRIOS
Corrupção

"Fecha esta matraca, Frota, PQP! Eu quero continuar transando com você"

Publicado em 01 Nov, 2019 às 13h41

Alexandre Frota divulga vídeo em que o presidente da República manda ele “fechar a matraca” por conta das denúncias envolvendo o clã Bolsonaro e Fabrício Queiroz

frota bolsonaro fecha matraca

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-RJ) publicou, nesta sexta-feira (1), um vídeo nas redes sociais em que Jair Bolsonaro pede cochichando ao pé de ouvido do parlamentar e com a boca tampada para ele “fechar a matraca”. Na ocasião, o presidente referia-se ao caso Queiroz.

Na publicação, Frota diz que o encontro com Bolsonaro foi em um café da manhã no Palácio, mas não diz quando. “No vídeo podemos ouvir claramente quando ele fala pra mim com a mão na boca (Fecha esta matraca); na sequência diz: “eu quero continuar transando contigo”; isso por eu ter pedido a prisão do Queiroz”, diz o deputado.

Em outro post com o mesmo vídeo, o deputado também diz que está postando o vídeo porque a deputada federal Bia Kicis (PSL/DF) disse que Frota não estava no dia e que não tinha visto. “Podem conferir ela entre eu e ele ainda prestando atenção na conversa e com um leve sorriso. Está de óculos”, mostra.

Na quarta-feira (30), Frota afirmou à CPMI das fake news que o presidente Bolsonaro ligou para ele e reclamou de uma fala sua contra Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho mais velho do presidente. Na ocasião, concordou em abrir seu sigilo telefônico para comprovar a ligação.

“Jair Bolsonaro me ligou reclamando que eu pedi a prisão do Queiroz. E, na sequência, aparece o senador Flávio Bolsonaro que me dá um abraço e fala: ‘Papai ficou chateado com você por você ter se expressado’”, afirmou durante a audiência.

O ex-deputado do PSL disse ainda que a cobrança em relação à fala contra Queiroz continuou. Contou o episódio que, em 1 evento no Palácio do Planalto, Bolsonaro o teria puxado pelo braço e afirmou: “Cala essa matraca, porra”.

VÍDEO:

Recomendações

Comentários