Redação Pragmatismo
Tragédia 16/Out/2019 às 13:27 COMENTÁRIOS
Tragédia

Novo vídeo mostra prédio caindo sobre pessoas e vigilante escapando

Publicado em 16 Out, 2019 às 13h27

Novo vídeo mostra pelo menos 4 pessoas caminhando na parte de baixo do Edifício Andréa no momento do desabamento. Vigilante escapou por muito pouco

vídeo prédio fortaleza

Dois novos vídeos de câmeras de segurança divulgados nesta quarta-feira (16) registraram o momento em que o Edifício Andréa desaba em Fortaleza (CE) na manhã de terça-feira.

No vídeo mais impressionante, é possível ver pelo menos quatro pessoas caminhando na parte de baixo do residencial no instante em que o prédio desmorona.

Um homem que estava sentado em uma cadeira do lado de fora, encostado no muro do edifício, consegue escapar por pouco.

Segundo as últimas informações divulgadas pelo Corpo de Bombeiros, nove pessoas foram resgatadas com vidas e outras nove permanecem desaparecidas. Duas mortes estão confirmadas.

VEJA TAMBÉM: Sobrevivente de desabamento em Fortaleza envia selfie sob escombros

Não há informações sobre se as pessoas que aparecem no vídeo dentro do condomínio estão entre os feridos ou desaparecidos.

VÍDEO:

Vigilante escapou

O homem que aparece do lado de fora correndo do desabamento é o vigilante Vando Pereira, que trabalha em uma loja vizinha ao edifício.

“Eu estava sentado trabalhando na frente do prédio. Ouvi um estalo grande, quando eu olhei e vi a poeira. De repente, saí correndo, e, graças a Deus, consegui sobreviver”, disse o vigilante.

O vigilante disse que, após o desmoronamento, os destroços do prédio ficaram espalhados por toda a rua. Houve correria também de pessoas que estavam no entorno das vias próximas ao edifício.

“Conseguimos sair correndo. Eu estava sentado. É muito tranquilo aqui. Minha rotina é sempre muito tranquila, pois tem mais é idoso no prédio. Eu vi só os estragos, caindo tudo, pois estava mesmo debaixo. Foi muito rápido, rápido demais. Não sei nem como estou aqui”, contou o homem.

Prédio de 1995

O governo do Ceará e a prefeitura de Fortaleza informaram, por meio de nota, que o resgate às vítimas do desabamento se mantém ininterrupto desde o início dos trabalhos.

Segundo a prefeitura, o prédio foi construído de maneira irregular, e, até 1995 havia uma casa no lugar do prédio, na Rua Tibúrcio Cavalcante. O primeiro imóvel teria sido erguido na década de 1970. A administração municipal informou, ainda, que não há registros oficiais do prédio.

Fortaleza ignora fiscalização

Em 16 de julho de 2012, a Prefeitura de Fortaleza sancionou uma lei obrigando os prédios a apresentarem, de forma periódica, certificados de vistoria que garantissem a manutenção da estrutura.

Pouco menos de três anos depois, em março de 2015, a queda de uma varanda do edifício Versailles, no bairro da Varjota, causou a morte de um operário.

Ela ilustra a baixa adesão dos prédios à norma, o que levou a prefeitura a criar, por decreto, a inspeção predial para verificar o cumprimento da medida.

As fiscalizações deveriam ter começado em janeiro de 2016, mas houve sucessivos adiamentos. Resultado: até hoje as ações não começaram e dois acidentes de grande proporção ocorreram na capital cearense.

Outros vídeos do desabamento:

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários