Redação Pragmatismo
Política Externa 01/Sep/2019 às 11:51 COMENTÁRIOS

Eduardo Bolsonaro gasta R$ 4 mil em almoço nos EUA e foge de jornalistas pela cozinha

Nos EUA, Eduardo Bolsonaro paga mais de R$ 4 mil em almoço e foge pela cozinha para escapar da imprensa. Um dos funcionários do restaurante relatou que Eduardo afirmou que era “filho do presidente do Brasil” para justificar o uso da saída alternativa

eduardo bolsonaro almoço EUA
(imagem: Evan Vucci/AP)

O possível futuro embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Eduardo Bolsonaro, esteve na última semana em viagem à Washington para se encontrar com o presidente Donald Trump.

O encontro entre Trump e Eduardo aconteceu na casa branca na última sexta-feira (30). As informações são de correspondentes internacionais que acompanharam a viagem do filho de Jair Bolsonaro.

Eduardo e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, fizeram diversos passeios na capital norte-americana e almoçaram em uma sala reservada de um dos restaurantes à beira do canal que leva ao rio Potomac.

Na região portuária revitalizada de Wharf, Eduardo pagou US$ 1.000 (mais de R$ 4.000 na cotação atual) em um almoço no Del Mar, famoso restaurante do chef italiano Fabio Trabocchi.

De acordo com os jornalistas que acompanhavam o deputado brasileiro, Eduardo e o ministro Ernesto Araújo passaram quase três horas no segundo andar do restaurante, onde pediram quatro porções de paella.

A bebida servida foi sangria. No final, para escapar da imprensa, Eduardo Bolsonaro saiu do ‘Del Mar’ pela porta da cozinha, nos fundos do restaurante.

Cinco jornalistas aguardavam o deputado brasileiro do lado de fora. Um dos funcionários relatou à imprensa que Eduardo afirmou que era “filho do presidente do Brasil” para justificar o uso da saída pela cozinha.

Das 33 horas em que passou em Washington, a comitiva de Eduardo ficou apenas duas na Casa Branca, em conversas com integrantes do Conselho de Segurança Nacional dos EUA e à espera do encontro com Trump.

Quando a imprensa conseguiu questionar Eduardo a respeito do almoço e dos passeios, o deputado ignorou as perguntas. Mais tarde, ele foi ao Twitter escrever que a imprensa o estava “seguindo” a caminho do almoço.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários