Redação Pragmatismo
Direita 16/Set/2019 às 17:21 COMENTÁRIOS
Direita

Ameaçado, Felipe Neto cancela palestra e manda a mãe para fora do Brasil

Publicado em 16 Set, 2019 às 17h21

"Tirei minha mãe do Brasil e estou vivendo com o mínimo possível de exposição". Após ameaças, Felipe Neto cancela palestra em evento sobre educação

Felipe Neto cancela palestra ameaças
Felipe Neto (reprodução)

Um dos maiores influenciadores digitais do Brasil resolveu cancelar a participação que faria no Educação 360 Encontro Internacional – evento sobre educação realizado pelos jornais O Globo e Extra – na próxima terça-feira (17/09).

No início da tarde desta segunda-feira (16/09), Felipe Neto explicou que as “ameaças se intensificaram”, que está vivendo com o mínimo de exposição possível, e que tomou a providência de tirar a mãe do país.

“Infelizmente a notícia é real. As ameaças se intensificaram e estamos montando um documento para dar entrada na polícia. Já tirei minha mãe do Brasil e estou vivendo com o mínimo possível de exposição. Manterei vocês sempre informados”, escreveu.

Felipe afirmou que “desde a ação que promoveu contra a censura, a opressão e o preconceito na Bienal do Livro – onde comprou 14 mil exemplares com temática LGBTQ – em um movimento em prol da liberdade de expressão, do amor e da diversidade, vem recebendo todo tipo de ameaças”.

Ele disse que, diante do “risco iminente, que inclusive atinge seus familiares, o influenciador encontrou-se sem outra alternativa a não ser cancelar sua participação”.

“É estarrecedor que no Brasil, em 2019, um indivíduo seja impossibilitado de se manifestar e lutar contra qualquer tipo de censura e opressão sem ser ameaçado. Quero dizer que continuarei lutando, enfrentando o obscurantismo e a opressão, por todos os meios que me cabem, pela defesa do amor e da união até o fim, até onde for possível e até onde minhas forças e meu coração aguentarem”, acrescentou o jovem.

O youtuber decidiu comprar os livros e distribuir gratuitamente à população após Marcelo Crivella, pastor licenciado da Igreja Universal e atualmente prefeito da cidade do Rio de Janeiro, ordenar o recolhimento de livros com temática gay que estavam à venda na Bienal, que aconteceu na semana passada na capital carioca, motivado pela HQ Vingadores — A Cruzada das Crianças, que traz um desenho de dois garotos se beijando.

No último sábado (14/09), Felipe revelou ao jornal Extra que precisou contratar uma “equipe de seguranças” para se proteger após o ato da distribuição dos livros:

“Vivo hoje com extensa equipe de seguranças, tanto eu quanto minha família. Estou bem ciente de alguns vespeiros onde mexi e por isso vivo hoje com todas as precauções possíveis”, explicou.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários