Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 13/Aug/2019 às 18:08 COMENTÁRIOS

"Fui fraco e covarde", diz homem flagrado espancando companheira

Homem que agrediu companheira brutalmente nas ruas de Petrópolis diz que está arrependido: "Fui fraco e covarde. Me perdoe". Delegado afirma que "as imagens mostram a indiferença com a vida humana, sem nenhuma chance de defesa para a vítima"

homem agride mulher petrópolis
Homem foi flagrado espancando companheira no meio da rua em Petrópolis (RJ)

“Fui fraco e covarde. Não consegui resistir às ofensas. Sei que não vai perdoar, mas eu peço perdão novamente e que sejas feliz, pois tudo o que quis foi formar uma família com você. Sinto muito. Adeus meu amor. Te amo demais”

A mensagem acima foi escrita por Marcelo Bernardo depois que ele espancou brutalmente a sua companheira no meio da rua na noite da última sexta-feira (9) em Petrópolis, Região Serrana do Rio de Janeiro.

No vídeo (ver abaixo), Marcelo aparece andando com a companheira na calçada e, em seguida, desfere socos contra a mulher de 49 anos e se retira do local tranquilamente, como se nada tivesse acontecido. A vítima teve lesões graves no rosto, braço e cabeça.

A filha da vítima informou que a mãe foi socorrida por pessoas que passavam pelo local. Ainda segundo ela, o casal estava junto desde o início do ano e, há cerca de um mês, Marcelo começou a praticar violência psicológica, ter ataques de ciúmes e agredir a companheira verbalmente.

A vítima conta que foi se encontrar com o homem e houve um desentendimento. “Ele levantou, e eu também levantei para ir embora. Ele me ofendeu, e eu respondi. Ele me ofendeu como mulher, como pessoa. Daí, nisso, ele já me meteu o primeiro murro, e eu comecei a cair”, disse ela.

O caso está sendo investigado na 105ª Delegacia de Polícia. O delegado responsável pelas investigações, André Prates disse que a cena é bastante chocante.

“As imagens mostram a brutalidade e a indiferença com a vida humana, sem nenhuma chance de defesa para a vítima”, afirmou o delegado.

A vítima reforça o que disse a filha e relembra que Marcelo passou a se comportar de maneira agressiva nos últimos tempos.

“Uma das vezes que a gente estava conversando, ele ficou irritado e colocou as mãos no meu ombro e depois ficou se justificando. Então, acho que aquilo ali já foi um começo da agressão física que ele sentiu vontade de fazer ou que ele poderia ter feito.”

Segundo o delegado André Prates, o homem foi atuado por lesão corporal qualificada, devido ao risco de vida da vítima. Ele foi encaminhado para Bangu, onde ficará à disposição da Justiça. A vítima conseguiu uma medida protetiva contra o agressor.

Marcelo

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários