Redação Pragmatismo
Justiça 09/Jul/2019 às 18:25 COMENTÁRIOS

Primeiro áudio da Vaza Jato é divulgado pelo The Intercept

Inédito: Deltan Dallagnol é o protagonista do primeiro áudio divulgado pelo The Intercept. Procurador aparece comemorando a proibição da entrevista do ex-presidente Lula. Ouça

áudio dallagnol

Ao completar um mês do início das reportagens que mostram o conluio entre o juiz Sergio Moro e procuradores da Operação Lava Jato, o site The Intercept Brasil divulgou na tarde desta terça-feira (9) um áudio inédito.

O registro mostra o coordenador-geral da força-tarefa, Deltan Dallagnol, comemorando a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, impedindo a realização de uma entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que havia sido autorizada por outro membro da Corte, Ricardo Lewandowski.

A autorização foi dada em 28 de setembro de 2018, e Lula seria entrevistado pelo jornal Folha de S.Paulo (relembre aqui).

O The Intercept já havia revelado que os procuradores debatiam estratégias para evitar que o ex-presidente pudesse dar entrevistas. A procuradora Laura Tessler classificou o direito de Lula dar uma entrevista como uma “piada” e “revoltante”.

A procuradora Anna Carolina Resende também desabafou. “Ando muito preocupada com uma possível volta do PT [ao poder], mas tenho rezado muito para Deus iluminar nossa população para que um milagre nos salve”, disse.

Deltan Dallagnol respondeu. “Valeu Carol! Reza sim. Precisamos como país.”

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

O clima ruim do grupo só foi dissolvido mais de doze horas depois, quando Dallagnol enviou uma mensagem em áudio na qual fala sobre a decisão de Fux de barrar a entrevista e remeter o julgamento do mérito do pedido para o plenário da Corte.

OUÇA o 1º áudio:

Repercussão

Internautas já repercutem o primeiro áudio revelado dos diálogos da Lava Jato que mostram um conluio entre o juiz Sergio Moro e os procuradores da Força-Tarefa.

“Habemus áudio. Eu vejo, eu ouço”, brincou uma internauta. “Pra quem duvidava da existência de áudios, eis o aperitivo; provavelmente é uma amostra para eles do material que têm em mãos e do que vem por aí”, acrescentou outra. “Foi o hacker que imitou a voz do Dallaghol no áudio, falou?”, ironizou mais um.

Contexto do áudio

Na manhã do dia 28 de setembro de 2018, a imprensa noticiou que o ministro do STF Ricardo Lewandowski autorizara Lula a conceder uma entrevista ao jornal Folha de S.Paulo. Em um grupo no Telegram, os procuradores se mobilizaram para impedir o ex-presidente de falar. Mas do que eles tinham medo?

Leia AQUI a íntegra da nova reportagem do The Intercept

Recomendações

Comentários