Redação Pragmatismo
Direita 17/Jul/2019 às 11:21 COMENTÁRIOS

Pai ridiculariza filha publicamente por ela não apoiar o atual governo

“Minha filha, minha vergonha”. Por posição política contrária, pai expõe e ridiculariza a própria filha e pede que internautas compartilhem texto. A jovem, que é médica formada pela UFMG, saiu das redes sociais após ser execrada pelo homem e ter seus perfis invadidos

Marcos Souza Castro
Marcos Souza Castro

O professor de língua estrangeira Marcos Souza Castro, que mora em Belo Horizonte (MG), ridicularizou a própria filha publicamente nas redes sociais apenas porque a jovem não é apoiadora do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Em texto publicado no Facebook no último dia 12 de julho, Marcos usa palavras duras para se referir à filha, Iara Moreira de Castro.

“Jamais imaginei que teria um dia uma FILHA tão idiota, como esta minha filha, médica pela UFMG (Só podia ser!!! transformaram nossos jovens nisto aí, um monte de estrume perfumado pelo catinga de Vênus!!!)”, postou.

O pai ainda pede que internautas compartilhem o texto. “Podem e devem divulgar à vontade”. A covardia do homem fez com que a jovem saísse das redes sociais, já que seus perfis passaram a ser invadidos por extremistas.

Na postagem, Marcos apela para a falecida mãe de Iara. “A mãe dela, se estivesse viva, vomitaria de desgosto vendo tanta falta de discernimento!!!”, escreveu.

A publicação de Marcos Castro acumulou mais de 60 mil interações e 15 mil compartilhamentos ao longo dos últimos dias. O homem também foi muito criticado e decidiu deletar o post inicial.

“Esse mundo está perdido mesmo, o pai ataca a própria filha em rede social por causa de posicionamento político divergente, a sua filha é quem deveria se envergonhar de ter um pai ignorante como o senhor, que humilha a própria filha por conta de política”, criticou uma internauta.

pai marcos souza filha
Post de Marcos Souza

Marcos volta a se manifestar

Depois de toda a repercussão e de ter deletado a publicação inicial, Marcos Castro voltou a se manifestar através de um texto no Facebook e de um vídeo no Youtube, intitulado “Iara Moreira de Castro, que horror que virou” (ver abaixo).

Mantendo os ataques contra a jovem, ele alega que investiu muito na educação da filha e, por isso, teria o direito de execrá-la.

“Eu ofereci para meus filhos o que poucos pais neste Brasil podem oferecer. Você que está me escutando aí, seu pai não te ofereceu o que ofereci para meus filhos. Paguei o clube durante 29 anos, tá pouco?! Paguei escola particular até entrarem na UFMG. E entraram folgadinhos lá. Sabe por que? Porque aqui em casa tinha harmonia. Tinha tranquilidade. Se não, teria esses filhos cheios de tatuagem, cabelo grande e apoiando a esquerda”, esbravejou.

“Por que tô trazendo isso? Porque, se eu falasse para ela, não iria me escutar. Agora, vai sofrer o menoscabo do pessoal. Porque é isso que precisa sofrer para cair na real e não apoiar essas quadrilhas”, disse.

Sentado diante da câmera e com uma biblioteca caseira ao fundo, o homem afirma ter descoberto as opções políticas da filha após uma amiga perguntar sobre notícias de Iara.

“Uma amiga minha chegou dos Estados Unidos e perguntou dela. ‘Deixa eu ver ela no Facebook’, e, quando ela entrou lá, está uma fotografia da Iara com ‘Ele Não’ e apoiando uma quadrilha. Aquela Manuela, o Haddad. Parece que é PSOLista ou comunista, que é pior ainda”, disparou o pai.

No final do vídeo, Marcos manifesta apoio ao governo de Jair Bolsonaro (PSL) e pede intervenção nas universidades federais e demissão dos ‘professores esquerdistas’.

Internautas voltaram a criticar o homem após o vídeo. “Ela deve morrer de desgosto por ter um pai bosta desses que fica expondo e ofendendo ela em rede social por posição política. Você não ama nem respeita sua filha como pessoa, nem merece chamá-la de filha. Ainda usa a mãe falecida para atacar a menina, ridículo. Toma vergonha na cara”, disparou uma usuária.

“Sou de direita, mas fiquei triste em ver o pai expondo a própria filha, não sei se por querer aparecer, obter seguidores, mas nada disso vale a pena, por mais que ela seja de esquerda, é um direito dela, gostaria de ver as famílias unidas, sem rivalidades, vivemos apenas uma vez e um dia este pai vai sentir o peso daquilo que está plantando. Afinal de contas, no final de nossas vidas, nada disso terá valido a pena”, refletiu outro.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários