Redação Pragmatismo
Mídia desonesta 31/Jul/2019 às 17:46 COMENTÁRIOS
Mídia desonesta

Jornalista de direita dos EUA presta solidariedade a Glenn Greenwald

Publicado em 31 Jul, 2019 às 17h46

Depoimento de jornalista da Fox News é lição para a direita brasileira. Tucker Carlson é um dos nomes mais respeitados na direita dos EUA

Tucker Carlson Glenn Greenwald
Tucker Carlson, da Fox News

A sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no centro do Rio de Janeiro, abriu as portas para um ato em solidariedade ao jornalista Glenn Greenwald, editor do The Intercept.

Glenn está sendo ameaçado por apoiadores de Sergio Moro e de Jair Bolsonaro desde que o seu veículo de comunicação passou a divulgar os diálogos entre Moro e procuradores da Lava Jato que revelam um conluio com objetivos políticos e financeiros bem definidos.

No último sábado (27), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse que Glenn “talvez pegue uma cana aqui no Brasil”, em um ataque não só ao jornalista, como também à liberdade de imprensa. E esse foi o combustível do ato na ABI.

Houve muitos discursos no evento, mas um dos momentos mais marcantes foi a exibição do depoimento de Tucker Carlson, jornalista norte-americano da Fox News.

Tucker, que é reconhecido como um dos jornalistas de direita mais importantes dos EUA, disse acompanhar com preocupação as ameaças do governo brasileiro contra Glenn Greenwald.

“Eu conheço Glenn Greenwald há muitos anos e nós discordamos sobre política com frequência. Mas eu sempre respeitei a integridade dele. Eu já o convidei para o meu programa muitas vezes. Glenn é um repórter cuidadoso e responsável”, relata Tucker.

Assista:

“Preservar a liberdade de imprensa não tem nada a ver com partido. Não importa se você é de direita ou de esquerda. Sem uma imprensa livre, pessoas poderosas irão abusar do poder. É da natureza humana”, acrescenta Tucker, que é co-fundador e ex-editor chefe do site The Daily Caller.

“Nenhum país pode continuar livre sem uma imprensa livre. É perigoso permitir que as autoridades possam sufocar as notícias que eles não gostam. Eu nem sempre concordo com Glenn Greenwald. Mas, no fim das contas, precisamos dele”, cravou o jornalista.

O depoimento de Tucker é uma lição para os expoentes da direita brasileira, sobretudo ao site ‘O Antagonista’, que tem se dedicado a ataques pessoais e difusão de fake news contra Glenn Greenwald.

Outros depoimentos

O cantor e compositor Chico Buarque afirmou durante o ato que há uma enxurrada de barbaridades na Operação Lava Jato e que as revelações do Intercept são tão importantes, “porque fica explícito, para quem quiser ver, o quanto se tramou para eleger esse governo”.

“Mostram o que se armou por debaixo dos panos pelos grandes lobbies de comunicação. E fizeram isso exaltando o então juiz Sérgio Moro como um herói que chegou a ser eleito o homem do ano, o homem que faz a diferença, mas nós vimos que tipo de diferença ele andou fazendo nas sombras”, disse ainda. Chico prestou solidariedade aos jornalistas e, em especial, a Greenwald pelas ameaças que vêm sofrendo do governo Bolsonaro.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários