Redação Pragmatismo
Tráfico de Drogas 27/Jun/2019 às 15:34 COMENTÁRIOS

Freixo surpreende e defende cautela em caso da cocaína no avião presidencial

Deputado Marcelo Freixo surpreendeu até aliados do governo ao chamar de “leviana” a estratégia de associar o presidente ao caso do militar preso com 39 quilos de cocaína. Segundo ele, essa seria a estratégia do próprio Bolsonaro caso a droga fosse encontrada em um avião de Dilma ou Lula

marcelo freixo avião cocaína bolsonaro
Marcelo Freixo (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) surpreendeu e defendeu cautela na associação do nome do presidente Jair Bolsonaro ao caso do militar preso com 39 quilos de cocaína no avião presidencial reserva.

Grande crítico de Bolsonaro, Freixo deixou surpresos até os aliados do governo ao chamar de “leviana” a estratégia de parte da oposição de associar o presidente ao episódio.

Segundo ele, esse seria o comportamento de Bolsonaro caso a droga tivesse sido apreendida em um avião de apoio ao transporte de ex-presidentes como Dilma, Lula e Fernando Henrique Cardoso — seus desafetos declarados.

“Se os 39kg de cocaína fossem encontrados em aviões presidenciais de Dilma, Lula ou FHC, como Bolsonaro reagiria? Nós não podemos ser levianos. O episódio é muito grave e precisa ser esclarecido, mas pode ser um caso isolado e não é possível responsabilizar o presidente”, afirmou Freixo pelas redes sociais.

Além de cobrar a apuração do caso, deputado citou o episódio para defender a revisão da política de combate ao narcotráfico no Brasil.

“O caso da cocaína no avião presidencial mostra o erro de se insistir na política de guerra às drogas nas favelas brasileiras, vitimando os pobres. O tráfico de armas e drogas movimenta fortunas no mundo todo e envolve poderosos. É preciso seguir o dinheiro, ir pro andar de cima”, disse.

Freixo ainda repudiou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, que fez alusão a Dilma e Lula ao comentar o assunto.

“Esse ministro da Educação é um acidente pedagógico. Além de não ter inteligência e responsabilidade, também não tem humor. Sujeito sem graça e tosco”, escreveu Freixo no Twitter ao rebater a declaração de Weintraub.

O ministro postou ontem a seguinte mensagem: “No passado o avião presidencial já transportou drogas em maior quantidade. Alguém sabe o peso do Lula ou da Dilma?”

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários