Redação Pragmatismo
Internet 17/Jun/2019 às 13:00
Internet

Jovens posam em Chernobyl em busca de seguidores nas redes sociais

Publicado em 17 Jun, 2019 às 13h00

Em busca de seguidores no Instagram, jovens despertam indignação ao posarem em Chernobyl – palco do pior desastre nuclear da história. Moda sinistra iniciou após sucesso da série da HBO. Procura por visitas guiadas na região aumentou 30% nas últimas semanas

jovens posam Chernobyl busca de seguidores nas redes sociais
Imagens encontradas no Instagram com a busca Chernobyl

ElPaís

Basta uma busca por Chernobyl no Instagram para topar com dezenas de jovens posando totalmente à vontade no cenário do pior acidente nuclear da história.

A bem-sucedida minissérie homônima da HBO, que recria com verossimilhança quase de documentário os catastróficos fatos que se seguiram à explosão da central nuclear, na madrugada de 26 de abril de 1986, levou muitos influencers (e outros com presunções de sê-lo) a viajarem até Pripyat, a cidade ucraniana abandonada depois da catástrofe. Lá se imortalizam improvisando todo tipo de pose, cada uma mais desrespeitosa que a outra com os fatos ali ocorridos.

Apesar de ter sido esvaziada após a catástrofe e ser até hoje uma cidade-fantasma, (estima-se que não será habitável pelos próximos séculos, devido à concentração de elementos radiativos que só desaparecerão dentro de 24.000 anos), muitos jovens tentam a sorte posando junto a animais, tocando o mobiliário urbano que ainda sobrevive ou diretamente tirando a roupa no meio da sinistra localidade.

Usuários do Twitter como Tomàs Fontes (@cap0 — sua série de posts sobre o tema é imperdível) e @lettipop notaram a inundação de turistas em busca de likes nessa região nos últimos dias, e seus tuítes a respeito viralizaram. Muitos usuários da rede social mostraram sua indignação com as imagens, considerando-as uma falta de respeito pelas vítimas do pior acidente nuclear da história.

Para viajar à zona é necessária uma autorização especial — em geral só concedida a residentes e trabalhadores —, por isso os turistas devem visitá-la num tour que fornece máscaras e contadores de radiação.

Aparentemente, desde que a série foi ao ar a procura por esses passeios aumentou 30%, e as reservas para o próximo verão europeu cresceram 40% com relação ao ano anterior.

As imagens despertaram uma indignação semelhante às feitas por tantos outros instagramers em campos de concentração como Auschwitz, e sua difusão nas redes sociais levou alguns a eliminarem essas postagens após tantas críticas e insultos. A seguir, reunimos algumas das mais impactantes:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Chernobyl, Kiev, Brussel, Hong Kong, Marrakech and the Taj Mahal… The worlds gayest pose if officially on tour! #StillStraightThough #Snowflakes

Uma publicação compartilhada por Ben Goldsborough (@ben_goldsborough) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

1986年車諾比核事故發生於此 ,彷彿時間都靜止了

Uma publicação compartilhada por Patrick Tpe 派 (@patricktaipei) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Помните пост про Чернобыль? Мне пришлось его удалить. Из-за того что один псих решил что я стебусь над погибшими на этой фотографии и массово мне начали писать гневные комментарии, при чём толи испанцы, толи итальянцы не имеет значения. Рядом с этой фотографией есть такая же но без меня и дозиметра. Просто фото саркофага. На этой как видите я показываю 430мкр/ч. Я держу дозиметр и показываю что ну ооооочень большой фон💀 Вся соль именно в дозиметре и в том что он показывает. Друзья, скажите мне, кто нибудь из вас мог подумать что я стебусь над погибшими на этой фотографии? Или может люди видят то что они хотят видеть? Меня это обидело до глубины души если честно. И я подозреваю, что ненормальные комментарии не закончатся.

Uma publicação compartilhada por Novickaya Olya (@166mm) em

Leia também:
Brasil sofreu pior acidente radioativo do mundo fora de uma concentração nuclear
Chernobyl, 30 anos depois
Os moradores que continuam a viver na zona de exclusão de Chernobyl
Brasil esqueceu do maior acidente radiológico de sua história, 25 anos atrás
“Capitalismo é antivida, assassina as vidas humanas para acumular”, diz Leonardo Boff
.

 

Ver essa foto no Instagram

 

#Chernobyl-2

Uma publicação compartilhada por Alexandr Honcharenko (@alexandr.honcharenko) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

Дякую @zechemodan зате, що робите наші мрії реальністю 😊

Uma publicação compartilhada por Тетяна (@_tat_ty) em


Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários