Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 25/Jun/2019 às 21:45 COMENTÁRIOS
Mulheres violadas

Mãe rejeita assédio de homem e ele atira em sua bebê de 10 meses

Publicado em 25 Jun, 2019 às 21h45

Homem atira na cabeça de bebê de 10 meses após não aceitar um 'não' como resposta. Mulher havia rejeitado investidas do agressor mais de uma vez. Crime aconteceu na cidade de Fresno, na Califórnia

Deziree Menagh bebê atira cabeça
Deziree Menagh e a filha que foi atingida por uma bala na cabeça

Um crime bárbaro chocou a cidade de Fresno, Califórnia, no último domingo (23). Uma celebração de fim de semana se tornou trágica quando um homem de 23 anos não aceitou um não como resposta e abriu fogo após uma jovem de 18 anos ter rejeitado suas investidas.

Uma das balas atingiu a cabeça de uma bebê de 10 meses, filha de Deziree Menagh — a mulher que o agressor estava tentando agarrar à força. As informações são do The Washington Post.

O nome do atirador é Marcos Antonio Echartea. Segundo a polícia, o homem e a mulher haviam se conhecido há uma semana e não interagiram desde então. “Eles eram praticamente desconhecidos”, afirmou a polícia.

Na manhã desta segunda-feira (25), o local do crime encontrava-se isolado e era possível ver marcas de sangue e uma grande faixa com os dizeres “Feliz aniversário!”. A bebê, milagrosamente, sobreviveu.

“Estamos esperando e rezando para que a bebê Fayth consiga sobreviver a este ferimento e se recuperar totalmente”, disse Jerry Dyer, chefe da Polícia de Fresno.

O crime

A jovem Deziree Menagh apareceu no local da festa com sua pequena filha de 10 meses, Fayth Percy. Durante a festa, ela passou a ser perseguida por Marcos Antonio Echartea.

Incomodada, Deziree Menagh saiu da casa e foi para o jardim, onde outras pessoas estavam. Ela relatou a amigos e familiares que Echartea a havia agarrado pela mão, e que ela se sentiu desconfortável.

Marcos Antonio Echartea continuou a ir atrás da jovem de 18 anos e também foi para o lado de fora da residência. Ele se sentou em uma varanda e tentou puxá-la à força para que ela caísse no seu colo.

Deziree se afastou novamente. Desta vez, ela decidiu que era hora de ir embora. A jovem mãe pegou a filha pequena e deixou a festa de carona com um amigo.

Eles entraram no carro e começaram a se afastar, mas não foram muito longe. Por alguma razão — a polícia ainda investiga — o motorista deu meia volta e começou a manobrar o veículo próximo à festa.

“É possível que os dois amigos estivessem esperando que Echartea deixasse o local para que Deziree Menagh, que mora nas proximidades, pudesse voltar para casa em segurança”, disse Dyer.

Quando estavam estacionando o carro, Deziree Menagh e o seu amigo viram Echartea correndo em direção ao veículo. Ao se aproximar, Echartea sacou uma arma de fogo e começou a atirar.

Três balas atravessaram a janela do lado do motorista. Um dos projéteis atingiu a cabeça da bebê, que estava no colo da mãe no banco do passageiro.

“A janela estava fechada e isso reduziu um pouco a velocidade da bala. Se não fosse por isso, a bebê Fayth teria morrido. Estamos muito felizes por ela estar viva”, afirmou Dyer.

Marcos Antonio Echartea
Marcos Antonio Echartea

Pós-crime

Após os disparos, o amigo de Deziree acelerou o carro em direção ao hospital. Quando chegaram, Fayth passou por uma cirurgia de emergência para remover os fragmentos de bala de sua cabeça. O pai da menina, que não estava na festa, encontrou-os lá.

Echartea foi preso pela polícia ainda no local da festa. Segundo a polícia, o homem não se mostrou arrependido em nenhum momento. Ele é acusado de tentativa tripla de homicídio.

A polícia disse ainda que não é a primeira vez que Echartea é acusado de tentativa de homicídio. No último dia 27 de maio, ele abriu fogo contra a casa do novo companheiro de sua ex-namorada. Uma das balas atravessou a parede e quase atingiu uma criança de 1 ano que estava em um cômodo. Echartea também tem ocorrências por violência doméstica.

Um boletim médico informou que o quadro de saúde de Fayth é grave, mas estável. Um amigo da família disse que a cirurgia havia corrido bem, mas o cérebro da criança estava inchado.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Aliança Nacional Libertadora Postado em 06/Jul/2019 às 19:07

    O poder que um imbecil acha que a arma de fogo lhe dá.....a de escolher quem vai viver e quem vai morrer....passou no Walmart e foi pra festa.....

  2. enganado Postado em 05/Jul/2019 às 16:20

    castra o mesmo!!!!