Redação Pragmatismo
Educação 12/Jun/2019 às 13:46 COMENTÁRIOS

Estudante leva soco de deputado do PSL dentro da universidade

Audiência sobre a extinção de cotas na Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) tem soco de deputado do PSL em universitário e assessor de parlamentar sacando arma contra estudantes

Deputado do PSL soco estudante
Deputado do PSL dá soco em estudante na Uerj (reprodução)

A Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) realizou, na noite desta terça-feira (11), uma audiência pública para discutir um projeto de lei que prevê a extinção das cotas raciais em faculdades do Rio de Janeiro.

O encontro terminou em troca de xingamentos e até agressão física. O deputado estadual Alexandre Knoploch (PSL) deu um soco em um universitário e um homem ameaçou sacar uma arma de fogo contra os estudantes (vídeo abaixo).

Além de Alexandre Knoploch, participaram da audiência outros parlamentares do PSL: Rodrigo Amorim (autor do projeto de lei e conhecido por quebrar placa em homenagem à vereadora assassinada Marielle Franco), Márcio Gualberto e Coronel Salema. Eles foram chamados de “racistas”, “fascistas” e “funcionários fantasmas”.

Os deputados do PSL bateram nas mesas em resposta aos gritos dos estudantes, que protestaram contra as suas falas e contra o projeto de lei. Amorim, Knoploch, Gualberto e Salema saíram escoltados do evento.

Enquanto Alexandre Knoploch saía da Uerj, um homem que o escoltava aparece com a mão em uma arma na cintura, ameaçando sacá-la em direção aos estudantes. No entanto, ao perceber que estava sendo gravado, ele se conteve.

Criado pela Lei 4.151/03, o sistema de cotas determina que sejam reservadas no mínimo 20% das vagas de cada curso às pessoas negras, indígenas e oriundas de comunidades quilombolas. No ano passado, a Alerj aprovou a prorrogação da medida por 10 anos.

VÍDEO:

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários