Redação Pragmatismo
Justiça 17/Jun/2019 às 19:40 COMENTÁRIOS

Vice-líder de Bolsonaro pede deportação de Greenwald e fechamento do Intercept

Vice-líder de Bolsonaro pede deportação de Glenn Greenwald e fechamento do site The Intercept. Parlamentar do PSL reforçou o ataque ao jornalista americano: "Não pense que você é um imortal"

deportação de Greenwald
O jornalista Glenn Greenwald (Imagem: Cisco Mora)

Carlos Jordy (PSL-RJ), vice-líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, atacou o jornalista Glenn Greenwald por ele revelar o conluio entre Sergio Moro e os procuradores da Lava Jato para condenar investigados de acordo com seus interesses políticos.

Além de sugerir a deportação de Glenn Greenwald, o parlamentar do PSL defendeu o fechamento do site The Intercept — mundialmente reconhecido pela boa prática de jornalismo investigativo.

De acordo com Jordy, o Intercept é parcial e Greenwald é “amigo do ex-presidente Lula”. O parlamentar afirmou ainda que “a liberdade de imprensa não pode estar acima da legalidade e da ordem pública”.

Sobre a deportação de Greenwald, o vice-líder do governo afirma que ela deve ser feita porque o jornalista americano cometeu um crime em parceria com hackers, embora não consiga comprovar a sua tese.

Jordy também fez ameaças diretas ao editor do The Intercept nas redes sociais. “Senhor @ggreenwald, não pense que você é um imortal acima do bem e do mal. Você praticou ativismo jornalístico através de um ato criminoso, o que lhe faz cúmplice”, publicou.

Glenn Greenwald parece não ter se intimidado e rebateu o deputado: “Caro deputado, ameaças como essas dos governos dos EUA, Reino Unido, da CIA, etc. não impediram nossa reportagem do Snowden. Assim como essas [suas] intimidações e ameaças também não funcionarão. A reportagem não vai ser impedida. É melhor aceitar”.

Diante da gravidade dos diálogos revelados pelo Intercept, partidários de Sergio Moro e de Dallagnol têm se dedicado nos últimos dias a tentar macular a imagem de Greenwald — um dos mais premiados jornalistas do planeta.

“Ninguém no Brasil colocou em xeque a competência de Greenwald quando ele revelou, em uma série de reportagens em 2014, que o governo e a sociedade brasileira eram alvos de espionagem dos EUA”, lembra Luis Soares, editor do Pragmatismo Político.

Na época, o jornalista americano recebeu o Prêmio Esso de Reportagem pelos textos acerca do sistema de vigilância virtual dos Estados Unidos em território nacional.

“Neste momento, forçar a mão para desqualificá-lo [Greenwald] significa não somente ir na contramão do jornalismo e da história, mas também uma confissão de culpa”, acrescenta Soares.

Veja o que o The Intercept já revelou até agora:

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
Parte 6

Carlos Jordy, ao centro, com Jair e Flávio Bolsonaro (reprodução)

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. chichano goncalvez Postado em 06/Jul/2019 às 19:07

    Que falta de qualquer tipo de cultura, que estupidez !essa gentalha do chefe de quadrilha, não tem a minima noção de nada, chega a serem ridiculos, para não dizer coisa pior, se elegeram pregando moral de cueca, e se sabia que eram chefes de milicia no Rio.

  2. Apocalipsis 13 Postado em 06/Jul/2019 às 19:07

    Pode fechar o jornal, deportar o Glenn Greenwald ou até fazer coisa pior. Mas as mensagens estão nas mãos de vários outros jornalistas no mundo todo e serão divulgadas ao público, queiram ou não, de qualquer outro ponto do planeta. E o quanto mais atacarem, ameaçarem ou até mesmo praticarem algum ato contra estas pessoas, o mundo inteiro estará observando e afastando seus negócios daqui. Continuem com o mimimi, está bem divertido! kkkkk

  3. paulorubini Postado em 05/Jul/2019 às 16:21

    fico pensando se esse jordy (o nome dele é em homenagem ao cantor mirim dos anos 90) fosse um cabra grandão, rs a musica favorita> Ti, ti, ti, ti amo, ti, ti, ti, ti amo I, I, I, I love you, I, I, I, I love you Alison, c'est ma copine à moi Alison elle est câline et plus coquine

  4. Gleenzinhow Postado em 05/Jul/2019 às 16:21

    Mais um dia se passou. O Presidente eleito continua mandando, o Moro continua Ministro e o ex-presidente corrupto continua preso em Curitiba. Tudo na mais perfeita normalidade. Boa noite, petralhas.

    • Paulo Roberto Galliac Postado em 06/Jul/2019 às 19:07

      Bla, bla, bla... tá bravinho. Hahaha! Já nem leio, mais nada de gente que é um poço de preconceito. Vocês são pura perda de tempo, eu só tiro sarro mesmo. ;)

  5. Marcos Silva Postado em 05/Jul/2019 às 16:21

    Encontrem o Queiroz, façam ele abrir a boca, e quase todo o PSL vai pro xilindró.

  6. Gleenzinhow Postado em 05/Jul/2019 às 16:21

    Deportar não. Basta uns bons anos de cadeia.