Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 03/May/2019 às 08:45 COMENTÁRIOS

Luana Rutzen, mais uma vítima de feminicídio no Brasil

Luana Rutzen, de 22 anos, foi assassinada pelo marido Marcelo Carvalho, com quem estava casada há dois meses. O homem também tentou matar a mãe de Luana, que está internada em estado grave. Irmão da vítima diz que eles se conheceram no Facebook. A jovem deixa uma filha de três anos

Luana Rutzen (reprodução/facebook)

Luana Rutzen, de 22 anos, é mais uma vítima de feminicídio no Brasil. A jovem foi assassinada pelo marido com três tiros em Joinville (SC) na última segunda-feira (29). Marcelo Carvalho, autor dos disparos, está preso.

Luana estava na casa da mãe quando foi morta. A mulher de 45 anos também recebeu disparos de arma de fogo na região cervical e permanece internada em estado grave, com risco de ficar paralítica.

Luana e Marcelo discutiram na varanda da casa da mãe dela, quando as duas foram baleadas. A jovem morreu no local e a mãe foi encaminhada para atendimento médico. A vítima havia brigado com o companheiro na noite de domingo e por isso estava na casa da mãe, conforme a PM.

“Tudo indica tratar-se de feminicídio consumado e uma tentativa de homicídio. Agora a gente aguarda exames cadavéricos, periciais para a gente fechar a história de forma plena”, explica o delegado Alves Joana.

A polícia ainda deve indiciar o homem por dano ao patrimônio público. Isso porque ele estava em liberdade provisória e arrancou uma tornozeleira eletrônica.

O objeto foi encontrado no mar, no limite entre Joinville e Garuva. Conforme a Polícia Civil, Marcelo tem condenação por assassinato, porte ilegal de arma de fogo e ameaça.

O casamento

Josnei Rutzen, irmão de Luana, afirma que o casal estava casado há dois meses. Segundo ele, ambos se conheceram através das redes sociais.

“Ela conheceu o Marcelo no Facebook. Ele adicionou ela e começou a puxar conversa. Ela foi respondendo, mas como ele falava pouco sobre a vida dele e não marcava nenhum encontro, ela perdeu o interesse. Foi aí que ele mostrou quem era. A vida dela virou um pesadelo”, conta.

De acordo com informações da Polícia Civil, Marcelo estava preso entre 2015 e 2018. Foi nesse período, através do presídio, que o homem iniciou o contato com Luana. Quando ela soube que o homem era presidiário, desesperou-se. Mas era tarde demais. Ele a forçou a visitá-lo na cadeia, sob pena de matar toda sua família.

“Quando ela descobriu que ele estava na cadeia ficou apavorada. Daí começaram as ameaças. A Luana tinha uma filha de três anos de outro relacionamento. Mandou invadirem a casa da minha irmã do meio, que tem 25 anos. Meu cunhado fez BO (boletim de ocorrência). Mas a Luana tinha medo, nunca prestou queixa”, afirma Josnei.

Com tristeza, Josnei lembra que o casamento de Luana foi realizado à força e sob muita ameaça. “A minha irmã era uma menina linda, amorosa, carinhosa com toda família.”

Marcelo Carvalho está preso

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários