Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 29/May/2019 às 18:35 COMENTÁRIOS

Feliane Tavares, mais uma vítima de feminicídio no Brasil

Mãe de duas crianças, Feliane foi assassinada pelo primo de primeiro grau após se negar a fazer sexo com ele. Em choque, família está sem acreditar em tudo o que aconteceu

Feliane Tavares Campos
Feliane Tavares Campos

Feliane Tavares Campos é mais uma vítima de feminicídio no Brasil. Mãe de uma menina de 7 anos e outra de 1, ela foi assassinada pelo próprio primo por se negar a fazer sexo com ele.

O crime aconteceu em Goiânia (GO) no dia 7 de dezembro de 2018, mas só agora a polícia conseguiu identificar e prender o assassino. Marcos Vinícius Lopes Fiaia, de 21 anos, se declarou culpado pela morte da prima.

Ernane Cazer, delegado responsável pelo caso, confirma que o crime aconteceu porque o rapaz queria transar com Feliane, mas teve o pedido negado.

Ainda segundo o delegado, Feliane e Marcos mantinham um relacionamento aberto há cinco anos. Cada um namorava com outra pessoa, mas ficavam juntos esporadicamente e de forma discreta.

“A investigação apontou que eles mantinham relações sexuais de forma esporádica, mas que ela namorava com um outro rapaz. Testemunhas relataram que ele manifestava ciúmes por isso. No dia, após ele ser rejeitado, ficou furioso e a esganou com suas próprias mãos”, disse o delegado.

Feliane foi enforcada após uma festa em sua casa. Suas filhas não estavam no local no dia do crime. Na época, a jovem estava namorando e a polícia desconfiou do companheiro dela, mas as investigações avançaram e a hipótese foi descartada.

O pai de Feliane é irmão da mãe de Marcos. Os dois, portanto, são primos de primeiro grau. “Eles eram muito amigos”, disse uma parente em depoimento, que relatou também que a família está em choque após descobrir que a jovem foi morta pelo próprio primo.

Marcos Vinícius Lopes Fiaia responderá por feminicídio. “Vai responder [por feminicídio] porque é um crime por causa do gênero, porque ela era mulher”, explica o delegado. Se condenado, ele pode pegar de 12 a 30 anos de prisão.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. João Romano Postado em 06/Jul/2019 às 00:43

    Feliane e Ernane mantinham um relacionamento aberto há cinco anos. -> ERNANE É O DELEGADO, não primo

  2. Roberto Pedroso Postado em 06/Jul/2019 às 00:43

    É muito complicado as autoridades publicas se esforçarem para debater,chamar a atenção e ressaltar a gravidade desse contexto machista e sexista que engendra um contexto perniciosos no qual as mulheres são vitimas dessa cultura que segrega os cidadãos por gênero,é complicado falarmos das causas e condicionantes machistas que ainda imperam em nossa sociedade é difícil discutir temas como violência contra a mulher em uma sociedade machista e sexista que deveria desde cedo se dedicar aos ensinamentos baseados nos princípios de uma cultura cidadã,fica muito difícil falar e debater sobre esses temas quando temos autoridades publicas que indiretamente engendram essa dinâmica da violência e segregação no campo simbólico,quando temos um presidente claramente machista,que faz apologia à memoria de um estuprador, que diz para uma deputada companheira de plenário que ''não a estupraria porque ela não merecia'',falar de machismo em um desgoverno que nega a existência clara e evidente da cultura do estupro(que tem sua origem no machismo)em um cenário onde a ministra da pasta dos direitos humanos e da mulher diz em pleno século 21 que ''lugar de mulher é em casa cuidando dos filhos'',em um governo onde o presidente atual diz que não iria se intrometer na questão acerca da desigualdade salarial entre homens e mulheres,afinal ele acredita ser justo as mulheres ganharem menos pois ''elas engravidam''......em um cenário onde o atual presidente quando ainda era parlamentar votou contra a lei do minuto seguinte que garante as mulheres vitimas de estupro atendimento emergencial contra-conceptivo na rede publica de saúde....portanto nossas atuais altas autoridades contribuem para o ideal e discurso machista que enseja essa dinâmica de violência contra o gênero feminino,e tem mulheres que votaram e apoiaram isso tudo que esta ai!é tudo muito difícil e muito complicado....para não dizer revoltante.

  3. chichano goncalvez Postado em 06/Jul/2019 às 00:43

    É complicado neste pais, mas a solução desse e de outros casos seria a castração, mas só que filho de RICO NUNCA seria castrado, já o grande escritor Afonso Henrique de Lima Barreto denunciava lá por l800 e antigamente, inclusive em seu livro Clara dos Anjos.

  4. nelodecarvalho Postado em 06/Jul/2019 às 00:43

    Os brancos são selvagens, prima de primeiro grau é para fazer sexo com ela!? Depois é a África que é atrasada.

  5. Silvano Rocha Postado em 06/Jul/2019 às 00:43

    20 anos de governo comunista onde tudo é liberado,infelismente.

  6. C.Poivre Postado em 06/Jul/2019 às 00:43

    Uma informação eu tenho sobre o assassino: é um bolsomínion e deve ter algo a ver com os milicianos do bando bostonaro.