Redação Pragmatismo
Educação 03/Apr/2019 às 21:05 COMENTÁRIOS

Sérgio Moro vira meme após erros crassos de português

Apoiadores do ministro de Bolsonaro afirmaram que ele estaria sofrendo 'preconceito linguístico' por ter falado 'Conje' e pelos demais erros

Sergio Moro conje

Em audiência pública na Câmara dos Deputados, o ministro da Justiça, Sergio Moro, explicava sobre a interpretação que se deve fazer quando uma mulher reage à violência doméstica. Nesse instante, o ministro falou em “conje” quando se referia a “cônjuge”.

Foram suas palavras: “A possibilidade, por exemplo, de uma mulher, uma ‘conje’, seja morta pelo seu ‘conje’ …”.

Em seguida, Moro deu mais uma grave escorregadela. Disse “vim” no lugar de “vier”: “Se a mulher, reagindo eventualmente, cometer algum excesso e não ‘vim’ a ser condenada como uma homicida por conta…”.

Não satisfeito, Sergio Moro ainda repetiu o mesmo erro cometido por Iolene Lima, ex-secretária de Educação Básica do bolsonarismo: emprega “sobre” em vez de sob.

Nem sendo muito generosos poderíamos considerar que o primeiro caso — a pronúncia de “conje” no lugar de “cônjuge” — tratou-se apenas de um problema de dicção. Os equívocos nos outros dois episódios são ainda mais notórios.

As frases de Moro caíram como raio nas redes sociais e viralizaram. Apoiadores do ministro de Bolsonaro afirmaram que ele estaria sofrendo ‘preconceito linguístico’ por ter falado ‘Conje’.

Uma internauta reagiu: “Não cometo preconceito linguístico com seu Ronaldo, produtor rural, que não teve acesso à educação de qualidade. Mas com Sergio Moro, que é juiz, você vai me desculpando. Não vou aliviar, não”.

VÍDEO:

Fragilidade intelectual

É quase consenso entre juristas que Sergio Moro é limitado intelectualmente. O marketing da Lava Jato, com a colaboração de alguns adoradores de mitos da imprensa, construiu a imagem de um Moro culto e implacável.

No entanto, quando deixado a nu, sem o aparato truculento que se desenvolveu à sua volta sob o pretexto de combater a corrupção, o que se vê é o jurista na sua crueza: no vocabulário, nos dons do pensamento, na gramática.

Para o ex-senador Roberto Requião, a dificuldade de dicção de Moro para dizer corretamente “cônjuge” pode ser resolvida com um fonoaudiólogo. “Seus defeitos são outros!”, sapecou. “Os maiores defeitos de Moro são de ordem moral e de caráter”, completou.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. chichano goncalvez Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Credo ! Mas esse governo é um DESGOVERNO, até no linguajar ! Onde estamos ? Nosso pais virou piada lá fora e de muito mau gosto, por culpa de 53 milhões de analfabetos politicos.

  2. Flip Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Ora...conheço um ex presidentA que cometia gafes em pelo menos 10 línguas...

    • Maria Das Graças Castro Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      Para rapaz! Estupidez tem limites!

      • Flip Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

        Também acho...

    • C.Poivre Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      Dilma não cometia "gafes" e nem falava errado.

  3. Marcos Silva Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Esse é o nível dos nossos juízes e políticos. Quando a gente pensa que já passou todas as vergonhas que poderíamos passar, eles saem com outra pior. :/

  4. Marcos Silva Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Calma, isso passa. Continuemos na luta, acreditando que a família miliciana vai acabar na cadeia. Afinal, nós ainda temos uma banda boa na PF que investiga seriamente. Façamos com que os bons policiais estejam no controle da instituição.

  5. Roberto Pedroso Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Poxa, mas e ai,onde estão agora aqueles que criticavam,caçoavam,ofendia,detraiam,atacavam a Dilma por seus supostos erros de linguagem?????sumiram????não vão agora atacar o nível intelectual do ministro ai????e ai coxinhas??????bando de hipócritas?onde voces estão????

  6. Simone Gauche Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Fez mestrado e doutorado em tempo recorde, passou em concurso para professor universitário e para juiz federal... mas não conseguiu passar na OAB e assassina o direito juntamente com a língua portuguesa.. (desculpem-me, mas preconceito linguístico não se aplica a alguém com esse curriculo). Aliás, será que seu currículo sobreviveria a uma investigação? E se o conje morasse em massachussets? Aí sim a cabecinha do marreco iria fritar, rs

  7. Edison Carleti Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Quem participa de um governo cujo chefe fala "poblema", que tem como guru um astrólogo autodeclarado filósofo que acredita que a Terra é plana, que possui um chanceler que afirma categoricamente que o nazismo é de esquerda, que tem uma ministra que viu Jesus na goiabeira, no meio desse tanto de analfabetos funcionais dar umas escorregadinhas no "portugueis" é algo mais do que comum. "O homem continua sendo o produto do meio, porque o seu fim já é conhecido." Helgir Girodo

    • enganado Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      E um ''''''' VICE """"" que na palestra da Maçonaria disse que o ___braZiU$$$A___ precisava acabar com a SINECURA, ou seja, (((ÍNDIOS e PRETOS))) ''''índios'''' porque a índia trabalhava e o macho ficava deitado na rede ///////// e que os ''''''''pretos''''''''' só gostavam de cachaça e samba. E ai!!!! O que que vou contar lá em casa???? Só uma coisa. NUNCA vi em parte nenhuma do Mundo um governo que conseguem reunir o maior número de ::: VAGABUNDOS / APÁTRIDAS / LADRÕES / FDP / IGNORANTES / LADRÕES / GENTE ORDINÁRIA / prisidenti PISToLEIRO=MILICIANO & FILHOS / . . . .etc.

  8. Flip Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    O que realmente importa é que ele colocou o maior corrupto da história moderna atrás das grades....Moro herói nacional...

    • Maria Das Graças Castro Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      A estupidez de vcs é uma doença crônica!

  9. Marco Antônio Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    a língua portuguesa é complexa , façamos vista grossa sobre o fato

    • Adelmo Ribeiro da Silva Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      A isso, talvez eu até fisesse vista grossa. Não dá para fazer vista grossa é a fraudes processuais. Por exemplo, onde está a reforma do tal triplex que o "conge" da "Rosanja" atribuiu a Lula? E fraude contábil? Como será que foi contabilizado o remanescente da venda do tal triplex, remanescente que, nas palavras do "conje" de "Rosanja" deveria ser creditado "ou a Lula ou à OAS"? Como o banco se decidiria quanto a quem seria creditado esse remanescente, uma vez que banco não toma decisão desse tipo, mas apenas cumpre o que estiver na sentença, que deve ser objetiva e sem espaço para cogitações? Sem dúvida, o "conje" da "Rosanja" não soube como se sair da armadilha em que se meteu com a fraude da sentença, cujo remanescente certamente está à espera de decisão quanto a favor de quem ser contabilizado. E o "conje" da "Rosanja", em sua falha de caráter, vai deixar a decisão dormindo para sempre nalguma gaveta.

  10. Beth Faria Pinto Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    E quando ele fala Camera no lugar de Câmara!!!!!

    • enganado Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      CÂMERA

  11. anisca loskr Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Vergonha Alheia!

  12. Osman Plaisant Neto Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    os defeitos do moro sao de moral . , etica e C A R A TE R !

  13. Tiago Alexandre Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    Quando a Dilma escorregava em modo de se expressar, a Direita caia em cima, e a esquerda acusava uma misoginia no caso... O Sérgio Moco cometeu seus deslizes na língua portuguesa, e é muita maldade querer desmoraliza-lo por isso. Ser juiz, bandeirinha, gandula não é fator que proíba a pessoa de falar "errado". Os desvios de caráter dele sim, precisam ser criticados. Deixa o cara falar do modo que desejar. Critiquem as ideias que ele defende, não a falta de habilidade de se comunicar.

    • C.Poivre Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      A Presidenta Dilma jamais cometeu um erro relacionado à língua pátria. Cometeu outros, como o de não ter lutado pelo mandato que o povo lhe confiou, mas falar errado nunca.

    • ELCIO Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      Desculpe Tiago, mas vou discordar. O cara é (ou melhor, deveria ser, Ministro da Justiça). Não se trata de um guarda municipal do interior do Brasil, que aí sim, poderíamos dizer que é uma pessoa que comete deslizes na língua portuguesa. O Moro praticamente matou a língua portuguesa (sem esquecer da bobagem que fez com distinção entre homem e mulher). Ou seja, é um desastre, que só a cobertura tendenciosa daqueles que queriam o golpe, tentou esconder.