Redação Pragmatismo
Desigualdade Social 18/Apr/2019 às 14:00 COMENTÁRIOS

Lily Safra é o retrato perfeito da miséria brasileira

O retrato da nossa miséria é Lily Safra e não o catador que morreu tentando salvar um inocente fuzilado pelo Exército

Lily Safra etrato perfeito miséria brasileira
Lily Safra, filantropa e socialite brasileira (Imagem :AP)

Kiko Nogueira, DCM

O retrato da nossa miséria é Lily Safra e não Luciano Macedo, o catador que tentou salvar a família de um músico fuzilado pelo Exército e que acabou morrendo na manhã desta quinta, dia 18.

Luciano é a riqueza de princípios, o sangue azul da nobreza moral, o luxo da abnegação, a opulência da bravura.

Foi baleado por soldados enquanto sua esposa implorava que fosse poupado pelos militares.

Saiba mais:
“O Exército não matou ninguém”, diz Bolsonaro sobre músico fuzilado
Exército deu mais tiros ao fuzilar músico que polícia da Alemanha em 1 ano
Sergio Moro minimiza o fuzilamento do músico Evaldo Rosa
Exército mata jovem de 19 anos com tiro pelas costas no RJ

Estava internado desde o dia 7 de abril no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes.

Os pedidos de transferência ordenados pela Justiça foram solenemente ignorado.

Levava o nome da mãe no braço, Aparecida, e deixa Daiana Horrara, grávida de cinco meses.

Fez o que tinha que ser feito, foi abatido por isso, será esquecido e ninguém dará seu nome a ruas, escolas, pontes ou viadutos.

É um exemplo de coragem a ser seguido, muito maior que o da famosa Lily Safra, muitos bilhões mais rica que Luciano, quantos milhões de nada na conta bancária.

Dona de uma fortuna avaliada em R$ 5 bilhões, Lily doou R$ 88 milhões para a Notre Dame após o incêndio.

Ex-mulher do banqueiro Edmond Safra e do dono do Ponto Frio — que se suicidou com dois tiros no peito —, amiga do príncipe Charles e de Elton John, Lily não deu um centavo para o Museu Nacional, do Rio.

Por quê?

Porque o museu não existe para Lily e sua gente, são miragens, pulgas, parte de um lugar ao qual ela não mais pertence, que ela não reconhece, invisível como Luciano.

Fitzgerald define os ricos Tom e Daisy, no “Grande Gatsby”, como “pessoas indiferentes”, que “esmagavam as coisas e as criaturas e então se refugiavam em seu dinheiro e em sua vasta futilidade”.

A “caridade” volta na forma de isenção de impostos.

O problema do Brasil é querer se enxergar em Lily enquanto os Lucianos tentam salvar nossa vida.

Leia também:
A “socialite” racista e as “novas doenças da alma”
A revolta da “patroa” Danuza Leão com os direitos das domésticas
Festival de extravagâncias: dondocas fúteis e milionárias afrontam milhões de brasileiros

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Renato C Souza Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Concordo em parte Doar para o Museu Nacional do Rio é dar dinheiro pra um governo corrupto, um governo fascista que iria desviar todo o dinheiro doado. Vale muito mais a pena doar para um país civilizado ao qual você terá quase a certeza que seu dinheiro doado irá para os fins a que se destina .

    • Fernando Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      O museu nacional era administrado pelo PSOL. Alguma dúvida de por que virou cinza?

    • Fernando Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      Querem que a Lily dê dinheiro pro PSOL? Pra quem vai cuspir no dinheiro?

  2. Jose Bueno Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Sou apenas mais um Luciano no mundo !

  3. beto Lacerda Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Só parar de ser cliente de algo ligado a ela !!!

  4. Paulo Roberto Galliac Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Faz sentido ou lógica ela ter apoiadores, se eles ganharam dinheiro para isso. Agora não faz sentido ter apoiadores se os otários não tiveram nenhum GANHO PESSOAL com isso. Mais fútil que uma dondoca são seus puxa sacos. A verdade inegável dos alienados de plantão por aqui.

  5. Igor Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    maldita economia monetária e uso do dinheiro, que cria a pobreza de propósito para exploração e criação das elites com seus privilégios e poder.

    • Fernando Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      Sim, a esquerda não dá bola pra dinheiro... tanto que quando chegam ao poder o dinheiro começa a sumir: pra dentro dos bolsos deles!

  6. Miriã Ferreira Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Quem dera se ela doasse ao menos a metade desses 88 milhões para os médicos sem fronteiras,ou pra erradicação da fome na África.

  7. Carolina Machado Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Matéria imbeciloide Muito difícil doar pra qqer coisa no Brasil pq sabe que além da burocracia exigida, maior parte desse dinheiro vai ser desviado. Lilly Safra doou 25 milhões pra ajuda na penúltima enchente do RJ. Adivinha pra onde foi o dinheiro?

    • Roberto Pedroso Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      Os bancos aqui no Brasil angariam seus lucros com base em juros escorchantes, aviltantes e abusivos bem como os elevados valor do spread bancário inimaginável em qualquer sociedade civilizada e mesmo assim varias dessas instituições financeiras, não contentes com seus lucros elevadíssimos, ainda se envolvem em escândalos de corrupção como o caso investigado pela operação Zelotes que aponta que o referido banco teria pago cerca de 28 milhões em subornos para conselheiros do CARF (para assim diminuírem sua divida junto a receita em decorrência de sonegação fiscal).....ladrão que rouba ladrão....como é mesmo o ditado popular?

  8. Erick Ferrari Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    No dia que souberem quem é Lili Safra, o que ela fez e ainda faz pelo mundo todo e principalmente pelo Brasil. Quando derem um Google para saber porquê ela não reconstruiu o museu nacional, vão perceber que a doação para a Notre Dame foi insignificante, e se tiverem um pouco de consciência vão pedir desculpas por essa matéria. Só uma palhinha: milhares estudam com bolsa integral graças à ela. Uma CIDADE brasileira tem água porque ela paga por isso. Essa "mulher miseravel" vive de doar centenas de milhões para ajudar gente doente e com fome. O senhor Luciano Macedo e a senhora Lily Safra são brasileiros honoraveis, que merecem palmas. Dá um Google simples sobre Lily Safra e se pergunta depois que tipo de brasileiro você conseguiu ser até agora.

  9. shinkush Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Se ela doasse para o museu aqui, o dinheiro seria provavelmente desviado

  10. Jacob Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Edmond nao se suicidou. Ele foi morto em um tentativa de simulaçao de incêndio por um funcionario, que buscava um aumento salarial por 'ato heróico'. Por que vocês inventaram esta história de suicídio?

  11. VITO SOUSA Postado em 06/Jul/2019 às 00:44

    caraca que burro Edmond Safra morreu Em dezembro de 1999, Edmond foi morto num incêndio criminoso, em seu apartamento no prédio Belle Époque, em Monte Carlo, Mônaco e não baleado.

  12. VITO SOUSA Postado em 06/Jul/2019 às 00:44

    quem Construiu fortuna de maneira honesta não deve nada a ninguém.!!!

  13. Cirleno Marçal Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    https://www.gazetadopovo.com.br/haus/arquitetura/ufrj-recusou-oferta-para-reforma-museu-nacional-incendio-20-ano-klabin/?fbclid=IwAR1ODA9uq4KmW4NmYnJ74ZjCuo6blHsImL7g4dXCxFSCkFADR4uzTCKQcDQ

  14. Fernando Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Eu odeeeeeeio a classe média!!! Chauí, Marilena

  15. Aline Wolffenberg Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    O mal do brasileiro é falar daquilo que não sabe. Eu também acho que Lily poderia ter doado ao Museu Nacional, porém não concordo com esse massacre público que estão fazendo contra ela. Os Safra possuem vários projetos sociais. Por exemplo, Lily paga pelo tratamento de água e esgoto de uma pequena cidade no interior da Bahia. Ela financia uma instituição de pesquisa em neurociências, localizada no Rio Grande do Norte, cuja página do Facebook pode ser acessada aqui: https://www.facebook.com/pages/Instituto-Internacional-De-Neuroci%C3%AAncias-Edmond-E-Lily-Safra-Iin-Els/1893675177539849 Ela também é conhecida por realizar doações milionárias a hospitais e universidades do mundo todo para pesquisas sobre câncer, AIDS, esclerose múltipla e doenças neurodegenerativas, principalmente Alzheimer e Mal de Parkinson. Há também bolsas de estudos que são doadas para famílias necessitadas e que não podem custear os estudos dos filhos. Igualmente doou alguns milhões para a Cruz Vermelha realizar o trabalho de ajuda aos desabrigados da tragédia com o furacão Katrina, em 2005.

  16. arlevinson Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    A Lili Safra e o Joseph Safra doaram recursos para o projeto do cientista Miguel Nicolelis construir seu pioneiro laboratório de neurociências em Macaíba na periferia de Natal.Leva o nome deles. Aliás o livro do MN "Made Macaíba", q detalha este projeto e conta a história política da região, é um filme.Conta com detalhes a rebelião de 1935 em Natal.A classifica como a primeira rebelião de inspiração socialista a tomar o poder nas Américas no século 20. Todo o seu discurso torpe se alicerça no teu racismo infinito

  17. Fernando Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Coitados dos blogs esquerdistas. E pensar que no tempo do PT ganhavam publicidade de Brasília pra escrever essas bobagens. Agora a torneira secou... coitados! Triste ver gente acostumada com a nobreza de repente voltar a ser plebe... kkkkkk

  18. Paulo Roberto Galliac Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Plutocratas censurarem, eu posto infinitas vezes pela eternidade ser for preciso. A história da riqueza é a história também da exploração da humanidade. Desde o crescente fértil os Faraós, se consideravam deuses encarnados e tinham até escravos. Reis Gregos e Imperadores Romanos tinham legiões de soldados, para expandir seus impérios helênicos e romanos (no ocidente e no oriente). Além de usarem seres humanos como escravos e em diversão sangrenta em arenas. Além de crucificarem as mesmas quando tinha rebeliões de escravos. Na Idade Média cruzadas de mendigos e Nobres comandaram seguidores em pilhagens na terra “Santa”. Além de roubarem judeus e muçulmanos em suas terras, eles em seus tribunais de “Santo” Ofício o fizeram um saque de bens deles na Europa até no século XIX. Só acabou na era Napoleônica. Na Renascença o clero rico no trono de São Pedro no Vaticano. Construiu palácios as custa de uma população pobre que era raríssimos os que sabiam ler e escrever. Mesmo que nesse tempo já tivesse a Imprensa de Gutenberg. Já na Era das Descobertas impérios europeus ultramarinhos exploraram e saquearam vários povos ameríndios, africanos, asiáticos por muitos séculos até a contemporaneidade. Daí no mercantilismo capitalista surgiu um novo modelo de escravidão. Os negros eram vistos como objetos e não pessoas aos europeus donos de MUITAS terras ou latifúndios. Essa escravidão LUCRATIVA passou pelo século XV, XVI, XVII, XVIII etc. Até no século XIX quando fabricas usaram mão de obra barata até de crianças em indústrias agora com o capitalismo “liberal”. Ainda hoje vira e mexe temos denuncia de trabalho análogo ao escravo e infantil nos cantos esquecidos do mundo do século XX e XXI. Tivemos guerras mundiais sustentadas com esse capitalismo industrial “LIBERAL”, que várias figuras como Henry Ford ajudaram a Alemanha Nazista. Assim mostrando que sua real nacionalidade, religiosidade é o LUCRO não importando os parceiros envolvidos. Várias fortunas com capital especulativo no período entre guerras e com guerras da indústria BÉLICA.   Já que puxa sacos de ricos que gostam de ser capacho a troco de nada. Porque esperam que alguma moeda caia de graça na boca de seus arautos babacas. Marcaram como eu marco todo puxa saco de rico como Spam, SPAM, SPAM! FOGO CONTRA FOGO! Que vença a maioria na real democracia. Seus 2%.

  19. Jose Bueno Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    E os pobres mortais falando sobre esquerda e direita ! 😲😲😲 Enquanto isso pessoas morrem de fome pelo mundo todo !! A ponta da pirâmide tomando champanhe!!

  20. Fernando Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Sabem por que Lula tá preso? Porque todo mundo se deu conta do que vocês da esquerda são: falsos democratas que fingem defender os pobres, mas que querem mais é que eles continuem bem pobres pra vocês poderem se perpetuar no podere dando pra eles um prato de ração. E a eterna ameaça de que “as elites” vão cortar a ração se os pobres não votarem em vocês. Esquerdopatas!

  21. Fernando Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Fale mal dos ricos pro Lula, que colocou um bilionário na vice-presidência e fez negócios da China com Joesley Batista. Fora o sítio e o triplex né? Os ricos “do bem” são os que dão dinheiro pro PT? Que dão pro museu nacional, administrado pelo PSOL, que ia dar um jeito de roubar todo o dinheiro? Esquerda vagabunda, vocês são a escória da humanidade, vocês pariram Bolsonaro. Cínicos.

  22. Jose Bueno Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Pensei sobre isso mas não sabia como escrever da minha indignação sobre a raça humana !!

  23. Roberto Pedroso Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    A realidade brasileira é simples, cruel e implacável nossa sociedade é e sempre foi dividida entre uma classe social privilegiada, cínica,hipócrita e dissimulada e do outro lado temos a massa de trabalhadores pobres,sub empregados ou mal remunerados,trabalhadores assalariados,humildes,os sem renda,os desvalidos,massacrados,marginalizados,vitimados por vezes pelo racismo,pelo preconceito social ou pela truculência por parte das autoridades,os desprivilegiados,desfavorecidos, aqueles historicamente explorados e injustiçados mas que no entanto são infinitamente honrados. Esse é o Brasil, de um lado os ''milhões de Cunhas''privilegiados e do outro os milhões de Lucianos Macedos que são sempre(de uma forma ou de outra)diariamente vitimados.

    • AndersonFlip Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      A esquerda não compreendem um conceito como “criação de riqueza”. ... A riqueza que existe no mundo não precisa ser retirada de alguém. Onde antes havia terra, alguém pode plantar alimento. Onde antes havia areia, empreendedores no Vale do Silício (o segundo componente mais abundante da Terra) transformam em microchips. Onde antes havia páginas vazias, escritores transformam em livros desejados. A riqueza, portanto, não é “tomada” de alguém. Quando se fala que 1% dos bilionários possui mais do que metade da população, a grande questão é... Por que os pobres não estão produzindo tanto?? É fácil entender a disparidade: algum de nós criou tanto quanto Bill Gates e Steve Jobs? E eles “roubaram” algo do que temos, do que trabalhamos para obter? Ou apenas criaram algo que antes não existia, e nós, por nossos próprios desejos, demos nosso dinheiro a eles muito mais do que demos ao último CD da Preta Gil!!

    • Fernando Postado em 06/Jul/2019 às 00:39

      Sei... e a esquerda no poder não é cinica nem hipócrita né? Como é mesmo a frase da Olavo de Carvalho Chauí? “Eu odeeeeeeio a classe média”