Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 03/Apr/2019 às 15:00 COMENTÁRIOS

Delegado chama mulheres petistas de "safadas e rodadas"

Ao relatar suas supostas experiências sexuais, delegado diz que "mulher petista é, sem exceção, rapariga, safada, rodada e fácil de se apaixonar". O policial afirma que foi discriminado no PT por ser considerado "coxinha". Criticado e temendo ser exonerado, ele apagou a postagem

delegado francisco azevedo mulheres petistas
O delegado Francisco Azevedo (reprodução/facebook)

Eu uma publicação na sua página pessoal do Facebook, o delegado paraibano Francisco Azevedo chamou mulheres petistas de “raparigas”, “safadas” e “rodadas”.

As declarações ofensivas do policial civil provocaram reações diversas. Na manhã desta quarta-feira (3), os vereadores Sandra Marrocos (PSB) e Marcos Henriques (PT) apresentaram um voto de repúdio na Câmara Municipal de João Pessoa (PB).

Para Marcos Henriques, um servidor público não deve disseminar misoginia. “É preciso que seja tomada alguma providência porque um gestor que tome uma atitude como essa não merece estar em cargo algum”, comentou o vereador.

Sandra Marrocos cogita a possibilidade de exoneração do delegado Francisco Azevedo. “Esse delegado usou as redes sociais para desqualificar mulheres com palavras absurdas e pregar o ódio. Vamos dar entrada em uma representação contra ele junto à Secretaria de Segurança e Defesa Social e também ao governador João Azevedo”, relatou Sandra.

Na publicação, o delegado Francisco Azevedo conta a história de sua suposta filiação ao Partido dos Trabalhadores (PT) no ano de 1996. Para ele, “mulher petista é, sem exceção, rapariga, rodada e fácil de se apaixonar”.

Aparentemente frustrado, o delegado afirma que foi discriminado no PT porque era considerado um “coxinha” — uma espécie de “burguesinho da praia” –, e que só pessoas que exerciam algum tipo de liderança eram valorizadas na sigla.

Além de execrar as mulheres da legenda, o delegado dispara críticas contra o partido. “Dizem que o PT é uma quadrilha […] mas o PT é mais do que uma quadrilha”. Após a repercussão negativa, o delegado excluiu a postagem do Facebook.

Pragmatismo Político leu algumas das publicações mais recentes do delegado no Facebook. De maneira pitoresca, Francisco Azevedo chega a exaltar as suas “qualidades” como galanteador de mulheres e se gaba por ser “fluente em inglês” e por ter viajado o mundo.

(Imagens: Reprodução/Facebook)

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários