Redação Pragmatismo
Justiça 12/Apr/2019 às 14:10 COMENTÁRIOS

Danilo Gentili é condenado em ação movida por Marcelo Freixo

Dois dias depois de ser condenado a prisão pelo crime de injúria contra Maria do Rosário, apresentador Danilo Gentili sofre nova derrota na Justiça. Dessa vez, em segunda instância

Danilo Gentili Marcelo Freixo

Condenado a seis meses de prisão em regime semiaberto por ofensas contra a deputada Maria do Rosário, Danilo Gentili sofreu outra derrota na Justiça, desta vez no Rio de Janeiro.

A 26ª Câmara Cível condenou o apresentador a indenizar em R$ 20 mil o deputado Marcelo Freixo, do PSOL. No Twitter, Gentili chamou Freixo de, entre outras coisas, “merda, farsa” e ainda perguntou: “E seus black blocs? Mataram mais alguém esses dias?”.

Ao contrário do que alega o apresentador em suas justificativas, isso não tem nada a ver com liberdade de expressão. É crime e está previsto no Código Penal.

A Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro entendeu que Gentili induziu seus seguidores no Twitter a considerar o deputado federal Marcelo Freixo assassino e farsante, além de chamá-lo de “merda”.

Com isso, segundo a decisão judicial, o apresentador extrapolou a crítica política, utilizando-se de artifícios ilegais e ilegítimos com o único intuito de prejudicar a reputação de Freixo, além de incitar ódio entre seu público.

Entenda o caso

Em maio de 2017, Gentili compartilhou em seu Twitter notícia da revista Veja que relatava que a ex-mulher de Freixo estava acusando-o de machismo. Em sua publicação, o comediante escreveu: “Pô Marcelo Freixo mas vc é uma farsa mesmo hein seu merda”. Em seguida, questionou: “E seus black blocs? Mataram mais alguém esses dias?”.

Gentili voltou a atacar o deputado no mesmo dia: “Eu fico mexendo com o Marcelo Freixo no twitter e preciso ficar esperto… seu eu fosse mulher já tinha apanhado…”.

O parlamentar moveu ação contra o comediante alegando ter sofrido abalo em sua imagem e honra com as publicações. Em sua defesa, Gentili argumentou que fez comentários irônicos com base em matérias jornalísticas. Portanto, sustentou que estava apenas exercendo sua liberdade de manifestação.

O juiz de primeira instância condenou o comediante a pagar indenização de R$ 10 mil, mas as duas partes recorreram. O relator da apelação no TJ-RJ votou por aumentar a indenização para R$ 20 mil. Os demais integrantes da 26ª Câmara Cível seguiram o voto do relator.

Prisão de 6 meses

Nesta quarta (10/4), Danilo Gentili foi condenado a 6 meses e 28 dias de detenção, em regime semiaberto, pelo crime de injúria contra a deputada Maria do Rosário (PT-RS).

Segundo a juíza Maria Isabel do Prado, da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo, ao gravar um vídeo em resposta a uma notificação extrajudicial recebida, o humorista ofendeu a dignidade da deputada, chamando-a de “puta”.

Para a juíza, o humorista ultrapassou os limites da ética e da liberdade de expressão, cometendo o crime de injúria. Na sentença, ela afastou os argumentos de Gentili de que não houve dolo em ofender a honra ou a dignidade por se tratar de uma peça humorística.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Mone Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    "Peça humorística'' não sr Gentili, mas sim ,falta completa de respeito ao próximo , empatia e possibilidade de se colocar no lugar do outro, as nossas leis são muito lenientes para alguns, e foram pequenas as penas determinadas, para que o sr. cumpra ."Seis meses de prisão em regime semiaberto'' e ''indenização de R$ 20 mil"

  2. chichano goncalvez Postado em 05/Jul/2019 às 16:36

    Vinte mil , ora bolas é uma merreca, se fosse dois milhões ele ia aprender e tambem sancionar a tv, que contrata um estrume desses.