Redação Pragmatismo
Corrupção 22/Mar/2019 às 13:24 COMENTÁRIOS

Empresário mais famoso da Paraíba é preso pela Polícia Federal

Conhecido por extravagâncias públicas, proprietário dos maiores shoppings da PB é preso pela PF. Filha do empresário é "militante anticorrupção" nas redes sociais e exigiu a prisão de Lula

Roberto Santiago preso PB
O empresário Roberto Santiago (reprodução/portals1)

A Polícia Federal prendeu na manhã desta sexta-feira (22) o empresário Roberto Santiago. Ele foi preso em sua mansão na cidade de João Pessoa (PB). A operação contou com a participação de 65 policiais federais.

Santiago é o empresário mais famoso da Paraíba e um dos homens mais ricos do estado. Ao prendê-lo, a Polícia Federal cumpriu mandado de prisão preventiva, pela terceira fase da Operação Xeque-Mate.

O empresário é acusado de participar de um esquema de corrupção e fraudes licitatórias no município de Cabedelo, Região Metropolitana de João Pessoa. Ele passou por exame de corpo de delito e foi encaminhado para a carceragem da PF.

Roberto Santiago foi apontado, em depoimentos durante as investigações, como o responsável pelos pagamentos que resultaram na compra do mandato do ex-prefeito Luceninha, em Cabedelo.

Luceninha renunciou ao cargo, em 2013, abrindo caminho para o agora também ex-prefeito Leto Viana (PRP) assumir o cargo de prefeito, que era o vice de Luceninha. Leto Viana é amigo de Santiago e serviu aos seus interesses.

Segundo a Polícia Federal, Santiago teria comprado vereadores de Cabedelo para impedir a construção do shopping Pátio Intermares. A Polícia afirma que é provável que Leto Viana comprou seu mandato em 2013 com dinheiro fornecido pelo empresário Roberto Santiago.

Os investigados devem responder pelos crimes de formação de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e fraude licitatória.

Roberto Santiago

Santiago é dono do Manaíra Shopping, o maior centro comercial do estado da Paraíba e um dos maiores shoppings do Brasil, inaugurado em 1989.

O estabelecimento comercial abriga em sua cobertura a Domus Hall, uma das principais casas de show do estado, com capacidade para cerca de 8 mil pessoas. A estrutura é moderna, climatizada e conta com atualizados aparelhos de som e um ótimo isolamento acústico.

O empresário também é proprietário do Mangabeira Shopping — o 2º maior shopping do estado. Os vereadores da cidade de Cabedelo que teriam sido comprados por Santiago impediram a construção do shopping Pátio Intermares — o estabelecimento faria concorrência aos shoppings de Santiago.

Extravagante

Em João Pessoa (PB), Roberto Santiago é conhecido pela extravagância. O empresário é colecionador de carros esportivos de luxo. Pelas ruas da cidade, ele e o seu filho já desfilaram com modelos de Lamborghini, Porsche, Ferrari e outros.

Por ser um ’empresário popstar’, a prisão de Santiago na manhã de hoje despertou a curiosidade de populares. Além da imprensa, diversas pessoas cercaram a casa do empresário para acompanhar a ação da PF. Alguns chegaram a subir em seus automóveis:

(reprodução/blog dema macedo)

Muito se fala que a construção do império de Santiago e a manutenção de sua fortuna não seriam possíveis sem a proximidade que ele mantém com a classe política local.

Como ficou claro na Operação Xeque-Mate, os interesses privados de Santiago confundem-se com a esfera pública. Servidores da prefeitura já relataram que a presença de Santiago na sede do poder municipal era constante.

O empresário circulava no local com passe livre para lidar com diretores, secretários e até prefeito sem a necessidade de agendar hora.

Em sua mansão no bairro do Bessa, Santiago promovia festas e confraternizações com empresários, socialites e políticos. Amigo pessoal de Santiago, o ex-senador e ex-governador Cassio Cunha Lima (PSDB-PB) em festa de Réveillon na casa do empresário:

(o texto continua após as imagens)

(imagens: Gerardo Rabelo)

Contra a corrupção

Nas Redes Sociais, a filha de Roberto Santiago se comportava como uma “militante anticorrupção”. Contra a “roubalheira”, a jovem foi favorável ao impeachment de Dilma Rousseff e compartilhava posts do MBL — grupo que ajudou a derrubar a ex-mandatária.

Algum tempo depois, em 2018, a moça se manifestou com veemência a favor da prisão do ex-presidente Lula. As publicações da jovem nas redes sociais não estão mais visíveis após o pai dela ser preso acusado de comandar um esquema de corrupção.

Roberto Santiago e a filha (reprodução/redes sociais)

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários