Redação Pragmatismo
Governo 01/Mar/2019 às 09:19 COMENTÁRIOS

Filho de Bolsonaro celebra exoneração de Ilona Szabó: "grande dia"

Deputado Eduardo Bolsonaro comemora exoneração de Ilona Szabó. Em nota, ministro Sergio Moro alegou ter sofrido pressões externas para não manter a especialista em segurança pública no cargo

Eduardo Bolsonaro e Ilana Szabó
Eduardo Bolsonaro e Ilana Szabó (img dir: instituto igarapé)

A exoneração da cientista política e especialista em segurança pública Ilona Szabó foi celebrada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

“Após exoneração de Ilona Szabó outro que era contra o projeto anti-crime de Moro pede para sair (sic). O desarmamentista Renato Sérgio de Lima, do Conselho Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, dispensou-se em solidariedade a Szabó. #grandedia”, escreveu Eduardo em seu Twitter.

A expressão “grande dia” também foi utilizada nas redes sociais pelos filhos do presidente e pelo próprio Jair Bolsonaro (PSL) quando o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL) anunciou que renunciaria do cargo por conta das ameaças de morte que estava sofrendo.

Ilona Szabó foi exonerada pelo ministro Sergio Moro do posto de membro suplente do Conselho de Política Criminal e Penitenciária. Ela havia sido nomeada apenas um dia antes de ser escanteada.

Em nota, Sergio Moro alegou ter sofrido pressões externas para não manter Szabó no posto. Segundo ele, a situação tornou-se insustentável.

Por defender o controle de armas, a cabeça de Ilona Szabó foi exigida pela ala mais radical do governo, encabeçada pelo guru político do presidente, Olavo de Carvalho.

Há dois dias, Olavo passou a estimular seus seguidores contra o ex-juiz da Lava Jato e atual Ministro da Justiça e da Segurança Pública.

Moro, como se viu, não aguentou a pressão. A hashtag #MoroBundaMole passou a figurar no topo dos assuntos mais comentados do Twitter.

Em solidariedade a Ilona Szabó, o presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima, comunicou a Sergio Moro seu desligamento do Conselho Nacional de Segurança Pública e Defesa Social.

O Instituto Sou da Paz divulgou nota em solidariedade à pesquisadora. “Politizar a composição destes fóruns e, pior, expor quem voluntaria-se a ajudar, como foi o caso, demonstram duplamente a fragilidade da democracia brasileira e enfraquecem a capacidade de superação da grave situação de segurança pública”, diz o instituto.

As redes sociais também se manifestaram. “Uma mulher elegante, culta e inteligente como essa definitivamente estaria no lugar errado compondo esse governo de ogros. Ela deveria considerar um elogio ter sido exonerada. Nesse governo só há lugar para fanáticos, lunáticos e plantadores de laranjas”, escreveu um usuário.

Saiba mais sobre a exoneração de Ilona Szabó AQUI.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários