Redação Pragmatismo
Religião 21/Feb/2019 às 13:40 COMENTÁRIOS

Padre brasileiro expulso pelo Papa já foi indicado por filho de Bolsonaro

Padre brasileiro é expulso pelo Papa Francisco acusado de estuprar ex-freiras, informa Vaticano. Padre Rodrigo Maria tinha Olavo de Carvalho como referência e já foi indicado por filho de Jair Bolsonaro

padre rodrigo maria bolsonaro
Padre Rodrigo Maria é excomungado da igreja por abusar sexualmente de ex-freiras (Imagem: Reprodução/O Popular)

O Papa Francisco excomungou o padre goiano Jean Rogers Rodrigo de Sousa, conhecido como padre Rodrigo Maria. Essa é a punição mais severa que a Igreja Católica pode dar a um clérigo. As informações foram divulgadas pelo Vaticano nesta quarta-feira (20).

Padre Rodrigo Maria é acusado de estuprar pelo menos 11 ex-freiras e de “lavagem cerebral”. Antes de ser excomungado, o padre brasileiro havia sido transferido para a Diocese de Ciudad del Este, no Paraguai.

A expulsão do padre é o desfecho de uma investigação coordenada pela própria Igreja Católica contra o religioso, que já havia deixado rastros de suspeitas pelas dioceses por que passou.

Há um ano, o padre já havia sido suspenso de cerimônias e proibido de usar seu hábito até o fim da investigação. Meses depois, o jornal Folha de S.Paulo conseguiu contato com o religioso, que negou as acusações e disse ser alvo de “calúnia por 11 mulheres”.

Relembre a reportagem da FOLHA aqui.

“O sacerdote Jean Rogers Rodrigo de Sousa, desta diocese, recebeu do Santo Padre o decreto de perda do estado clerical e a dispensa das obrigações correspondentes”, diz o documento revelado pela Diocese.

A decisão foi tomada em um momento em que o Papa Francisco debate no Vaticano os casos de abusos sexuais cometidos por membros do clero que têm abalado a Igreja Católica nos últimos meses.

Adesão ao ‘Bolsonarismo’

Nas redes sociais, Padre Rodrigo Maria já declarou apoio incondicional ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), com citações do tipo “uma Ave Maria para livrar o Brasil do comunismo”.

Até mesmo o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidente, já publicou em suas redes sociais um post indicando o Padre Maria como fonte espiritual e de informação:

Referência do neoconservadorismo brasileiro, Olavo de Carvalho era constantemente exaltado pelo Padre Maria nas redes sociais.

Padre Rodrigo Maria autoproclamava-se um paladino da moral na “luta contra a esquerda e o comunismo”. Segundo o religioso, o ex-presidente Lula tem a “tranquilidade dos pecadores”

Quando surgiram as primeiras denúncias de abusos, Rodrigo Maria se defendeu justificando que “há meninas que se apaixonam” por ele. O padre culpa a “força mais destrutiva do universo, a FMD”. A sigla quer dizer “fúria da mulher desprezada”.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Ricardo Pinto Postado em 06/Jul/2019 às 00:35

    Incrível como essa famiglia adora apoiar e cultuar estupradores.

  2. Ilka Paixao Postado em 06/Jul/2019 às 00:35

    Segundo o religioso, o ex-presidente Lula tem a “tranquilidade dos pecadores”. E você, ex-padre, tem a santidade dos fdp.

  3. Eduardo Ribeiro Postado em 06/Jul/2019 às 00:35

    Padre de Bem.