Redação Pragmatismo
Mulheres violadas 19/Feb/2019 às 12:29 COMENTÁRIOS

Médico "cidadão de bem" abusava sexualmente de pacientes sedadas

Nas redes sociais, médico adotava discurso em defesa da ética e da moral e se dizia um homem de família. No consultório, ele abusava sexualmente de pacientes imobilizadas e desacordadas

médico Neandro Schiefler cidadão de bem
O médico Neandro Schiefler

A Polícia Civil de Itajaí (SC) prendeu, no último sábado (16), o médico Neandro Schiefler, de 39 anos. A operação “Jaleco Branco” cumpriu um mandato de prisão que determina a detenção do homem por 30 dias.

Neandro Schiefler aparece em vídeos abusando sexualmente de pacientes sedadas. Alexandre Carvalho de Oliveira, delegado responsável pelo caso, afirma que as cenas são extremamente fortes.

“As vítimas eram estupradas enquanto estavam imobilizadas e desacordadas. As imagens são chocantes”, relata Alexandre. O médico foi encaminhado ao Complexo Prisional de Canhanduba.

Schiefler atendia como clínico geral na rede pública de saúde em Itajaí. No entanto, os casos de abuso envolvem pelo menos dez mulheres e podem ter ocorrido em várias cidades do litoral de Santa Catarina, por onde o médico passou.

“Cidadão de bem”

Nas redes sociais, o médico Neandro Schiefler adotava um discurso em defesa da ética e da moral e se dizia um homem de família. O casamento de Neandro Schiefler foi uma festa luxuosa amplamente noticiada na imprensa local e elogiada por amigos e parentes.

“Contra a corrupção e tudo de errado que está aí”, Schiefler declarou voto em Jair Bolsonaro (PSL) para a Presidência da República na eleição de 2018.

Suas redes sociais foram tiradas do ar após a revelação do escândalo, mas o caso repercutiu entre internautas. “Quando uma pessoa bate no peito e se declara ‘cidadão de bem’, já sei que tem muita sujeira debaixo do tapete”, publicou um usuário.

VEJA TAMBÉM: “Cidadão de bem” mata taxista por nada em plena luz do dia

Um colega de profissão desabafou: “Poxa, que vergonha! Por isso nem digo mais que sou médico, mas sim que estou Médico. Estes infelizes além de, em sua maioria, serem reacionários, cometem crimes imperdoáveis. Que horror”.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários