Redação Pragmatismo
Tragédia 28/Jan/2019 às 23:00 COMENTÁRIOS
Tragédia

Bombeiros brasileiros relatam que equipamentos israelenses não são efetivos

Publicado em 28 Jan, 2019 às 23h00

Equipamentos trazidos por israelenses são inúteis para resgate em Brumadinho, relatam bombeiros brasileiros. Segundo comandante, nenhum material se aplica a esse tipo de desastre. Israel rebate críticas

Israelenses Brumadinho
Israelenses participam de resgate em Brumadinho

O tenente-coronel Eduardo Ângelo, que participa da operação de resgate em Brumadinho (MG), relatou que os equipamentos trazidos de Israel “não são efetivos para esse tipo de desastre”.

“O ministro de Israel se pronunciou a respeito das dificuldades que eles tiveram. O imagiador que eles têm pegam corpos quentes, e todos os corpos na região são frios. Então esse já é um equipamento ineficiente”, disse.

Indagado sobre que outros equipamentos israelenses podem ser usados nas buscas, o comandante afirmou: “Dos equipamentos que eles trouxeram, nenhum se aplica a esse tipo de desastre”.

O militar afirmou que o detector de imagens poderia ser eficaz para localização de sobreviventes, pois capta o calor humano. Porém, nenhum sobrevivente foi localizado pelas buscas das últimas 48 horas. “O que constitui a imagem é a temperatura. Quando a temperatura está homogênea, é como se não houvesse nada no solo”, revelou.

Israel rebate

Após as críticas do tenente-coronel Eduardo Angelo, o embaixador israelense no Brasil, Yossi Shelley, defendeu a efetividade da tecnologia empregada em Brumadinho.

“Começamos os trabalhos hoje cedo e até agora ajudamos a resgatar 15 corpos na lama. Não viemos disputar quem é mais forte. Queremos ajudar as famílias, o calor do corpo é o calor da terra. Então nesse caso não funciona. Mas trouxemos, por exemplo, um sonar que pode detectar o corpo, fazer imagem dos corpos na lama”, rebateu o diplomata.

Depois do mal-estar gerado, em entrevista à imprensa na noite desta segunda (28), o porta-voz dos Bombeiros, tenente Pedro Aihara, afirmou que os equipamentos ainda não foram utilizados, mas que serão benéficos.

“Os equipamentos oferecem, sim, recursos positivos ao trabalho realizado pelo Corpo de Bombeiros. Todavia é necessária alguma adaptação em relação às condições em que esses equipamentos estão acostumados a trabalhar”, disse.

65 mortos

Chegou a 65 o número de mortes confirmadas em decorrência do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho. O rio de lama se transforma aos poucos num terreno mais seco, que facilita o acesso dos Bombeiros aos locais onde estão os corpos.

Os corpos estão sendo levados para uma espécie de quartel-general avançado, montado no pátio da capela Nossa Senhora das Dores, num bairro da área rural de Brumadinho.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Roberto Pedroso Postado em 06/Jul/2019 às 00:32

    Com a a palavra os membros deste atual governo que querem facilitar as licenças ambientais para empresas predatórias que agem visando o lucro acima de tudo em detrimento da vida dos trabalhadores,com a palavra os 'privaticionistas''que ficavam com o lema ''privatiza tudo''e que sempre elogiam a suposta ''eficiência do setor privado e sua forma de gestão racional e civilizada''sendo que o resultado efetivo das privatizações de setores estratégicos que envolvem operações de grande risco ambiental é sempre o inicio da tragedia anunciada(haja vista que durante os anos em que a Vale era uma empresa estatal nunca ocorriam crimes socioambientais como estes que assolaram as populações de Mariana e Brumadinho em espaço tão curto de tempo), com a palavra aqueles que são favoráveis ao ideal de ser menos exigente com as concessão de licenças ambientais,com a palavra aqueles que dizem que quem defende o meio ambiente e a agenda necessária de maior preservação ambiental esta defendendo na verdade coisa de''comunista, globalista,marxista,socialista'';com a palavra enfim aqueles que defendem este ideário torto e esta agenda pérfida escudada por este atual governo,afinal é a defesa da exploração predatória do meio ambiente e total descaso para com os trabalhadores que se encontra no bojo do alicerce conceitual deste atual governo, elegeram este governo não?então é melhor ''Jair se acostumando''com estas tragedias ambientais,sociais e humanas! que tendem a se normatizar seguindo o ideário politico defendido pelo atual presidente. P.S e vocês que ficam dizendo que deveríamos ''privatizar tudo''vocês tinham que ser enviados para Brumadinho na marra munidos apenas com uma pá! para ajudarem no resgate dos corpos das vitimas!!!!!!

  2. Eduardo Ribeiro Postado em 06/Jul/2019 às 00:32

    Sabe o que é isso? Foco no marketing politico, profundamente enviesado 1) pelo complexo de colonialismo que voltou a nortear todas nossas ações, e 2) pela "cuestão ideológica" (por mais que os boçais envolvidos neguem). Tudo que não precisava (quem está pagando por isso?) em um momento que exigia compromisso com o povo, seriedade, organização, ação rápida e planejada.

  3. Lourdes Amorim Rocha Postado em 06/Jul/2019 às 00:32

    NASSIF: BOLSONARO DESPREZA A CAPACIDADE MILITAR BRASILEIRA, TORNA-SE GAROTO-PROPAGANDA DA TECNOLOGIA ISRAELENSE E PAGA MICO Destaques: "O Brasil tem uma ampla experiência em defesa civil, aprimorada nas inundações de Santa Catarina e de São Paulo, e na tragédia de Teresópolis. E tem tecnologia militar. As Forças Armadas brasileiras estavam disponíveis. ... As Forças Armadas dispõem de três centros relevantes de tecnologia, um para cada arma. Por tudo isso, não entendi esse incrível espetáculo de subserviência, de um presidente do baixo clero militar, que se encantou com Israel por razões fundamentalistas, levantou a bola da tecnologia israelense e, em nenhum momento, mencionou a estrutura que as Forças Armadas brasileiras poderiam oferecer para o caso de Brumadinho. E estando cercado por militares da reserva. ... É inacreditável que o espírito antinacional, de subserviência que marca o grupo de Bolsonaro, tenha feito menosprezar até a tecnologia militar, do seu mais influente avalista. ... Inúteis Agora, vem a informação de que o equipamento de Israel tem uma tecnologia para identificar o calor que emana dos corpos. Ou seja, é boa para caçar terroristas vivos do Hamas, não para localizar cadáveres embaixo da lama. É um mico atrás do outro." Leia o texto completo em: https://www.viomundo.com.br/voce-escreve/nassif-bolsonaro-despreza-a-capacidade-militar-brasileira-torna-se-garoto-propaganda-da-tecnologia-israelense-que-e-inutil-para-brumadinho.html?utm_medium=popup&utm_source=notification&utm_campaign=site

  4. Dom Leão Segundo Postado em 06/Jul/2019 às 00:32

    FAKE NEWS!

  5. Stalin Red Postado em 06/Jul/2019 às 00:32

    É apenas propaganda do governo israelense no Brasil.