Redação Pragmatismo
Contra o Preconceito 26/Dec/2018 às 22:51 COMENTÁRIOS

Alexandre Frota se irrita com invertida no Twitter e ataca Pernambuco

Irritado, deputado eleito Alexandre Frota (PSL) ataca o estado de Pernambuco após levar invertida no Twitter

Alexandre Frota Pernambuco

O deputado eleito Alexandre Frota (PSL-SP) acabou soltando uma resposta xenofóbica no Twitter direcionada a um usuário que havia acabado de lhe dar uma invertida.

Nesta terça-feira (25), Frota postou que ‘O Twitter é a rede que mais tem professores, estudiosos, cientistas e lacradores culturais’. O deputado foi surpreendido por um comentário: ‘Também tem ator pornô que não paga a pensão do filho’.

De forma pejorativa, Frota respondeu: ‘só podia ser de Pernambuco.’ A publicação gerou uma repercussão negativa entre os usuários da rede.

Mayã Frota, 18 anos, move um processo contra o pai na Justiça. O jovem revelou que Frota não paga pensão alimentícia, é ex-viciado em cocaína e ainda sugeriu abortá-lo.

Em outubro deste ano, a Justiça de Brasília deferiu o pedido de protesto feito por Mayã Frota contra o pai. Desde então, o nome de Alexandre Frota está negativado. Ou seja, Frota não pode requerer financiamentos ou fazer compras através de crediários.

Um pedido de prisão já havia tramitado no fim de setembro, mas de acordo com a Justiça Eleitoral, o ainda candidato não poderia ser detido num prazo de 15 dias. O que já passou.

Mayã nasceu em maio de 1999. Em agosto, do mesmo ano, Samantha Gondim, a mãe do garoto, entrou com pedido de pensão na Justiça através da Defensoria Pública. A Justiça havia pré-determinado o pagamento de dez salários mínimos, mas Frota teria oferecido apenas R$ 200 na época, o que não foi aceito pela mãe do menino.

Deboche

Na última semana, Alexandre Frota postou um vídeo em que aparece cortando papel com uma tesoura e semblante de deboche.

“Alexandre Frota começa a pagar sua pena”, escreveu ele. Ao fundo, o ator escuta a música ‘Hey Jude’, dos Beatles. No meio da tarde, porém, Frota apagou a postagem.

O vídeo foi divulgado um dia depois de a Justiça tornar pública a sentença condenando o ator e futuro parlamentar a prestar serviços comunitários por crime de difamação e injúria contra o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ).

De acordo com a ação, em 5 de abril de 2017, Frota postou em sua página oficial da internet uma foto de Wyllys, autor do processo, atribuindo-lhe a seguinte fala. “A pedofilia é uma prática normal em diversas espécies de animal (sic), anormal é o seu preconceito.”

Segundo a juíza Adriana Freisleben de Zanetti, da 2ª Vara Federal de Osasco, que condenou o político do PSL, ficou provado no processo que o deputado do PSOL jamais declarou a frase acima.

“A frase foi criada com a finalidade de difamar Jean Wyllys, causando na comunidade cibernética o sentimento de repúdio por empatia emocional com as vítimas de pedofilia”, escreveu a magistrada em sua sentença.

Além de pagar uma multa de R$ 295 mil, Frota terá de picotar papel no fórum federal da região de Cotia durante 2 anos.

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários