Redação Pragmatismo
Eleições 2018 18/Sep/2018 às 12:30 COMENTÁRIOS

Fernando Haddad não vai conceder indulto a Lula

Após série de polêmicas e de especulações, Fernando Haddad se pronuncia e afirma que, caso seja eleito presidente, não vai conceder indulto a Lula

Haddad indulto a Lula

O candidato do PT a presidente, Fernando Haddad, disse nesta terça-feira (18) que não vai conceder perdão judicial ao ex-presidente Lula caso seja eleito.

Em entrevista concedida nesta manhã à rádio CBN e ao portal G1, Haddad rebateu o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), que declarou que esse seria o primeiro ato de Haddad no Palácio do Planalto.

“A resposta é não. Não ao indulto”, respondeu o presidenciável após ser questionado várias vezes pelos entrevistadores.

Fernando Haddad afirmou que nunca tratou desse assunto com o governador mineiro, que é candidato à reeleição, ou com quem quer que seja do PT, a não ser com o ex-presidente Lula, ao repercutir a publicação de notícias sobre um eventual indulto.

“Pimentel está concorrendo ao governo de Minas. Espero que seja eleito, mas ele não tem a prerrogativa de dar indulto ou não. Nem antes nem depois [da declaração], nunca conversei sobre isso a não ser com o presidente Lula, provocado pela imprensa”, contou. “Pode ser que ele tenha desejo de que isso aconteça”, emendou.

O ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação disse que o ex-presidente trabalha para provar sua inocência perante a Justiça brasileira e do exterior.

“Lula não vai abrir mão da defesa de sua inocência. É o primeiro a dizer ‘não quero favor, quero que os tribunais brasileiros e fóruns internacionais reconheçam que fui vítima de um erro judicial’”, reforçou o candidato.

No último fim de semana, Pimentel deu como certo que Haddad assinaria o indulto em favor de Lula.

“Vamos eleger Haddad presidente da República, e eu tenho certeza que, eleito, o Haddad irá assinar no seu primeiro dia de governo um indulto para o presidente Lula, irá tirá-lo desta prisão injusta e arbitrária”, disse o governador em Teófilo Otoni (MG), segundo relato do jornal Estado de Minas.

Ainda ontem Haddad declarou que não havia tratado do tema com o colega de partido.

Congresso em Foco

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários