Redação Pragmatismo
Religião 29/Ago/2018 às 16:40 COMENTÁRIOS
Religião

Pastor evangélico dava dinheiro às crianças que estuprava

Publicado em 29 Ago, 2018 às 16h40

Pelo menos dez crianças foram estupradas pelo pastor evangélico, que foi preso nesta terça-feira. As vítimas frequentavam a igreja

pastor evangélico estuprava crianças

O pastor evangélico Justino Ireno, de 53 anos, foi preso nesta terça-feira (28) na cidade de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá (MT).

O religioso, que foi denunciado pela mãe de duas vítimas, teria abusado sexualmente de pelo menos 10 crianças e adolescentes que frequentavam a sua igreja.

Segundo a mulher que denunciou o pastor, os filhos apresentaram um comportamento diferente do normal. Questionados, os meninos contaram que eles e outros colegas eram abusados por Justino.

De acordo com a polícia, o homem utilizava a condição de pastor para se aproximar das famílias até adquirir a confiança dos pais. Em seguida, cometia os crimes contra as crianças.

O delegado Cláudio Alvares Santana informou ainda que o pastor dava dinheiro às vítimas depois de cometer os abusos.

“As crianças confirmaram os abusos sexuais praticados pelo suspeito, cometido na igreja que fica aos fundos da casa dele”, disse o delegado.

“A mãe de duas dessas vítimas disse que um deles mudou de comportamento. Comprava coisas e aparecia com dinheiro em casa. Ele dizia para a mãe que o pastor dava o dinheiro como presente. A mãe não desconfiava pela condição dele ser religioso”, completou o delegado.

“O pastor fazia o convite para as crianças irem até a igreja quando não havia ninguém por lá para receber conselhos e fazer leituras religiosas. Existem relatos que ele praticou os abusos na frente de duas, três e outras crianças, que assistiam. Depois, ele dava dinheiro em quantias que iam de R$ 10 até R$ 50”, finalizou o delegado.

Na delegacia, as vítimas tiveram medo de apontar o pastor como autor dos estupros, além de sentirem vergonha de confessar que foram abusadas. O pastor Justino vai responder criminalmente por estupro de vulnerável e corrupção de menores.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários

  1. emanuel martins Postado em 06/Jul/2019 às 13:41

    e nao pastor

  2. Stalin Red Postado em 06/Jul/2019 às 13:41

    Desconfiem sempre de quem fala em nome de deus (qualquer um deles), moral, bons costumes e família!

  3. Robby Souza Postado em 06/Jul/2019 às 13:41

    https://uploads.disquscdn.com/images/884219da12bcbb79ad84def4d87b9e5cb96345b80eb2c0a5963e8fee30e53322.jpg