Redação Pragmatismo
Justiça 21/Aug/2018 às 13:13 COMENTÁRIOS

Vídeo: Cármen Lúcia e Raquel Dodge cantam e dançam com Alcione

Vídeo: A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, dançaram e soltaram a voz ao lado da cantora Alcione. Cena dividiu opiniões na internet

Alcione Cármen Lúcia

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ‘caíram no samba’ nesta terça-feira (21).

A presidente do Superior Tribunal de Justiça, Laurita Vaz, também aderiu à festa.

Elas dançaram e soltaram a voz ao lado da cantora Alcione no embalo do clássico “Não deixa o samba morrer”. “Vai, Cármen Lúcia”, incentivou a cantora.

“Não deixe o samba morrer/ Não deixe o samba acabar/ O morro foi feito de samba/ De samba pra gente sambar”, entoou a presidente do Supremo.

O momento de descontração foi propiciado pelo seminário “Elas por Elas”, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), presidido por Cármen.

O evento reuniu lideranças empresariais e do meio jurídico para debater a participação da mulher no poder estatal e na sociedade.

O vídeo foi publicado nas redes sociais por Alcione. “Tão bonito ver a desconstrução positiva dos que vivem sob a rigidez sisuda do poder. Em última instância somos todos humanos, necessitados das mesmas alegrias, vítimas das mesmas agruras”, comentou no Instagram o Padre Fábio Mello, também cantor e influenciador digital.

Na internet, porém, a maioria das reações foi de desconfiança e crítica.

“Enquanto cidadãos brasileiros estão morrendo, em greve de fome, para ver se a presidente do STF pauta assunto de interesse nacional, essa criatura que não tem a menor responsabilidade com o país e a democracia fica de festas com a procuradora, e outras, e com certeza às nossas custas. Tudo como se o país estivesse às mil maravilhas e como se o judiciário não fosse responsável pelo caos que vivemos com o RJ quase em guerra e em Roraima imigrantes sendo barbarizados”, publicou uma internauta.

“Não chega a ser exatamente uma decepção, pois a Marrom sempre foi Sarney e nunca deixei de apreciar seu talento musical por isso. Mas que esse videozinho de confraternização com as golpistas é de embrulhar o estômago, ah, isso, com certeza é”, escreveu outro.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários