Redação Pragmatismo
Meio Ambiente 12/Jul/2018 às 15:54 COMENTÁRIOS

Esposa de barão do agronegócio ameaça ativista dos direitos dos animais

Ativista dos direitos dos animais que luta pela aprovação do PL 31 é difamada e tem família ameaçada por esposa de presidente de uma das maiores empresas de exportação de carga viva do Brasil

luisa mell direitos dos animais

Ativista dos direitos dos animais, a apresentadora Luisa Mell tem recebido várias ameaças após intensificar sua militância contra o transporte de bois vivos enviados em navios a partir do Brasil para serem abatidos em outros países.

“Eu e minha família começamos a receber sérias ameaças. Logo descobri que a senhora que me difama e me ameaça nas redes é Ana Paula Sales Cunha, esposa de Silvio Castro Cunha Junior, presidente de uma das maiores empresas de exportação de carga viva, a AgroExport”, denunciou Luisa em publicação no Instagram, onde é seguida por quase 2 milhões de pessoas.

“A polícia já está avisada. Qualquer coisa que acontecer comigo ou com alguém da minha família a senhora @anapaulasalescunha será a principal suspeita! Este triste episódio demonstra o tipo de conduta destas pessoas que exploram e maltratam os animais. Quem é cruel com animais, também pode ser com seres humanos”, continua a ativista.

“O curioso é que ela [Ana Paula] afirma em uma das postagens que o presidente da ALESP, deputado Cauê Macris, não vai colocar o PL 31 em votação nunca! O que me parece suspeito, não acham? Aos senhores do agronegócio, a causa animal é muito maior do que a Luisa Mell. As pessoas não estão lutando por minha causa, e sim por amor aos animais! Valor que parece difícil de entender para esta senhora”, conclui Luisa.

O Projeto de Lei 31/2018 visa proibir o transporte marítimo e fluvial de animais vivos dos portos do estado de São Paulo, com a finalidade de abate para o consumo.

“O embarque de animais vivos faz mal a todos eles. Tira dinheiro, emprego e insumos do Estado; gera custo e angústia à população; dor e sofrimento aos animais que são forçados a enfrentar esse calvário. É um comércio sem sentido, que só beneficia meia dúzia de produtores”, assinalou o deputado Feliciano Filho, relator do projeto.

Votação

Além de Luisa Mell, a Sociedade Vegetariana Brasileira e a ONG Animal Equality Brasil também estão lutando pela aprovação do projeto.

Na última terça-feira (10), pecuaristas e ativistas da causa animal travaram discussão (vídeo abaixo) nos corredores da ALESP (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Havia a expectativa de que o PL 31 fosse pautado e votado.

Apesar de tramitar em regime de urgência, a proposta simplesmente não foi pautada pelo presidente da casa, deputado Cauê Macris (PSDB). O governador Marcio França (PSB) já declarou que sancionará o projeto caso ele seja aprovado.

A assessoria do deputado Feliciano Filho, eleito pela causa animal e autor da proposta, nomeou quais são os parlamentares que estão impedindo que o PL 31 seja votado. Eis os nomes:

Itamar Borges (MDB), Davi Zaia (PPS), Roberto Morais (PPS), Marcos Vinholi (PSDB), Barros Munhoz (PSDB), Carlão Pignatari (PSDB), Gilmar Gimenes (PSDB), Welson Gasparini (PSDB) e Adilson Rossi (PSB).

Vídeo:

Mais sobre o PL 31:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários