Redação Pragmatismo
Meio Ambiente 12/Jul/2018 às 15:54 COMENTÁRIOS
Meio Ambiente

Esposa de barão do agronegócio ameaça ativista dos direitos dos animais

Publicado em 12 Jul, 2018 às 15h54

Ativista dos direitos dos animais que luta pela aprovação do PL 31 é difamada e tem família ameaçada por esposa de presidente de uma das maiores empresas de exportação de carga viva do Brasil

luisa mell direitos dos animais

Ativista dos direitos dos animais, a apresentadora Luisa Mell tem recebido várias ameaças após intensificar sua militância contra o transporte de bois vivos enviados em navios a partir do Brasil para serem abatidos em outros países.

“Eu e minha família começamos a receber sérias ameaças. Logo descobri que a senhora que me difama e me ameaça nas redes é Ana Paula Sales Cunha, esposa de Silvio Castro Cunha Junior, presidente de uma das maiores empresas de exportação de carga viva, a AgroExport”, denunciou Luisa em publicação no Instagram, onde é seguida por quase 2 milhões de pessoas.

“A polícia já está avisada. Qualquer coisa que acontecer comigo ou com alguém da minha família a senhora @anapaulasalescunha será a principal suspeita! Este triste episódio demonstra o tipo de conduta destas pessoas que exploram e maltratam os animais. Quem é cruel com animais, também pode ser com seres humanos”, continua a ativista.

“O curioso é que ela [Ana Paula] afirma em uma das postagens que o presidente da ALESP, deputado Cauê Macris, não vai colocar o PL 31 em votação nunca! O que me parece suspeito, não acham? Aos senhores do agronegócio, a causa animal é muito maior do que a Luisa Mell. As pessoas não estão lutando por minha causa, e sim por amor aos animais! Valor que parece difícil de entender para esta senhora”, conclui Luisa.

O Projeto de Lei 31/2018 visa proibir o transporte marítimo e fluvial de animais vivos dos portos do estado de São Paulo, com a finalidade de abate para o consumo.

“O embarque de animais vivos faz mal a todos eles. Tira dinheiro, emprego e insumos do Estado; gera custo e angústia à população; dor e sofrimento aos animais que são forçados a enfrentar esse calvário. É um comércio sem sentido, que só beneficia meia dúzia de produtores”, assinalou o deputado Feliciano Filho, relator do projeto.

Votação

Além de Luisa Mell, a Sociedade Vegetariana Brasileira e a ONG Animal Equality Brasil também estão lutando pela aprovação do projeto.

Na última terça-feira (10), pecuaristas e ativistas da causa animal travaram discussão (vídeo abaixo) nos corredores da ALESP (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Havia a expectativa de que o PL 31 fosse pautado e votado.

Apesar de tramitar em regime de urgência, a proposta simplesmente não foi pautada pelo presidente da casa, deputado Cauê Macris (PSDB). O governador Marcio França (PSB) já declarou que sancionará o projeto caso ele seja aprovado.

A assessoria do deputado Feliciano Filho, eleito pela causa animal e autor da proposta, nomeou quais são os parlamentares que estão impedindo que o PL 31 seja votado. Eis os nomes:

Itamar Borges (MDB), Davi Zaia (PPS), Roberto Morais (PPS), Marcos Vinholi (PSDB), Barros Munhoz (PSDB), Carlão Pignatari (PSDB), Gilmar Gimenes (PSDB), Welson Gasparini (PSDB) e Adilson Rossi (PSB).

Vídeo:

Mais sobre o PL 31:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários