Redação Pragmatismo
Educação 05/Jun/2018 às 11:10 COMENTÁRIOS

Professora que fez sexo com aluno de 14 anos é condenada

Professora é condenada por fazer sexo com aluno de 14 anos dentro de sala de aula. A professora também é acusada de mostrar fotos de momentos íntimos com o marido para outros estudantes

professora sexo aluno Jessica Langford
A professora Jessica Langford

A Justiça de Ohio, nos Estados Unidos, condenou a professora Jessica Langford a um ano de prisão por fazer sexo com um aluno de 14 anos dentro da sala de aula.

Jessica, 32, ensinava Matemática há nove anos na escola de ensino fundamental Miamisburg. O caso aconteceu no início de 2017.

A professora foi julgada na última quarta-feira (30) pelo juiz Timothy O’Connell, no tribunal Montgomery County Common Pleas, e deve passar um ano na prisão e outros cinco em liberdade condicional, por crimes que ela admitiu ter cometido.

“Não há um dia que se passe sem eu desejar ter feito as coisas de outra forma. Sei que sou completamente responsável”, a docente declarou sobre ter feito sexo com o aluno.

Para o júri, o adolescente em questão contou os detalhes do relacionamento com a professora. Os dois começaram a conversar por meio do aplicativo Snapchat: quando a mulher perguntou por que o jovem tinha se conectado, ele respondeu que tinha feito isso porque “queria transar com ela”.

Sobre o momento em que ficaram juntos em uma sala de aula trancada, o garoto declarou: “começamos nos beijando, ela foi até a sala para um beijo e começou tudo a partir disso”. Em seguida, ambos performaram vários atos sexuais durante meia hora, até o diretor da escola bater na porta.

A mulher, então, falou para o garoto se esconder sob uma das mesas e abriu a porta para se encontrar com o diretor. Mais tarde, ela voltou para a sala e pediu para o adolescente mentir: ele deveria dizer que estava apenas empilhando carteiras na sala de aula. “Foi desconfortável… Eu achei que isso estava errado”, contou o jovem, que não teve a identidade revelada.

A sentença

A sentença foi declarada depois da fala das duas partes, porém, o pai do garoto não ficou satisfeito. “Ela tinha a função de cuidar das crianças e estudantes, e jogou isso fora para sua própria gratificação sexual”, argumentou o homem, que pedia a condenação pela sentença máxima, de 15 anos de detenção.

O homem ainda disse que seu filho passou por momentos de muito estresse causado por toda a situação, além de ser tratado de forma diferente por colegas e outros professores. “Ele se sente envergonhado e sozinho. Sofre bullying constantemente na escola e acredita que não há nada que possa fazer”.

Outros casos

Além de se envolver sexualmente com um dos estudantes, a professora também está sendo acusada de mostrar fotos de momentos íntimos dela e do marido para seus alunos de 14 anos. Segundo os estudantes, ela “causou constrangimento ao fazer com que todas as crianças vissem os registros dela transando com um rapaz”.

Um dos alunos afirmou ao jornal Metro que as fotos explícitas e todos os relatos dos colegas o fizeram se sentir extremamente incomodado, já que ele e a docente eram muito próximos. Policiais ainda descobriram que Langford chegou a dar muitos presentes para alguns estudantes, o que inclui vale-compras, sapatos e até iPhones, além de já ter feito sexo com um dos adolescentes.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários