Redação Pragmatismo
Desigualdade Social 12/Jun/2018 às 12:52 COMENTÁRIOS

Cliente é impedido de pagar almoço para criança em Shopping

Cliente tenta pagar almoço para criança de forma solidária, mas é impedido por segurança de Shopping em Salvador. Em ação truculenta, prato de comida chegou a ser empurrado para que menino não tivesse acesso ao alimento

almoço criança shopping salvador bahia

As imagens de um segurança do Shopping da Bahia, em Salvador, impedindo uma criança faminta de se alimentar provocaram revolta nas redes sociais (assista abaixo).

Tudo começou quando um cliente se dispôs a pagar um almoço para a criança de forma solidária. O homem tentou comprar a comida no restaurante Sanduíche de Churrasco, na praça de alimentação do centro comercial.

No entanto, de maneira truculenta e covarde, o segurança se colocou na frente do homem para impedir a ação, inclusive empurrando o prato que seria entregue pela atendente.

“Estou querendo dar o almoço para o menino e o segurança tá rejeitando aqui, falando que vai me tirar do shopping à força e vai tirar o menino. Eu queria ver se fosse seu filho que tivesse na rua passando fome. Ele vai comer. Ele é um ser humano como outro qualquer”, desabafa o cliente.

Em poucos minutos, o ambiente foi tomado por um sentimento de indignação, com outros clientes e consumidores prestando solidariedade à criança e ao homem.

A situação só foi resolvida quando o supervisor de segurança chegou na praça de alimentação e permitiu que a criança tivesse acesso ao alimento.

Em nota, o Shopping da Bahia pediu desculpas pelo ocorrido e afirmou que a postura do segurança não condiz com o treinamento recebido pelos funcionários:

Reforçamos que nossa operação atua em alinhamento com órgãos de defesa dos direitos humanos, como o Conselho Tutelar e o Juizado de Menores. O empreendimento reforça ainda que, em seus 42 anos de história, sempre teve orgulho de manter uma relação de proximidade e respeito com seus clientes, valorizando a cultura e o povo da Bahia

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários