Redação Pragmatismo
Mídia desonesta 10/Mai/2018 às 12:32 COMENTÁRIOS
Mídia desonesta

Em rede aberta, Jessé Souza disse sobre a Lava Jato o que ninguém teve coragem

Publicado em 10 Mai, 2018 às 12h32

O comentário de Jessé Souza no Jornal da Cultura sobre a Lava Jato é um alento para quem já tinha perdido a esperança de ver na TV aberta algum lampejo de pensamento original. Sem conseguir desmontar a fala do pesquisador, a apresentadora pediu socorro a Leandro Karnal

Jessé Souza Lava Jato Karnal
Os professores Leandro Karnal e Jessé Souza divergiram sobre a Lava Jato no Jornal da Cultura

Joaquim de Carvalho, DCM

O comentário de Jessé Souza no Jornal da Cultura (assista no fim do texto) sobre a Lava Jato é um alento para quem já tinha perdido a esperança de ver na TV aberta — e mesmo a fechada — algum lampejo de pensamento original — 99% dos programas são feitos de obviedades, senso comum. Como escreveu Paulo Henrique Amorim, no Conversa Afiada, Renata Lo Prete, por exemplo, no Jornal da Globo e no programa Painel da Globonews, se especializou em dar complexidade ao óbvio.

É uma escola, que contaminou jornalistas, sociólogos e entrevistados que se apresentam como especialistas de qualquer coisa. Em matéria de falta de originalidade, ninguém supera os chamados cientistas políticos. Quem diz isso são dois cientistas políticos, desses que quase não se vê na televisão. Céli Regina Jardim Pinto, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, considera que cientista político de TV “virou genérico de estultice”.

“Dava vergonha”, disse ela a respeito da participação do cientista político Rubens Figueiredo como entrevistador do pré-candidato a presidente pelo PSOL Guilherme Boulos, no programa Roda Viva. Luís Felipe Miguel, da Universidade de Brasília, o pioneiro na criação de disciplinas acadêmicas sobre o golpe, foi além:

“Você conta para alguém que é cientista político e a pessoa já te olha esperando que você comece a soltar um monte de cretinices”, afirmou. “Tinha um tempo em que a especialidade do cientista político na TV era desfiar obviedades como quem está descobrindo a América. Já vi muita análise de eleição que, no final das contas, dizia mesmo era que o candidato com mais votos ganhava do candidato com menos votos. Hoje, eles continuam dizendo a mesma coisa, só que virou ficção científica. No nosso país, hoje, o candidato com mais votos não ganha, é posto na cadeia”, acrescentou.

Referências como estas a Lula muito raramente se verá na TV. Para Celi Pinto, falta preparo aos profissionais — tanto entrevistadores quanto entrevistados. “Não se trata nem de posição política ideológica, mas de ignorância, burrice, falta de condições mínimas”, disse Céli Pinto.

Pode ser em alguns casos, mas, no geral, não é ignorância, mas oportunismo. Quem está na TV, seja como entrevistador, entrevistado ou comentarista, tem medo de se arriscar porque, ao contrariar a linha editorial da casa, pode ir para a geladeira ou não ser nunca mais convidado para participar dos programas.

Conheço uma jurista que participou duas vezes do Jornal da Cultura como comentarista. Na segunda vez, ao analisar uma reportagem sobre bancos, disse que as cobrança de tarifas eram extorsivas e defendeu maior tributação sobre os lucros dos banqueiros. Foi riscada da agenda de convidados do jornal, que era patrocinado por um banco.

Ser original tem um custo não só na TV. Jessé Souza, por exemplo, ao analisar a formação cultural e, por consequência, econômica do Brasil, desmontou as teorias de dois ícones do pensamento acadêmico brasileiro: Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de Holanda. Em síntese, ele concluiu, não é a cultura portuguesa a matriz da formação cultural do Brasil, como dizem os pensadores clássicos, mas a herança escravocrata.

SAIBA MAIS: JESSÉ SOUZA desafia fundamentos da sociologia brasileira

Quando eu o entrevistei, antes do lançamento de “A Elite do Atraso”, perguntei se ele não era retaliado na universidade por confrontar duas pessoas da “Santíssima Trindade” da sociologia brasileira — o outro é Caio Prado. “Tenho problemas”, disse. “Mas não posso abandonar o compromisso com a pesquisa científica”, afirmou.

Foi essa mesma coragem que levou Jessé a dizer, em horário nobre da TV aberta, que a Lava Jato é “o maior engodo da história do Brasil”. A apresentadora do Jornal da Cultura perguntou: “Engodo por quê?”

“Porque é uma mentira”, disse o sociólogo. “É uma justiça seletiva. Quando as pessoas quiseram denunciar os crimes do mercado financeiro, ninguém quis ouvir. Que Justiça é esta?”.

Teve mais:

“Emílio Odebrecht falou na sua delação sobre a Rede Globo, ninguém quis investigar. E Por que a Petrobras e por que a Odebrecht? Porque essas duas empresas são extremamente importantes para o ataque o capitalismo financeiro americano, que destruiu os Brics e o processo de inserção autônoma do Brasil, junto com Rússia, China, etc. Quer dizer: Destruir empresas de vanguarda como a Petrobras e a Odebrecht — que nenhum americano faz. Nenhum americano é idiota de acabar com milhões de empregos de suas grandes empresas. Isso não é feito. Isso só é feito aqui.

A apresentadora pediu socorro a Leandro Karnal, um comentarista antigo na casa. Ele disse o óbvio: defendeu a Lava Jato e falou em propinoduto na Petrobras.

Karnal continuará com sua cadeira cativa no Jornal da Cultura e em outros programas de TV.

Jessé corre o risco de nunca mais ser convidado — talvez seja convidado mais algum tempo, para não parecer à TV Cultura que censura os comentaristas –, mas o risco, levando em consideração o histórico das TVs, efetivamente existe.

Assim são os veículos de comunicação. Karnal e os demais não são ignorantes. São apenas espertos que entenderam que o negócio da mídia clássica, a velha imprensa, é manter o público na ignorância. Assim se ganha mais dinheiro. Todos eles, inclusive os especialistas do engodo.

VÍDEO:

(comentário a partir de 34 minutos)

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Alexandre Mattos Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Gosto do Jesse, já li alguns trabalhos dele, e não há dúvida da importância de se ouvir argumentos que diferem do "senso comum", mas concordo plenamente com Karnal: impossível imaginar qualquer avanço social patrocinado pela Petrobrás, ou qualquer empresa que fosse, com aquele sistema corrupto que foi montado, diga-se de passagem, muito antes de o PT assumir o poder. Ali, quem se beneficiava era o Rei, e os amigos do Rei. Somente eles! Contundo, a questão da Lava-Jato ainda, se é que vai algum dia, não atingir o sistema financeiro, macula a imagem da operação.

  2. Silvio Neto Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Resumindo: o brasileiro acha melhor já entregar tudo de vez aos gringos do que conservar a esperança de que o país teria algum benefício com os royalties. Agora ficamos sem os royalties e também sem o petróleo, além de ficarmos fora do BRICS e com uma América Latina destruída por golpes como no século passado, vide Argentina no FMI. Não é fantástico???

  3. Mario Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Rapaz tem um tal de pondé.... só rindo... um idiota método à intelectual. Em compotas.... como diria Leonel

  4. Isaque Evangelista Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Antão prender ladrão é engodo?aonde esse cara quer chegar hein.só falta ele dizer o que desse Lula ladrão.qua a culpa do desemprego é do moro.antão quer dizer a culpa é da justiça Federal que quer fazer compro a lei??mim poupe desses comentários vazio.

  5. Saulo Lucio Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    É impressionante a forma como os fatos são distorcidos. A Petrobrás estava a caminho da insolvência, a administração corrupta e incompetente do PT e outros partidos iam levá-la a bancarrota. Felizmente a Lava Jato surgiu antes que isso acontecesse e interrompeu esse processo.

  6. Edson Eliodoro Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Felizmente, fomos agraciados com a "renúncia" do ex- pré- candidato Joaquim Barbosa, ela só ratificou sua falta de civismo, falta de ética, falta de patriotismo e de compromisso com o país, levando-se em conta sua declaração de que não votará nas eleições, pois estará em viagem pelo exterior, porém, ele não abre mão de sua aposentadoria "mmilionária" paga pelos cofres públicos brasileiros. Nos livramos de mais uma enganação. Valeu Jesse, diga a verdade sempre. O esquema de corrupção da petrobras foi arquitetado e posto em prática nos anos 90, era FHC. E a BRASKEN ? Por que a lava jato não fala nada sobre ela ? Por que tem a ver com FHC ?

  7. PAULO ALBERTO Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    O paspalho é gago... q merda kkkkkkkkkk

  8. Fabio costa Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    As grandes mídias capitalistas degradam a sociedade há muitas décadas, foi assim no golpe de 64 de 2016 e agora com a lava jato, ou podemos chamar de farsa jato, os capitalistas nunca irão se conformar com governos progressistas ou socialistas pois dividir os lucros com os mas pobres e os trabalhadores jamais, Essa coisa de esquerda só da prejuízos aos bancos as grandes empresas e aos especuladores financeiros, pra que odebrecht, OAS, Petrobras se existem grandes empresas internacionais pra explorar os recursos e ganhar as grandes obras do governo, vamos falir as empresas brasileiras e entregar tudo aos estrangeiros, esse é conceito dos liberalistas da direita escravocrata, tornar a mão de obra brasileira barata com o trabalho intermitente a quatro reais a hora, e doar nossos recursos naturais aos estrangeiros a preço de bananas. Se não tomarmos uma decisão fulminante nas próximas eleições, essa direita capitalista que aí está irá nos transformar numa colônia falida e dependente dos americanos e demais estrangeiros, a Amazônia e nossas riquesas hídricas estão ameaçadas e pedem nosso socorro, já que os políticos e a justiça federal os abandonou.

  9. Joana Souto Guimarães Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Karnal precisa comer muito feijão com arroz para ser um Jessé

  10. Augusto Crispim Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Só uma elite escravocata e do coronelismo apoia estes apadrinhados da elite juridica a acabar com os empregos diretos e indiretos das maiores empresas do Brasil e as que mais empregam. FHC entregou a preço de banana, para a elite financeira americana, mais de 40% do capital da Petrobrás. Agora querem assumir o poder para se desfazerem do que restou da Petrobrás. Há também a Petrobrás, mas aqui não vai ter o mesmo salário minimo americano, ficaremos com o minimo da escravatura que é o que a elite brasileira faz. É a mesma elite que passa o reveillon na europa e em NY. são todos FDP

  11. Salomon Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    O Karnal é aquele aproveitador da ignorância alheia. Apareceu falando de shakespeare e vai terminar substituindo o silvio santos no tudo por dinheiro.

  12. Maria Reis Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Realmente vocês fazem questão de distorcer os fatos, de criar uma realidade segundo as suas conveniências. Dizer que a Globo não foi investigada não isenta Lula e companhia do crime dos quais são acusados. É interessante perceber que aqueles que defendem o PT e sua corja são sempre os mais inteligentes, os mais bem informados, os mais lúcidos. Esse discurso não engana mais nem a gregos nem a troianos.

  13. Particular Acesso Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Então...não obstante a possibilidade de ser, talvez, mal dito: - se o Sr Emílio citou a Globo...a Globo deve ser investigada. Mas, em hipótese alguma, ela ou qualquer outra empresa/instituição deve servir de justificativa, do tipo: "todo mundo roubou, logo, qual é o problema se nós roubarmos." Vamos investigar a Globo...denunciemos a Globo, ora bolas...de que adianta ficarmos a reclamar. Não é verdade? Se a Lava Jato é, realmente, uma mentira: - não deveríamos ir ao MP com documentos fiéis, para abrirmos processos contra A e B? Inclusive (sugestão): - o Jessé Souza, não poderia ser convidado para esta ação? - poderíamos incentiva-lo, a reunir material para suprir o MP.

  14. Joel Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Falar até papagaio fala

  15. Marcos André Guimarães Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Eu me pergunto: Que autoridade possui sociólogos para "afirmar" que a lava-jato e um engodo? Engodo porque atingiu o projeto de poder da esquerda? Engodo pq roubaram descaradamente uma empresa de petróleo ao ponto da mesma valer menos que aplicativo de transporte de passageiros? A conclusão que eu chego é a seguinte: Até os sociólogos têm seus momentos de burrice pois vêm com mesma estorinha sobre a globo, sobre os gribgos, etc, etc. Felizmente não estava disponível para assitir um peteba fisosofo. Enquanto isso lula diz: Tudo que sei é que nada sei. Nada tenho, logo sou "inocente".

  16. Rogerio MegaSom Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    É... Estranho que a maioria da população não pensa que nem ele. Chega de desculpas para a impunidade. Se ele se sente ofendido com o comentário do Marcelo Odebrecht que entre com uma ação/ representação solicitando as investigações. Que caia Globo, Odebrecht, Petrobtas, Psdb, ou q tenha mais gente ainda desempregada, mas que sejamos um país limpo. É o laxante que temos que tomar.

  17. Rubens Marques Filho Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    É este o cientista político competente que vocês têm para defender a causa de vocês? A situação de vocês é mais desesperadora do que eu pensei....

  18. Crase Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    RECEITA PARA VENCER TODAS AS DISCUSSÕES: SUPERFICIALIDADE (NÃO PODE SER CONTRADITA) E REPETIÇÃO (24H/DIA E 7DIAS/SEMANA). PT, CORRUPÇÃO, LULA, DILMA, VAI PRA CUBA, ETC. ETC. VITÓRIA PELA REPETIÇÃO. FIM!