Redação Pragmatismo
São Paulo 09/May/2018 às 14:44 COMENTÁRIOS

Desvios na merenda em São Paulo chegaram a R$ 1,6 bilhão, aponta investigação

Operação Prato Feito, da Polícia Federal, investiga desvios de R$ 1,6 bilhão na merenda de São Paulo. Prefeito de Embu das Artes, figura carimbada nos atos do MBL, é um dos alvos

Embu das Artes Desvios na merenda em São Paulo
Claudinei Alves dos Santos ou Ney Santos, prefeito de Embu das Artes (reprodução)

A Operação Prato Feito deflagrada nesta quarta-feira (9) investiga 65 contratos suspeitos, cujos valores totais ultrapassam R$ 1,6 bilhão, em 30 cidades de São Paulo. O cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa do prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB), nesta quarta-feira, 9, faz parte da ação – que investiga desvios e fraudes em licitações para a educação em 19 prefeituras de São Paulo.

De acordo com a Polícia Federal, cinco grupos criminosos são suspeitos de desviar recursos da União para a educação destinados ao fornecimento de diversos serviços.

Saiba mais:
Membro do MBL tenta assassinar jornalista e é exonerado
Os verdadeiros narcotraficantes da política latino-americana

As investigações, diz a PF, apuraram que os grupos criminosos agiriam em 30 municípios no total, sendo 19 em São Paulo, contatando prefeituras por meio de lobistas, para direcionar licitações de fornecimento de recursos federais para a educação destinados ao fornecimento de merenda escolar, uniformes, material didático e outros serviços.

Mandados

Tietê, em São Paulo, é a cidade com maior número de mandados de busca e apreensão da Operação Prato Feito. Logo depois, a capital São Paulo teve 14 mandados cumpridos. Dos 154 mandados anunciados, apenas quatro não são no Estado: dois em Curitiba, um em Brasília e um em Salvador.

Ao menos 85 pessoas estão envolvidas nos esquemas: 13 prefeitos, 4 ex-prefeitos, 1 vereador, 27 agentes públicos não eleitos e outras 40 pessoas da iniciativa privada, segundo a PF.

Leia também:

CPI da Merenda acaba em pizza em São Paulo
Crítico gastronômico analisa a merenda das escolas de São Paulo
Recado de menino ao governo de São Paulo viraliza na internet
Deputado delatado na Máfia das Merendas vai a Brasília votar pelo impeachment
Tropa de Choque da PM-SP trata meia dúzia de estudantes como terroristas

Agência Estado

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários