Redação Pragmatismo
Governo 30/May/2018 às 19:50 COMENTÁRIOS

Caminhoneiro morre após levar pedrada e se torna a primeira vítima dos protestos

Caminhoneiro morre após levar pedrada na cabeça em Rondônia e se torna a primeira vítima fatal da paralisação

caminhoneiro pedrada

Um caminhoneiro morreu após levar uma pedrada na cabeça em Rondônia e se tornou a primeira vítima fatal da paralisação que já dura dez dias.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o homem tentava sair da greve e foi atacado por manifestantes favoráveis à paralisação da categoria perto de um posto no quilômetro 8 da rodovia BR-364.

José Batistella, 70, chegou a ser socorrido pelos bombeiros da cidade, mas não resistiu. É a primeira morte violenta registrada no movimento, que chegou ao seu décimo dia.

Antes dois caminhoneiros que participavam de bloqueios sofreram infartos e morreram, em Tocantins e na Bahia. Em São Paulo, um terceiro manifestante teve um princípio de ataque cardíaco, mas sobreviveu.

A Polícia Federal no Estado foi acionada para investigar o caso. Não se sabe se quem atirou a pedra foi uma pessoa infiltrada numa manifestação concentrada à beira da rodovia ou integrantes do movimento. Não há bloqueios naquele ponto da BR-364, apenas pontos de protesto.

Nos últimos dias, mesmo com o arrefecimento do movimento dos caminhoneiros, há diversos relatos de intimidação e ameaça do uso de violência contra quem não quer mais participar da paralisação.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários