Redação Pragmatismo
Lula 06/Apr/2018 às 01:30 COMENTÁRIOS

Manifestantes fazem resistência democrática e entram pela madrugada

Milhares continuam na porta do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em vigília contra a prisão de Lula. Ex-presidente está dentro do prédio e lá deve permanecer por tempo indeterminado. Mais manifestantes chegarão no local pela manhã

sindicato dos metalúrgicos prisão Lula

Apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estão neste momento concentrados na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. A vigília contra a prisão de Lula começou na noite desta quinta-feira (5) e não esmoreceu durante a madrugada. A palavra de ordem é “resistir”.

O líder do MTST (sem-teto) Guilherme Boulos, pré-candidato à Presidência da República pelo Psol, afirmou que o Sindicato passa a ser “o local de resistência democrática no Brasil”. “É momento de defender a democracia, de se colocar claramente nessa encruzilhada”, pontuou.

Segundo Boulos, trata-se de uma prisão “arbitrária, política e sem provas”, um “acinte”, que não pode ser aceito passivamente. “Mais uma vez, o juiz (Sérgio) Moro age como chefe de partido político”, afirmou, criticando também o Supremo Tribunal Federal, “que lavou as mãos diante de um processo viciado”.

“Não se trata de defender a figura do Lula apenas, é uma luta por justiça e democracia”, acrescentou.

Artistas, políticos e representantes de movimentos sociais também estão no local. Mais pessoas são aguardadas para se unir à resistência no período da manhã.

Sergio Moro ordenou que o ex-presidente se apresente em Curitiba para cumprir pena até as 17h desta sexta-feira (6), mas os advogados de Lula ainda não confirmaram que atitude será tomada.

VÍDEO:

(imagens da rua do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC na noite desta quinta-feira (5) / Mídia Ninja)

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários